bookmark_borderO que é rinite

rinite | s. f.
ri·ni·te
substantivo feminino

1. Coriza.

2. Inflamação da mucosa do nariz.


substantivo feminino [Medicina] Inflamação aguda ou crônica da mucosa que reveste as partes internas do nariz.
Distinguem-se os seguintes tipos: alérgica, atrófica, catarral aguda ou coriza, crupal, hipertrófica e purulenta.


Rinite é a irritação e inflamação da membrana mucosa no interior da cavidade nasal. Entre os sintomas mais comuns estão a congestão nasal, fluxo nasal abundante, espirros e acumulação de muco na garganta ou parte posterior do nariz. O tipo de rinite mais comum é a rinite alérgica, que é geralmente desencadeada por alergénios presentes no ar, como o pólen ou o pêlo de animais. A rinite alérgica pode causar sintomas adicionais, como coceira no nariz, tosse, dores de cabeça, fadiga, sensação de mal-estar e diminuição das capacidades cognitivas. Os alergénios podem também afetar os olhos, causando coceira, vermelhidão e lacrimejar.A inflamação da membrana mucosa na rinite pode ser causada por vírus, bactérias, irritantes ou alergénios.
A inflamação faz com que o corpo produza grande quantidade de muco, que se acumula e congestiona o nariz e a garganta. No caso da rinite alérgica, a inflamação é causada pela degranulação dos mastócitos no nariz. Ao degranularem-se, estas células libertam histamina e outras substâncias químicas, o que dá origem a um processo inflamatório que pode causar sintomas fora do nariz, como a fadiga e mal estar. A rinite infecciosa pode por vezes levar a complicações como pneumonia, quer viral quer bacteriana.
A rinite é uma doença muito comum, embora a sua prevalência varie significativamente entre países. A prevalência entre crianças entre os 6 e 7 anos varia entre 0,8% e 14,9%. Entre os 13 e 14 anos varia entre 1,4 e 39,7%. Entre os adultos varia entre 5,9% em França e 29% no Reino Unido.


bookmark_borderO que é constipação

constipação | s. f.
cons·ti·pa·ção
substantivo feminino

1. [Portugal]   [Portugal]   [Medicina]   [Medicina]   Inflamação catarral da membrana mucosa das fossas nasais, com corrimento de humor aquoso. (Equivalente no português do Brasil: resfriado.) = DEFLUXO

2. [Medicina]   [Medicina]   Dificuldade em defecar. = COPRÓSTASE, COPROSTASIA, OBSTIPAÇÃO, PRISÃO DE VENTRE


substantivo masculino Alteração intestinal que causa retenção de fezes ou dificuldade para evacuar; prisão de ventre: constipação intestinal.
[Portugal] Condição de quem está resfriado, com as vias respiratórias interrompidas, com coriza e tosse; resfriado.
expressão Constipação Nasal. Resfriado ou gripe; infecção contagiosa, definida pela falta de vigor, febre e/ou congestionamento das vias respiratórias.
Etimologia (origem da palavra constipação). Do latim constipatio.onis.


Constipação (pt) ou resfriado (pt-BR) é uma doença infeciosa viral do trato respiratório superior. Embora afete principalmente o nariz, pode também afetar a garganta, os seios paranasais e a laringe. Os sinais e sintomas começam-se a manifestar menos de dois dias após a exposição ao vírus. Os mais comuns são tosse, garganta inflamada, muco no nariz, dor de cabeça e febre. A pessoa geralmente recupera no prazo de sete a dez dias, embora alguns sintomas possam permanecer até três semanas. Em alguns casos, pessoas com outros problemas de saúde podem desenvolver pneumonia.A constipação pode ser causada por mais de 200 estirpes de vírus, sendo as de rinovírus as mais comuns. A infeção é transmitida por via aérea em situações de contacto próximo com uma pessoa infetada, ou de forma indireta através de contacto com objetos contaminados e posterior contacto com a boca ou nariz. Entre os fatores de risco estão a frequência de um infantário, insónias e stresse psicológico. Os sintomas são causados pela resposta imunitária do corpo à infeção, e não pela destruição dos tecidos pelos vírus. Embora as pessoas com gripe manifestem sintomas semelhantes aos da constipação, os sintomas são geralmente mais graves. Para além disso, a probabilidade da gripe causar muco no nariz é menor.Não existe vacina para a constipação. Os principais métodos de prevenção são a lavagem das mãos, evitar tocar nos olhos, boca ou nariz com as mãos por lavar, e manter-se afastado de pessoas doentes. Algumas evidências apoiam o uso de máscaras cirúrgicas. Embora não exista cura, os sintomas podem ser tratados. O zinco pode diminuir a duração e gravidade dos sintomas se começar a ser tomado pouco após o início dos sintomas. Os anti-inflamatórios não esteróides (AINEs) como o ibuprofeno podem ajudar a aliviar a dor. No entanto, não devem ser usados antibióticos e não existem evidências de qualidade que demonstrem a eficácia de antitússicos.A constipação é a doença infeciosa mais comum em seres humanos. Um adulto contrai em média duas a cinco constipações por ano, enquanto uma criança contrai entre seis e dez. As infeções são mais comuns durante o inverno. As constipações existiram ao longo de toda a História do ser humano.


bookmark_borderO que é faringite

faringite | s. f.
fa·rin·gi·te
substantivo feminino

[Medicina]   [Medicina]   Inflamação da faringe.


substantivo feminino Inflamação da faringe, do tubo afunilado que está ligado às fossas nasais, à boca, à laringe e ao esôfago; popularmente pode se referir a uma dor de garganta.
Etimologia (origem da palavra faringite). Faringo + ite.


Faringite é uma infecção respiratória caracterizada por inflamação da parte posterior da garganta, denominada faringe. Os sintomas mais evidentes são a inflamação da garganta e febre. Entre outros sintomas estão corrimento nasal, tosse, dor de cabeça e rouquidão. Os sintomas geralmente manifestam-se durante três a cinco dias. As complicações podem incluir sinusite e otite média aguda.A maior parte dos casos são causados por uma infeção viral. Cerca de 25% dos casos em crianças e 10% em adultos são causados pela bactéria Streptococcus pyogenes, infeção que é denominada faringite estreptocócica. Entre outras possíveis causas, mas pouco comuns, estão bactérias como a gonorreia, fungos, substâncias irritantes como o fumo, alergias e doença de refluxo gastroesofágico. Em pessoas com sintomas evidentes de infeção viral, como no caso de uma constipação, não se recomenda a realização de exames específicos. Nos restantes casos, recomenda-se a realização de um exame rápido de antígenos ou a recolha de um esfregaço para análise. Entre outras condições que podem produzir sintomas semelhantes estão a epiglotite, tiroidite, abcesso retrofaríngeo e, ocasionalmente, doenças cardiovasculares.As dores podem ser aliviadas com anti-inflamatórios não esteroides, como o ibuprofeno. A lidocaína de aplicação tópica pode também ser benéfica. As infeções bacterianas são geralmente tratadas com antibióticos como a penicilina ou a amoxicilina. Não é ainda claro se os corticosteroides são ou não benéficos na faringite aguda para além de, possivelmente, nos casos mais graves.A faringite é a causa mais comum de inflamações da garganta. Em média, cada adulto contrai uma inflamação da garganta entre duas e três vezes por ano e uma criança cinco vezes por ano. Em qualquer intervalo de três meses, cerca de 7,5% da população mundial apresenta uma faringite. O termo tem origem na palavra grega pharynx, ou faringe, e no sufixo -ite, que significa “inflamação”.


bookmark_borderO que é laringite

laringite | s. f.
la·rin·gi·te
substantivo feminino

Inflamação na laringe.


substantivo feminino Inflamação que acomete a mucosa da laringe, da parte superior da traqueia, apresenta rouquidão como um dos principais sintomas e pode ser causada por vírus, bactérias, pelo uso excessivo ou por algum tipo de irritação: a laringite que pode durar mais de duas semanas é chamada de laringite crônica.
Etimologia (origem da palavra laringite). Laringe + ite.


Laringite é a inflamação da laringe. O sintoma mais comum é a rouquidão, podendo também ocorrer febre, tosse, dor na parte da frente do pescoço e dificuldade em engolir. Na maioria dos casos a duração dos sintomas é inferior a duas semanas.A laringite é classificada como aguda quando a duração dos sintomas é inferior a três semanas e como crónica quando é superior a três semanas. Os casos agudos são geralmente causados por uma infeção viral do trato respiratório superior. Entre outras possíveis causas estão outro tipo de infeções e trauma físico causado por tosse. Os casos crónicos podem ter como causa o tabagismo, tuberculose, alergias, refluxo gástrico, artrite reumatoide ou sarcoidose. O mecanismo subjacente envolve a irritação das cordas vocais.Entre os sinais de alerta que podem indicar a necessidade de outros exames estão a presença de estridor, um historial de radioterapia ao pescoço, dificuldade em engolir, uma duração superior a três semanas e historial de tabagismo. Quando estes sinais estão presentes, as cordas vocais são geralmente examinadas através de laringoscopia. Entre as condições que podem produzir sintomas semelhantes estão a epiglotite, crupe, inspiração de um corpo estranho ou cancro da laringe.A forma aguda geralmente cura-se por si própria, sendo apenas aconselhados o descanso da voz e a ingestão de líquidos. Os antibióticos não aparentam ter qualquer benefício na maioria dos casos de forma aguda. Embora a forma aguda seja comum, a forma crónica não é. A forma crónica ocorre com maior frequência na meia idade e é mais comum entre homens do que entre mulheres.


bookmark_borderO que é tuberculose

tuberculose | s. f.
tu·ber·cu·lo·se |ó| tu·ber·cu·lo·se |ó|
(tubérculo + -ose )
substantivo feminino

[Medicina]   [Medicina]   Enfermidade infecciosa e contagiosa causada por um micróbio especial chamado bacilo de Koch, caracterizada pela formação de pequenos tubérculos em determinadas partes do corpo, como os pulmões, a laringe, os intestinos, etc.


substantivo feminino Doença contagiosa provocada pelo bacilo de Koch que atinge praticamente todos os tecidos do organismo, principalmente os pulmões, definida pelo aparecimento de tubérculos porosos.
[Botânica] Designação comum a variadas bacterioses vegetais que aparecem a partir de nodosidades nos tecidos.
Etimologia (origem da palavra tuberculose). Do latim tuverculosis; tubérculo + ose; pelo francês tuberculose.


Tuberculose é uma doença infeciosa geralmente causada pela bactéria Mycobacterium tuberculosis (MTB). A tuberculose afeta geralmente os pulmões, embora possa também afetar outras partes do corpo. A maioria das infeções não manifesta sintomas, sendo nesses casos denominada tuberculose latente. Cerca de 10% das infeções latentes evoluem para tuberculose ativa. Se não for tratada, a tuberculose ativa causa a morte a metade das pessoas infetadas. Os sintomas clássicos da tuberculose ativa são tosse crónica com expulsão de sangue, escarro, febre, suores noturnos e perda de peso. A infeção de outros órgãos pode causar vários outros sintomas.A tuberculose é transmitida por via aérea quando as pessoas com tuberculose ativa nos pulmões tossem, cospem, falam ou espirram. As pessoas com tuberculose latente não transmitem a doença. A infeção ativa é mais comum entre fumadores e pessoas com VIH/SIDA. O diagnóstico de tuberculose ativa é apoiado por radiografias ao peito, exames microscópicos e culturas de fluidos corporais. O diagnóstico de tuberculose latente baseia-se na prova da tuberculina ou análises ao sangue.Entre as medidas de prevenção estão o rastreio de grupos de risco, deteção e tratamento atempados dos casos e vacinação com o bacilo Calmette-Guérin (vacina BCG). Os grupos de risco incluem as pessoas que partilham casa ou local de trabalho com pessoas com tuberculose ativa. O tratamento consiste na administração de vários antibióticos durante um longo período de tempo. A resistência antibiótica é um problema crescente, estando a aumentar o número de casos de tuberculose multirresistente (MDR-TB) e a tuberculose extensivamente resistente (XDR-TB).Estima-se que cerca de um terço da população mundial esteja infetada com tuberculose latente. Todos os anos ocorrem novos casos de infeção em cerca de 1% da população. Em 2016 ocorreram em todo o mundo mais de 10 milhões de casos de tuberculose ativa, tendo sido a causa de cerca de 1,3 milhões de mortes. Isto faz com que a tuberculose seja a principal causa de morte por doenças infeciosas. Mais de 95% destas mortes ocorreram em países em vias de desenvolvimento, principalmente na Índia, China, Indonésia, Paquistão e Filipinas. Desde o ano 2000 que o número de novos casos em cada ano tem vindo a diminuir. Em muitos países africanos e asiáticos cerca de 80% da população apresenta prova de tuberculina positiva, enquanto nos Estados Unidos os este valor é de apenas 5–10% da população. A doença está presente nos seres humanos desde a Antiguidade.


bookmark_borderO que é beriliose

Palavra não encontrada. Se procurava uma das palavras seguintes, clique nela para consultar a sua definição. berílios berílios e berílio se berílio berilos berlinde berliques berlinês berilense (norma brasileira) berilenses (norma brasileira)
Caso a palavra que procura não seja nenhuma das apresentadas acima, sugira-nos a sua inclusão no dicionário.


substantivo feminino [Medicina] Envenenamento resultante da exposição a fumaça e pó de compostos ou ligas de berílio, que afeta comumente os pulmões e mais raramente a pele, tecidos subcutâneos, nódulos linfáticos, fígado e outras estruturas, e se caracteriza pela formação de granulomas.
Etimologia (origem da palavra beriliose). Berílio + ose.


A beriliose é uma inflamação pulmonar causada pela inalação de poeira ou gases que contêm berílio. É predominantemente uma granulomatose pulmonar, originalmente descrita em 1946, podendo ser de forma aguda, causada pela exposição intensa ao agente concomitante ou de forma crônica, que se desenvolve ao longo de anos de exposição ao agente.


bookmark_borderO que é pneumoconiose

pneumoconiose | s. f.
pneu·mo·co·ni·o·se |ó| pneu·mo·co·ni·o·se |ó|
(pneumo- + coniose )
nome feminino

[Medicina]   [Medicina]   Doença pulmonar devida à inalação de poeiras e de partículas sólidas.


substantivo feminino Nome genérico das doenças causadas pela presença de poeira ou partículas sólidas no aparelho respiratório.


Pneumoconiose é uma doença pulmonar ocupacional com padrão restritivo causada pela inalação de poeiras inorgânicas, geralmente associada a trabalho em metalúrgicas, construtoras, mecânicas ou minas.


bookmark_borderO que é epiglotite

epiglotite | s. f.
e·pi·glo·ti·te
nome feminino

Inflamação da epiglote.


substantivo feminino [Medicina] Inflamação da epiglote.
Etimologia (origem da palavra epiglotite). Epiglote + ite.


A epiglotite é uma infecção bacteriana de evolução rápida dos tecidos supraglótidos que provoca a obstrução, por vezes fatal, das vias respiratórias. É uma emergência médica. Em 95% dos casos, o germe responsável é o Haemophilus influenzae.