bookmark_borderO que é torre

torre | s. f. 1ª pess. sing. pres. conj. de torrar 3ª pess. sing. imp. de torrar 3ª pess. sing. pres. conj. de torrar
tor·re |ô| tor·re |ô|
(latim turris, -is )
nome feminino

1. Construção elevada, geralmente de pedra ou de tijolo, redonda ou angular.

2. Campanário.

3. Fortaleza.

4. [Marinha]   [Marinha]   Parte elevada sobre a coberta dos navios onde se coloca a artilharia de grande alcance.

5. [Marinha]   [Marinha]   Estrutura estanque acima do casco do submarino, onde fica o comando, periscópio, rádio, radar e outros sistemas de controlo .

6. [Antigo]   [Antigo]   [Militar]   [Militar]   Máquina de guerra em forma de torre.

7. [Militar]   [Militar]   Estrutura móvel e blindada no topo dos carros de combate, onde fica a boca-de-fogo.

8. [Jogos]   [Jogos]   Cada uma das peças do xadrez, geralmente em forma de torre com ameias, que no início do jogo, está nas casas das pontas do tabuleiro. = ROQUE

9. [Figurado]   [Figurado]   Pessoa muito alta e robusta.

10. [Linguagem poética]   [Linguagem poética]   Navio de guerra.

torre de homenagem • [Arquitectura]   [Arquitetura]   • [Arquitetura]   O mesmo que torre de menagem.

torre de menagem • [Arquitectura]   [Arquitetura]   • [Arquitetura]   Torre principal de uma fortaleza em que se celebravam os actos mais solenes.

Torre do Tombo • Arquivo nacional português onde se guardam documentos do mais alto valor histórico.
tor·rar tor·rar – Conjugar
(latim torreo, -ere, secar, assar, tostar, queimar )
verbo transitivo, intransitivo e pronominal

1. Queimar(-se) ligeiramente. = ASSAR, TORRIFICAR, TOSTAR

2. Dar ou ficar com um tom acastanhado, geralmente por exposição à luz solar.verbo transitivo

3. Secar ao sol.

4. [Informal, Figurado]   [Informal, Figurado]   Gastar ou consumir excessiva e descontroladamente (ex.: torrou a herança dos pais no vício do jogo). = ESPATIFAR, ESTOURARverbo transitivo e intransitivo

5. [Brasil, Informal]   [Brasil, Informal]   Vender a baixo preço. = LIQUIDAR

6. [Brasil, Informal]   [Brasil, Informal]   Causar aborrecimento. = CHATEAR, ENTEDIARConfrontar: turrar.


substantivo feminino Construção muito alta, sobre base quadrada, circular, ou poligonal.
Estrutura alta de metal destinada a suportar as antenas em estações de rádio e televisão, cabos de transmissão de energia elétrica etc.
Complexo de estrutura metálica das sondas dos poços de petróleo.
Posto de observação e de comando nos navios de guerra.
Campanário.
Peça do jogo de xadrez.
Torre de controle, construção que domina a área de um aeroporto e da qual se transmitem as ordens de levantar vôo e de aterrissagem.
Química Torre fracionadora, aparelho de forma habitualmente cilíndrica, para separação dos diferentes corpos contidos numa mistura.


A torre (do latim “turris”), em arquitectura e engenharia, é uma estrutura em que a altura é bastante superior à largura, apresentando uma demarcada verticalidade. Pode ser edificada para diversos fins ou funções (defesa, comemoração ou otimização de espaço). A sua morfologia e materiais construtivos tem apresentado variantes conforme a função, a época e a região em que são construídas. De um modo geral pode ser edificada como estrutura auto-portante independente ou como parte integrante de um edifício, e a sua planta pode variar formalmente: circular, quadrangular ou poligonal.


bookmark_borderO que é dobradiça

dobradiça | s. f. fem. sing. de dobradiço
do·bra·di·ça
(feminino de dobradiço )
nome feminino

1. Peça, geralmente metálica, composta por duas partes que ligam ao mesmo eixo, permitindo movimento em portas, janelas, tampas, abas de mesa, etc. = CHARNEIRA, GONZO, MISSAGRA, QUÍCIO

2. Assento suplementar em plateia de teatro. = COXIA

3. [Culinária]   [Culinária]   Bolo típico da região de Elvas, feito com massa de farinha de trigo fermentada, recheada com açúcar e canela.
do·bra·di·ço do·bra·di·ço
(dobrar + -diço )
adjectivo adjetivo

Que se dobra facilmente. = FLEXÍVEL


substantivo feminino Conjunto de duas peças unidas por um pino sobre o qual giram, o que lhes permite afastar-se ou aproximar-se uma da outra, formando ângulo mais ou menos aberto; charneira, gonzo, bisagra.
Junção ou lugar de contato de duas partes dobráveis uma sobre a outra numa obra ou armação.
Parte que se pode dobrar ou desdobrar, em qualquer coisa.
Assento suplementar, preso ao braço da última cadeira numa fila de teatro, com mecanismo de molas, que permite abaixá-lo para ser ocupado quando falta lugar na platéia, ou mantê-lo na vertical quando não se faz necessário; borboleta.


A dobradiça (português brasileiro) ou charneira (português europeu) é um dispositivo mecânico que conecta dois objetos, permitindo a articulação entre eles. As dobradiças costumam ser fabricadas em metal, normalmente aço ou latão, mas também plástico e alumínio, geralmente contendo duas peças, cada uma delas fixa a um objeto, ligadas por um eixo, que permitirá a articulação.
Os tipos mais utilizados em portas e janelas são:

dobradiças comuns;
contínuas, que funcionam no comprimento inteiro da porta;
que giram no assoalho e no alto da porta (pivotantes);
invisíveis, instaladas de forma embutida.Podem ser fabricadas por usinagem ou fundição. Quanto à aplicação existem modelos adequados para portas ou compartimentos, embutidas ou sobrepostas, ficando a critério do projetista definir o uso. A fixação destes produtos varia de acordo com o modelo e/ou tecnologia aplicados, podendo ser soldada, rebitada, parafusada ou encaixada.
Alguns fatores são fundamentais antes de definir o tipo de dobradiça a ser utilizado, como o ambiente onde será aplicado, interno ou externo, e se existem agressividades de qualquer natureza que possam afetar o funcionamento adequado da dobradiça, implicando na escolha da melhor matéria-prima a ser utilizada na confecção da dobradiça. Deve-se considerar a quantidade ideal de dobradiças para suportar a carga do elemento a ser articulado. Outro fator preponderante é a estética e o design.


bookmark_borderO que é obstáculo

obstáculo | s. m. Será que queria dizer obstaculo?
obs·tá·cu·lo
substantivo masculino

1. Tudo o que obsta ou impede; estorvo; impedimento.

2. Barreira.

3. Barranco.

4. Coisa deitada de través e que não deixa passar.

5. [Física]   [Física]   Resistência que se opõe a uma força.

6. [Desporto]   [Esporte]   Cada uma das dificuldades a transpor numa pista para provas de hipismo ou para corridas de atletismo de meio-fundo, geralmente de 3000 metros.
Ver também dúvida linguística: divisão silábica de obstáculo.


substantivo masculino Aquilo que dificulta ou impede a realização de um movimento; o que pode atrapalhar a progressão de algo ou de alguém.
Aquilo que causa dificuldade ou impedimento; barreira.
Esportes. No decorrer do percurso determinado aos competidores, as dificuldades que se acumulam nas pistas: corrida de obstáculos.
[Física] Aquilo que resiste ou pode servir de resistência a uma força.
Etimologia (origem da palavra obstáculo). Do latim obstaculum.


Um obstáculo, ou óbice, é um objeto, coisa, ação ou situação que causa um impedimento, forma uma barreira, cria uma dificuldade, um incômodo ou um transtorno para se alcançar objetivos concretos. Há, portanto, diferentes tipos de obstáculos, que podem ser físicos, econômicos, bio-psico-sócio-culturais, políticos, tecnológicos ou até militares.


bookmark_borderO que é saguão

saguão | s. m.
sa·guão |à| sa·guão |à|
(espanhol zaguán )
nome masculino

1. Pátio estreito e descoberto, no interior do edifício, ou que separa duas traseiras de prédios.

2. Espaço que, no interior de um edifício, se situa entre a porta de entrada e a escadaria que dá acesso aos pisos superiores (ex.: a sessão de autógrafos decorreu no saguão do teatro). = ENTRADA, VESTÍBULO


substantivo masculino Sala de entrada nos grandes edifícios, onde começa a escadaria ou ficam os elevadores que levam aos andares superiores; hall.
Área livre e descoberta no interior de uma construção ou edifício.
Alpendre situado na entrada de conventos ou casas, que dá acesso alo exterior ou ao interior do edifício.
Etimologia (origem da palavra saguão). Do espanhol zaguán.


Um saguão é um pequeno pátio estreito no interior de um edifício, limitado pelos corpos deste, ou, até entre dois edifícios. A finalidade do saguão é garantir a iluminação e ventilação dos compartimentos que não recebem luz direta da rua.
A palavra saguão também designa uma espécie de alpendre à entrada dos conventos. No Brasil, saguão é o mesmo que vestíbulo.


bookmark_borderO que é chaminé

chaminé | s. f.
cha·mi·né
(francês cheminée )
substantivo feminino

1. Conduta para dar saída ao fumo de um lume.

2. Lugar onde se faz esse lume. = LAREIRA

3. Tubo de candeeiro.

4. Ventilador.

5. Parte do cachimbo onde arde o tabaco. = FOCO, FORNILHO

6. [Informal]   [Informal]   Pessoa que fuma muito.

7. [Brasil, Popular]   [Brasil, Popular]   Chapéu alto, cartola.


substantivo feminino Tubo que comunica a parte em que se faz fogo (fornalha, fogão etc.) com o exterior, dando saída aos gases da combustão: chaminé do fogão, de uma fábrica, de um navio.
Lugar de um compartimento onde se acende o lume, lareira.
Parte da lareira que se projeta no compartimento: chaminé de tijolos, de mármore.
Em montanhismo, passagem estreita, mais ou menos vertical, aberta numa muralha rochosa ou glaciária.
Chaminé vulcânica, canal simples ou múltiplo pelo qual ascendem a lava e as projeções vulcânicas.


Chaminé é um duto que faz comunicação entre dois meios. Geralmente são feitas em alvenaria, no telhado ou isoladas, elas podem capturar e transferir para outros meios as propriedades indesejáveis num meio ambiente , como os fumos e vapores de água de um forno, lareira, churrasqueira, fogão ou similar. Por extensão de sentido, o termo por vezes é usado para referir a própria lareira.
As chaminés são amplamente utilizadas nas indústrias para aumentar a dispersão dos gases e das matérias particuladas por elas emitidas. Em habitações, cozinhas, lareiras ou ventilação, devem ser construídas de modo a não permitiram a entrada de águas pluviais nem vento.


bookmark_borderO que é vão

vão | adj. | s. m. 3ª pess. pl. pres. ind. de Ir 3ª pess. pl. imp. de Ir 3ª pess. pl. pres. conj. de Ir
vão
adjectivo adjetivo

1. Vazio; oco.

2. Inútil, baldado.

3. Sem valor; ilusório, sem fundamento real.

4. Fútil.

5. Frívolo.

6. Vanglorioso.

7. Falso.

8. Ignorante.

9. Fantástico.

10. Ineficaz.substantivo masculino

11. Espaço vazio.

12. Abertura formada na parede por porta ou janela.

13. Jogo de tabuinhas ou de cortinas pertencente a uma porta ou a uma janela.

14. [Brasil: Norte]   [Brasil: Norte]   Região clavicular; ápice do pulmão.

15. [Brasil: Goiás]   [Brasil: Goiás]   Vale, depressão entre montanhas.

em vão • Sem apoio, em falso; baldadamente, inutilmente.Feminino: vã. Plural: vãos. Feminino: vã. Plural: vãos.
Ir Ir 2
símbolo

[Química]   [Química]   Símbolo químico do irídio.
ir ir 1- Conjugar
(latim eo, ire )
verbo transitivo, intransitivo e pronominal

1. Passar ou ser levado de um lugar para outro, afastando-se. ≠ VIRverbo transitivo

2. Deslocar-se até um lugar para lá permanecer (ex.: foi para Londres quando tinha 10 anos). ≠ VIR

3. Deslocar-se a um local para fazer algo (ex.: amanhã quero ir ao cinema).

4. Andar, caminhar, seguir.

5. Ter certo lugar como destino (ex.: o avião vai para Casablanca).

6. Ser usado com determinado propósito (ex.: o dinheiro do subsídio de férias irá para a revisão do carro).

7. Formar um conjunto harmonioso (ex.: essas cores vão bem uma com a outra). = COMBINAR, DAR

8. Abranger, estender-se (ex.: o parque vai até ao outro lado da cidade).

9. Investir, chocar (ex.: o carro foi contra o poste).

10. [Informal]   [Informal]   Tomar parte em. = PARTICIPAR

11. Ter decorrido ou passado (ex.: já lá vão cinco anos desde que a acção foi posta em tribunal).

12. Seguir junto. = ACOMPANHAR

13. Agir de determinada maneira (ex.: ir contra as regras).

14. Escolher determinada profissão ou área de estudos (ex.: ir para engenharia; ir para dentista).

15. Frequentar ; ingressar (ex.: o menino já vai à escola). = ANDARverbo pronominal

16. Desaparecer, gastar-se (ex.: o salário foi-se ; a minha paciência vai-se rápido).

17. Deixar de funcionar (ex.: o telemóvel foi-se). = AVARIARverbo intransitivo e pronominal

18. Morrer.

19. Deixar um local (ex.: os alunos já se foram todos). = PARTIR ≠ CHEGARverbo intransitivo

20. Ser enviado (ex.: a carta já foi).verbo copulativo

21. Evoluir de determinada maneira (ex.: o trabalho vai bem). = DESENROLAR-SE

22. Dirigir-se para algum lugar em determinado estado ou situação (ex.: os miúdos foram zangados).verbo auxiliar

23. Usa-se, seguido de um verbo no infinitivo, para indicar tempo futuro ou passado (ex.: vou telefonar; onde foste desencantar estas roupas?).

24. Usa-se, seguido de um verbo no infinitivo, precedido pela preposição a, ou seguido de um verbo no gerúndio, para indicar duração (ex.: o cão ia a saltar; o tempo vai passando).

ir abaixo • Desmoronar-se (ex.: o prédio foi abaixo com a explosão). = VIR ABAIXO

ir-se abaixo • Ficar sem energia ou sem ânimo.

ir dentro • [Portugal, Informal]   • [Portugal, Informal]   Ser preso.

ou vai ou racha • [Informal]   • [Informal]   Expressão indicativa da determinação de alguém em realizar ou concluir algo, independentemente das dificuldades ou do esforço necessários. = CUSTE O QUE CUSTAR


adjetivo Sem conteúdo; espaço vazio; vazio, oco.
Desprovido de fundamento; que se opõe à realidade: sonho vão.
Que não apresenta resultados; inútil: esperança vã.
Sem relevância; que não tem valor concreto; inútil: promessas vãs.
Que se vangloria de suas próprias ações; presunçoso: político vão.
substantivo masculino Espaço sem conteúdo; vácuo: há um vão entre as estruturas.
[Arquitetura] Fenda na parede que faz com que a claridade e o ar entrem; distância entre as bases que sustentam uma ponte.
expressão Em vão. Inutilmente; de maneira inútil, sem propósito: seu esforço foi em vão.
Etimologia (origem da palavra vão). Do latim vanus.a.um.


Vão é o termo utilizado em engenharia e arquitetura para designar a distância entre dois apoios consecutivos de uma estrutura, como uma ponte, um tabuleiro, uma viga, um cabo elétrico, etc. Designa também a abertura ou intervalo numa parede para a colocação de janela ou porta.


bookmark_borderO que é pináculo

pináculo | s. m.
pi·ná·cu·lo
(latim pinnaculum, -i )
nome masculino

1. [Arquitectura]   [Arquitetura]   [Arquitetura]   Parte mais elevada de certos edifícios.

2. [Arquitectura]   [Arquitetura]   [Arquitetura]   Estrutura, geralmente cónica ou pontiaguda, que remata a extremidade de um edifício (ex.: pináculo ornamentado). = ZINGAMOCHO

3. Ponto mais alto de um monte. = CIMO, CUME

4. [Figurado]   [Figurado]   O mais alto grau. = ÁPICE, APOGEU, AUGE, FASTÍGIO


substantivo masculino A parte mais elevada de um edifício, de uma montanha etc.
[Arquitetura] A parte superior de um contraforte. (Sin.: cimo, auge, cume.).
[Figurado] Estar no pináculo, estar numa alta posição ou no poder.


Pináculo é o ponto mais alto de um determinado lugar, um edifício ou uma torre, por exemplo. O pináculo é uma alvenaria empregue como peso no cume de um contraforte ou em forma decorativa como remate. Pode ser coberto por coruchéu.


bookmark_borderO que é grimpa

grimpa | s. f. 3ª pess. sing. pres. ind. de grimpar 2ª pess. sing. imp. de grimpar
grim·pa
(talvez derivação regressiva de grimpar )
nome feminino

1. Lâmina que, girando em volta de um eixo pela acção do vento, indica a direcção deste. = CATA-VENTO

2. Ponto mais elevado de um objecto ou edifício. = COCURUTO, PÍNCARO

3. [Gíria]   [Gíria]   Cabeça.

levantar a grimpa • Protestar ou mostrar insubmissão. = RESPINGAR
grim·par grim·par 2- Conjugar
(francês gripper )
verbo transitivo e intransitivo

[Brasil]   [Brasil]   [Mecânica]   [Mecânica]   Avariar, falando de peças mecânicas, por desgaste, dilatação ou fricção de superfícies metálicas contíguas mal lubrificadas. = GRIPAR
grim·par grim·par 1- Conjugar
(francês grimper, trepar, subir, escalar )
verbo intransitivo e pronominal

1. Ensoberbecer-se; responder com altivez.

2. Investir.

3. Respingar.


substantivo feminino Lâmina móvel do catavento.
Crista, auge, o ponto mais elevado de um objeto; cocoruto.
[Figurado] Voz altaneira, de rezingão.
Gír. Cabeça.
[Figurado] Levantar a grimpa, mostrar-se soberbo ou insubmisso, reagir.


Grimpa é um elemento arquitetónico decorativo que remata o vértice de uma cobertura e que, por vezes, suporta o catavento.No Sul do Brasil, grimpa é a designação do ramo seco da araucária (Araucaria angustifolia).


bookmark_borderO que é tirante

tirante | adj. 2 g. | s. m. | prep.
ti·ran·te
adjectivo de dois géneros adjetivo de dois géneros

1. Que tira ou puxa.

2. Tenso, estirado, esticado.

3. Que se aproxima a.

4. Parecido um tanto com.

5. Exceptuando , exceptuado .substantivo masculino

6. Corda ou correia que serve para puxar ou tirar.

7. Cada uma das correias que prendem a parelha do tronco da carruagem.

8. [Artilharia]   [Artilharia]   Cada uma das cordas com que se puxam os reparos.

9. [Arquitectura]   [Arquitetura]   [Arquitetura]   Viga comprida, barra de ferro com que se firma e sustenta o madeiramento de tecto .

10. Barra de ferro atravessada de uma à outra parede para nela se pendurarem candeeiros ou outra qualquer coisa.preposição

11. Excepto .

tirantes do andor • As varas que assentam sobre os ombros de quem carrega com ele.


adjetivo Que tira ou puxa.
Que tem a aparência de, que se aproxima de (cor): cor tirante a verde.
preposição Exceto, salvo, fora, afora: tirante a minha opinião, o resto está certo.
substantivo masculino Cada uma das correias com que se atrelam os animais a uma carruagem.
[Brasil] Barra de ferro que transmite o movimento do êmbolo às rodas das máquinas a vapor.
As varas que assentam sobre os ombros de quem carrega o andar.
Construção. Viga horizontal que liga duas asnas. (O mesmo que trave.).


Tirante é uma peça estrutural composta por um ou mais elementos, que tem por função resistir a esforços, forças ou tensões, de tracção.


bookmark_borderO que é arco

arco | s. m. 1ª pess. sing. pres. ind. de arcar
ar·co
(latim arcus, -us )
substantivo masculino

1. [Geometria]   [Geometria]   Porção da circunferência.

2. Curva.

3. Aro de ferro que segura as aduelas das vasilhas de madeira.

4. [Jogos]   [Jogos]   Jogo tradicional em que se procura fazer rodar um aro metálico com ajuda de uma haste.

5. Aro, geralmente de plástico ou de metal, que se usa como brinquedo, girando-o à volta da cintura, do pescoço, dos braços ou das pernas. [Equivalente no português do Brasil: bambolê.]

6. [Arquitectura]   [Arquitetura]   [Arquitetura]   Obra de arquitectura com abóbada curva sobre pilares verticais.

7. [Armamento]   [Armamento]   Arma para disparar setas. = BESTA

8. [Música]   [Música]   Vara, guarnecida de crina da cauda de cavalo, com que se tocam instrumentos de corda e alma, como o violino ou violoncelo.

9. [Anatomia]   [Anatomia]   Estrutura anatómica em forma de uma curva (ex.: arco da aorta).

10. [Construção]   [Construção]   Parte superior de porta ou janela.

11. [Ortografia]   [Ortografia]   Cada uma das duas partes, ( ou ), dos parênteses curvos.

arco abatido • [Arquitectura]   [Arquitetura]   • [Arquitetura]   Aquele cuja flecha de curvatura é menor que metade do vão. = SARAPANEL

arco aviajado • [Arquitectura]   [Arquitetura]   • [Arquitetura]   Aquele que tem pilares de diferente altura.

arco de cupido • [Anatomia]   • [Anatomia]   Curva do lábio superior.

arco de descarga • [Arquitectura]   [Arquitetura]   • [Arquitetura]   Arco sobre a verga de uma porta ou janela, para que esta não suporte o peso da construção superior. = ENXALÇO, ESCARÇÃO, SOBREARCO

arco de governação • [Política]   • [Política]   Conjunto de partidos políticos que fazem ou estão em condições de fazer parte do governo de um país.

arco de pua • Ferramenta constituída por uma haste metálica, com uma extremidade rotativa e uma manivela, usada para fazer furos.

arco eléctrico • [Electricidade]   [Eletricidade]   • [Eletricidade]   O mesmo que arco voltaico.

arco governativo • [Política]   • [Política]   O mesmo que arco de governação.

arco voltaico • [Electricidade]   [Eletricidade]   • [Eletricidade]   Fonte de luz intensamente brilhante que se produz entre dois pólos de um gerador eléctrico .

embandeirar em arco • Celebrar com muita alegria.
ar·car ar·car – Conjugar
verbo transitivo

1. Arquear.

2. Guarnecer de arcos.

3. Dar a forma de arca a.verbo intransitivo

4. Lutar.

5. Dar arcadas (respirando).

6. Tomar sobre si.


substantivo masculino Arma portátil de metal, madeira ou outro material destinada ao arremesso de setas ou de flechas.
[Arquitetura] Curva que descreve uma abóbada.
[Matemática] Porção da curva contínua compreendida entre dois pontos.
[Matemática] Medida linear de um segmento da curva.
[Física] Arco elétrico ou voltaico, descarga elétrica através de um gás, produzindo temperatura muito elevada e luz fortíssima.
[Música] Vara guarnecida de crinas, que serve para tocar violino, violoncelo.
Qualquer objeto que se assemelhe a um semicírculo aberto, sendo a abertura usada para prender alguma coisa.
[Gramática] Cada uma das partes que compõem os parênteses.
Semicículo sob o qual passam os festejos numa festa.
[Arqueologia] Tipo de construção composta por semicírculo usada como suporte para uma abertura na parede, sustentando colunas ou pilares em suas laterais.
expressão Arco do triunfo. Monumento em forma de arco, decorado com inscrições e esculturas.
Etimologia (origem da palavra arco). Do latim arcus.


O termo arco, do latim arcu, designa um elemento construtivo em curva que é arredondado, normalmente em alvenaria, que emoldura a parte superior de um vão (abertura, passagem) ou reentrância suportando o peso vertical do muro em que se encontra.
Das diversas aplicações que um arco pode ter, observa-se principalmente a sua utilização em portas, janelas, pontes, aquedutos, como elementos de composição tri-dimensional de abóbadas e até em paredes de retenção ou barragens (onde a pressão se efectua horizontalmente). Também em formações geológicas naturais se podem encontrar arcos como resultado da erosão.
Mas além da sua função prática de distribuição da carga o arco possui também uma forte componente decorativa permitindo uma grande variedade formal. É neste sentido estético que o arco se torna um elemento útil à identificação e classificação dos diversos movimentos artísticos na arquitectura.