bookmark_borderO que é matamatá

matamatá | s. m. mata-mata | s. f.
ma·ta·ma·tá
(tupi matama’ta, espécie de tartaruga )
nome masculino

1. [Brasil]   [Brasil]   [Zoologia]   [Zoologia]   Tartaruga grande (Chelus fimbriatus) da região do Amazonas, de pescoço comprido e dotado de protuberâncias de pele de ambos os lados, carapaça quadrangular, cabeça achatada e triangular, focinho longo e estreito que termina numa espécie de pequena tromba onde se situam as narinas.

2. [Brasil]   [Brasil]   [Botânica]   [Botânica]   Árvore da família das lecitidáceas (Eschweilera coriacea), de grande porte, folhas alternas simples, inflorescências racemosas, flores brancas ou amareladas e sementes oleaginosas, nativa da Amazónia .
ma·ta·-ma·ta ma·ta·-ma·ta
(forma do verbo matar + forma do verbo matar )
nome feminino

1. [Brasil, Informal]   [Brasil, Informal]   [Jogos]   [Jogos]   Jogo com berlindes em que cada jogador tenta acertar nos berlindes adversários para se apoderar deles .

2. [Brasil]   [Brasil]   [Jogos]   [Jogos]   Variedade de jogo de bilhar com uma bola branca, quatro bolas de uma cor e quatro de outra cor.

3. [Brasil, Informal]   [Brasil, Informal]   [Desporto]   [Esporte]   Disputa eliminatória entre dois adversários que se enfrentam para decidir qual dos dois passa à próxima fase da competição (ex.: os momentos mais decisivos do torneio são os mata-matas).Plural: mata-matas. Plural: mata-matas.


substantivo masculino Réptil da mesma ordem das tartarugas, natural da Amazônia. Apresenta dois sulcos profundos no casco que também se divide em escudos muito ásperos e marcados. Seu pescoço é comprido, cheio de rugas e franjas, e a cabeça, achatada e triangular, termina numa boca muito larga e uma pequena tromba. Vive nas lagoas e nas águas estagnadas, metido na lama, e alimenta-se de peixes pequenos e sapos. É comestível.


O matamatá (Eschweilera coriacea) é uma espécie de árvore da família Lecythidaceae.


bookmark_borderO que é gineta

gineta | s. f. gineta | s. f.
gi·ne·ta |ê| gi·ne·ta |ê| 1
(alteração de ginete )
nome feminino

1. Modo de equitação em que o cavaleiro monta com estribos curtos. = MARIALVA

2. Fêmea do ginete.

3. [Antigo]   [Antigo]   Espécie de espontão que servia de insígnia aos capitães.

4. [Antigo]   [Antigo]   Posto de capitão.

sela à gineta • Sela de arções altos.
gi·ne·ta |ê| gi·ne·ta |ê| 2
(talvez do espanhol jineta )
nome feminino

1. [Zoologia]   [Zoologia]   Animal viverrídeo (Genetta genetta), carnívoro, de pequeno porte e pelagem acinzentada com manchas negras. = GATO-TOIRÃO, GINETO

2. Pele desse animal.


substantivo feminino Sistema de equitação que se serve de estribos curtos, arções altos e freio apropriado.


A gineta ou gineta-europeia (Genetta genetta) é uma das espécies de viverrídeos que podem ser encontradas actualmente na Europa, assim como as civetas.
A gineta (Genetta genetta) ou geneta é um mamífero carnívoro do género Genetta, pertencente à família dos viverrídeos, que ocorrem no continente africano e no sul da Europa .


bookmark_borderO que é jaçanã

jaçanã | s. f. jacana | s. f.
ja·ça·nã
(tupi yasa’nã )
nome feminino

[Ornitologia]   [Ornitologia]   Ave pernalta (Jacana jacana), de plumagem escura, com o dorso acastanhado ou avermelhado, encontrada no Brasil.
ja·ca·na ja·ca·na
(tupi yasa’nã )
nome feminino

[Ornitologia]   [Ornitologia]   Designação dada a várias aves pernaltas asiáticas e americanas do género Jacana, semelhantes à galinhola.


feminino Gênero de aves americanas e asiáticas, semelhantes á gallinhola.
Etimologia (origem da palavra jacana). Comparar com jaçanha.


O jaçanã (Jacana jacana) é uma ave que habita a América Central e a América do Sul. É encontrada nos parques públicos de Curitiba. Também são conhecidas pelos nomes de aguapeaçoca, cafezinho, casaca-de-couro, ferrão, japiaçó, japiaçoca, tuchuruco, marrequinha, menininho-do-banhado, nhaçanã, nhançanã, nhanjaçanã, piaçó, piaçoca e pia-sol.


bookmark_borderO que é japacanim

Palavra não encontrada. Se procurava uma das palavras seguintes, clique nela para consultar a sua definição. apacatem papa-capim abaçanem
Caso a palavra que procura não seja nenhuma das apresentadas acima, sugira-nos a sua inclusão no dicionário.


substantivo masculino [Ornitologia] Pássaro da família dos Mimídeos, do tamanho do sabiá (Donacobius atricapillus); também chamado assobia-cachorro, batuquira, casaco-de-couro, angu, pássaro-angu, pintassilgo-da-mata-virgem, pintassilgo-do-brejo, sabiá-guaçu, sabiá-do-brejo. Variação de jacapani, jacapanim, japacani.
Etimologia (origem da palavra japacanim). Do tupi iapakaní.


O japacanim é uma ave da ordem Passeriformes. Vivem nas margens de rios e lagoas do Brasil. Seu canto é forte e variado, pois eles vivem em grupo ou sozinho. É conhecido também como sabiá-do-brejo, embora não perteçam à família dos sabiás.


bookmark_borderO que é jaó

jaó | s. m.
ja·ó
nome masculino

Nome de uma ave brasileira.


substantivo masculino e feminino [Ornitologia] Nome de duas aves tinamídeas do gênero Crypturellus: Crypturellus noctivagus, que habita toda a região da Bahia ao Rio Grande do Sul e é também chamada zabelê, e Crypturellus undulatus undulatus, que vive em Mato Grosso.
Etimologia (origem da palavra jaó). Voc onom.


Crypturellus undulatus, popularmente jaó, macucau, macucauá ou sururina, é uma espécie de ave tinamiforme típica do cerrado do Brasil Central. O jaó e suas subespécies habitam matas abertas e cerrados no Brasil.É uma ave classificada segundo o Livro Vermelho da Fauna Brasileira Ameaçada de Extinção (Edição de 2018) como Ameaçada Menos Preocupante.
Os Tinamidae estão entre as mais importantes aves cinegéticas (aves comumente procuradas para fins de caça) brasileiras. Por conta do emprego indiscriminado de inseticidas, os Tinamidae campestres estão ameaçados (os inseticidas matam os insetos por envenenamento e as aves ingerindo esses insetos acabam morrendo pela ingestão).


bookmark_borderO que é sombria

sombria | s. f. fem. sing. de sombrio
som·bri·a
(feminino de sombrio )
nome feminino

1. [Portugal]   [Portugal]   [Ornitologia]   [Ornitologia]   Designação vulgar de várias aves passeriformes da família dos motacilíceos, do género Anthus. (Equivalentes no português do Brasil: caminheiro, corredeira, sombrio.) = PETINHA

2. [Ornitologia]   [Ornitologia]   Ave passeriforme (Emberiza hortulana) da família dos emberizídeos, com a cabeça esverdeada, a garganta amarela e o ventre avermelhado ou acastanhado, que é ave de arribação em Portugal. = HORTELÃO, HORTULANA, SOMBRIA-BRAVA
som·bri·o som·bri·o
(sombra + -io )
adjectivo adjetivo

1. Em que há sombra.

2. Não exposto ao sol.

3. Que mostra tristeza. = SORUMBÁTICO, TACITURNO, TRISTE ≠ ALEGRE, CONTENTE, FELIZ, FESTIVO, LEDO

4. Severo.

5. Carrancudo.

6. Fúnebre.

7. Despótico.

8. Lúgubre.nome masculino

9. Lugar sombrio.

10. [Brasil]   [Brasil]   [Ornitologia]   [Ornitologia]   Designação vulgar de várias aves passeriformes da família dos motacilíceos, do género Anthus. (Equivalentes no português de Portugal: petinha, sombria.)


substantivo feminino [Ornitologia] Pássaro dentirrostro (Anthus pratensis), parecido com a cotovia.
Etimologia (origem da palavra sombria). De sombrio.


A sombria ou hortulana(Emberiza hortulana) é uma ave da família Emberizidae. Identifica-se pela cabeça esverdeada, com um “bigode” amarelo e pelo ventre avermelhado, sendo que a plumagem dos machos é mais vistosa durante a época de reprodução.
A sua alimentação consiste essencialmente de sementes, grãos, insectos e larvas .
É uma ave migradora que nidifica na Europa e inverna em África.
Em Portugal ocorre sobretudo em zonas de altitude, frequentemente de dificil acesso, o que, juntamente com o facto de ser pouco tolerante da presença humana, explica que seja por vezes difícil de observar, apesar de não ser rara. É uma das espécies estivais mais tardias em Portugal, e prefere zonas abertas, frequentadas por gado e com a presença de rochas. Entre Maio e Agosto surge em quase todas a zonas serranas acima dos 800 metros localizadas a norte do Tejo. As melhores zonas de observação são no Parque Nacional da Peneda-Gerês, em particular no Planalto da Mourela, entre Covelães e Pitões das Júnias, e entre Pitões das Júnias e Tourém; na Serra da Estrela, onde é mais abundante; e na Serra de Leomil. Durante a migração de Outubro, também na zona de Sagres (Vila do Bispo) é comum ver a Sombria. Outros locais onde é possível encontrar a Sombria incluem as Serras do Alvão, Marão, Montesinho e no Parque Natural do Douro Internacional.
Calcula-se que existam em Portugal poucos milhares de casais, apesar do Livro Vermelho dos Vertebrados de Portugal classificar a espécie como DD (informação insuficiente). Na Europa como um todo, a espécie é considerada pela BirdLife International como depauperada devido ao seu declínio histórico acentuado .


bookmark_borderO que é jacurutu

jacurutu | s. m.
ja·cu·ru·tu
nome masculino

[Brasil]   [Brasil]   Espécie de coruja.


substantivo masculino [Ornitologia] Coruja sul-americana dos Estrigídeos (Bubo virginianus nacurutu). Variação de jucurutu e jurucutu.
Etimologia (origem da palavra jacurutu). Do tupi iakurutú.


O jacurutu (Bubo virginianus nacurutu), também conhecido como corujão-orelhudo, inhacurutu, mocho-orelhudo, coruja-orelhuda, corujão, jucurutu e joão-curutu, é uma espécie de ave estrigiforme pertencente à família Strigidae. É uma das subespécies do grande corujão-da-virgínia (Bubo virginianus). Vive em matas tropicais da América do Sul. Geralmente, ocorre em áreas mais abertas do que as áreas habitadas pelos corujões norte-americanos, e evita floresta úmida densa como, por exemplo, a Floresta Amazônica. Ao contrário de outras subespécies de corujão-da-virgínia, os olhos do jacurutu são âmbar, em vez de amarelos. Embora seja a maior coruja na sua gama, tem um menor porte se comparada às espécies norte-americanas.


bookmark_borderO que é baratinha

baratinha | s. f. derivação fem. sing. de barato
ba·ra·ti·nha
(barata + -inha )
nome feminino

1. Barata pequena.

2. [Botânica]   [Botânica]   Árvore faseolácea do Norte do Brasil.

3. [Brasil]   [Brasil]   [Entomologia]   [Entomologia]   Insecto ortóptero (Blattella germanica), doméstico e comum em zonas urbanas, de cor castanha. = FRANCESA

4. [Brasil]   [Brasil]   [Zoologia]   [Zoologia]   Designação dada a vários pequenos crustáceos isópodes terrestres, com grande número de patas, que vivem geralmente em sítios sombrios e húmidos e se enrolam quando tocados. (Equivalente no português de Portugal: bicho-de-conta.) = ONISCO, TATUZINHO
ba·ra·to ba·ra·to
adjectivo adjetivo

1. Que custa menos que o preço médio.

2. Que é de pouco preço.advérbio

3. Por pouco preço.nome masculino

4. Dinheiro que o dono da tavolagem retira do bolo ou recebe do banqueiro como interesse que lhe é devido.

5. [Brasil, Informal]   [Brasil, Informal]   Aquilo que deleita ou dá prazer (ex.: jogar futebol é um barato). = CURTIÇÃO

6. [Brasil, Informal]   [Brasil, Informal]   O que está na moda (ex.: agora o barato é usar vestidos compridos).

7. [Brasil, Informal]   [Brasil, Informal]   Pormenor ou acessório que se coloca na roupa.

8. [Brasil, Informal]   [Brasil, Informal]   Reacção provocada pelo consumo de drogas, que pode ser positiva ou negativa.


substantivo feminino [diminutivo] de barata.
[Brasil] Árvore leguminosa cesalpiniácea.
Crustáceo oniscídeo, também chamado tatuzinho.
[Popular] Automóvel conversível, tipo esporte ou de corrida.


A baratinha ou barata-germânica (Blatella germanica) é uma espécie de barata. É um inseto da ordem Blattodea, da família Blattellidae, doméstico e cosmopolita. A espécie possui pequeno tamanho, coloração castanho-clara, com duas faixas longitudinais escuras no pronoto (primeiro esclerito do protórax). Também é conhecida pelos nomes de barata-alemã, barata-loira, barata-francesa, baratinha-francesa e francesinha. Do pequeno número de baratas que são consideradas pragas domésticas, a barata-germânica é um dos casos mais preocupantes. Mede entre 10–15 mm de comprimento e é originária da região sul da Ásia. Possuí um par de asas, e embora não possa voar, costuma agita-las quando se sente ameaçada.


bookmark_borderO que é galinhola

galinhola | s. f.
ga·li·nho·la |ó| ga·li·nho·la |ó|
(galinha + -ola )
nome feminino

1. Galinha pequena.

2. [Ornitologia]   [Ornitologia]   Ave pernalta (Scolopax rusticola) da família dos escolopacídeos, de bico direito e comprido.

3. [Brasil]   [Brasil]   [Ornitologia]   [Ornitologia]   Ave galinácea (Numida meleagris) de plumagem cinzenta com pontos brancos e cabeça colorida com crista óssea dorsal, originária do continente africano. = GALINHA-D’ANGOLA


substantivo feminino Ave aquática que vive na América e na Europa.
Na Grã-Bretanha, a galinhola comum da Europa é chamada galinha d`água e galinha dos pântanos. A galinha-da-flórida, cujo território se estende dos E.U.A. até o Canadá, tem cor de fuligem ou preta. Tem a testa coberta por uma placa vermelha semelhante a um escudo, e o seu bico também é vermelho. A galinhola-púrpura vive do sul dos E.U.A. até a América do Sul.


A galinhola (Scolopax rusticola) é uma ave caradriforme, da família Scolopacidae, tal como os maçaricos.
Aprecia os lodaçais à beira-mar, é uma ave solitária. Com seu bico reto e comprido, revira o lodo à procura dos pequenos invertebrados dos quais se alimenta (moluscos e vermes). A fêmea põe de três a cinco ovos que devem ser chocados de 18 a 32 dias. Os filhotes deixam o ninho após a sua eclosão.
Em algumas regiões no Brasil, o termo “galinhola” pode ser usado para designar a galinha-d’angola (Numida meleagris).


bookmark_borderO que é tangarazinho

tangarazinho | s. m.
tan·ga·ra·zi·nho
nome masculino

[Brasil]   [Brasil]   Nome de um pássaro dentirrostro.


substantivo masculino [Ornitologia] Pássaro piprídeo dentirrostro (Ilicura militaris).
Etimologia (origem da palavra tangarazinho). Tangará + inho.


O tangarazinho (Ilicura militaris) é uma espécie de ave da família Pipridae. É a única espécie do género Ilicura.
É endémica do Brasil.
Os seus habitats naturais são: florestas subtropicais ou tropicais húmidas de baixa altitude e regiões subtropicais ou tropicais húmidas de alta altitude.