bookmark_borderO que é libido

libido | s. f.
li·bi·do |bí| li·bi·do |bí|
(latim libido, -inis, vontade, desejo )
nome feminino

1. Desejo sexual.

2. Luxúria.

3. [Psicanálise]   [Psicanálise]   Energia fundamental do ser vivo que se manifesta pela sexualidade. (Freud faz dela a expressão do «instinto de viver» [eros], e opõe-na ao «instinto da morte» [desejo de autodestruição].)


substantivo feminino Desejo sexual; busca instintiva pelo prazer sexual.
[Psicanálise] Segundo as teorias Freudianas, refere-se à energia vital que está na base das modificações da pulsão sexual.
[Psicanálise] Segundo as teorias de C.G. Jung, força ou energia psíquica.
Etimologia (origem da palavra libido). Do latim libidus.inis.


Libido (do latim, significando “anseio ou desejo”) é caracterizada como a energia aproveitável para os instintos de vida. De acordo com Freud, o ser humano apresenta uma fonte de energia separada para cada um dos instintos gerais.

“Sua produção, aumento ou diminuição, distribuição e deslocamento devem propiciar-nos possibilidades de explicar os fenômenos psicossexuais observados” (1905a, livro 2, p. 113 na ed. bras.)A libido apresenta uma característica importante que é a sua mobilidade, ou a facilidade de alternar entre uma área de atenção para outra.
No campo do desejo sexual está vinculada a aspectos emocionais e psicológicos.
Santo Agostinho foi o primeiro a distinguir três tipos de desejos: a libido sciendi, desejo de conhecimento, a libido sentiendi, desejo sensual em sentido mais amplo, e a libido dominendi, desejo de dominar.