bookmark_borderO que é tosco

tosco | adj. | s. m.
tos·co |ô| tos·co |ô|
adjectivo adjetivo

1. Tal como a natureza o produziu.

2. Que não é lapidado nem polido.

3. Rústico; grosseiro.

4. Malfeito.

5. Inculto.

6. Rude.nome masculino

7. parte mais grosseira de uma construção.

em tosco • Em bruto.Plural: toscos |ô|. Plural: toscos |ô|.


adjetivo Não lapidado nem lavrado; sem lapidação: pedra tosca.
Que conserva características originais, sem interferências exteriores.
Desenvolvido ou realizado sem cuidado ou refinamento; grosseiro malfeito.
Definido pelo excesso de indelicadeza, de grosseria; bronco.
Desprovido de bons costumes, sem refinamento cultural; inculto: pessoa tosca.
Etimologia (origem da palavra tosco). Do latim tuscus.


Tosco, por sua vez, também é sinônimo de toscano, habitante de Toscana, na Itália.

De acordo com Bueno (1986), Tosco tem origem no latim vulgar (tuscu), sendo uma alusão as pessoas que viviam no bairro etrusco de Roma. Durante um certo período os Etruscos lutaram contra Roma, entretanto entre os anos 295 a.c. e 300 a.c. graças a uma lei romana que designava todos os itálicos como romanos, foram absorvidos pelo Império. Até hoje alguns aspectos de sua cultura como sua religião, língua e técnicas de cerâmicas continuam sob investigação.
A significação mais conhecida da palavra Tosco, como rude, malfeito, grosseiro, informe, mal acabado, irregular, imperfeito, rústico, ordinário, ruim, relaxado, vem deste contexto histórico. Os Etruscos eram rivais e posteriormente fizeram parte da cultura romana, como eram externos ao Império Romano, foram considerados um povo bárbaro. Não tardou para a criação de uma palavra para designá-los, no caso Tosco (tuscu).
Outra origem está relacionada a uma gíria lusitana (Bueno, 1986), toscar não é considerada um adjetivo, mas sim um verbo. Seu significado é ver ou avistar ao longe, perceber, compreender.
Conjugação no presente do indicativo:
Eu toscoTu toscasEle toscaNós toscamosVós toscaisEles toscamAssim tosco pode resultar em algumas interpretações. Uma delas é relacionar este olhar romano sobre o desconhecido, fora dos padrões estabelecidos, ou seja, o mal acabado, o rude, malfeito, grosseiro, informe, sobre a perspectiva dos romanos, pode na verdade abrir toda uma nova perspectiva de interpretações e propostas diferentes daquelas estabelecidas. Neste sentido também converge para o significado do verbo, o ver ao longe, avistar, perceber o compreender.
Este resumo sobre a origem da palavra Tosco mostra alguns nuances sobre o processo de atribuição de significações. Nascendo de um sentido pejorativo em um determinando contexto histórico a uma sociedade em detrimento de outra, até ser reinterpretado como um verbo em um sentido e contexto completamente diferente.
A palavra também é usada para indicar uma pessoa que não tem cultura, inculto, ignorante, estúpido, desinformado, obtuso, tolo.


bookmark_borderO que é caralho

caralho | s. m. | interj.
ca·ra·lho
(origem controversa )
nome masculino

1. [Calão]   [Tabuísmo]   Órgão sexual masculino. = PÉNIS

2. [Calão]   [Tabuísmo]   Indivíduo cujo nome se desconhece ou se quer omitir. = FULANO, GAJO, SUJEITO, TIPO

3. [Calão]   [Tabuísmo]   Coisa reles, sem utilidade.interjeição

4. [Calão]   [Tabuísmo]   Expressão designativa de admiração, surpresa, espanto, indignação ou contrariedade. = CATANO

como o caralho • [Portugal, Calão]   • [Portugal, Tabuísmo]   De maneira intensa ou em grande número . = MUITO

do caralho • [Portugal, Calão]   • [Portugal, Tabuísmo]   Em elevado grau, dimensão ou intensidade (ex.: que trapaceiro do caralho; eles moram numa mansão do caralho; era uma dor do caralho). = GRANDE

o caralho • [Portugal, Calão]   • [Portugal, Tabuísmo]   Exclamação que indica desacordo ou refutação relativamente a afirmação anterior. = O CARAÇAS, O TANAS

para caralho • [Brasil, Calão]   • [Brasil, Tabuísmo]   O mesmo que como o caralho .

pra caralho • [Brasil, Calão]   • [Brasil, Tabuísmo]   O mesmo que como o caralho .

um caralho • [Portugal, Calão]   • [Portugal, Tabuísmo]   É usado, geralmente em frases negativas, com o significado de coisa nenhuma (ex.: nunca fizeram um caralho pela iniciativa; o filme não vale um caralho; têm tudo pago e nem assim jogam um caralho; não percebes um caralho disto). = NADA


substantivo masculino Ch Pênis, cacete, pica.
interjeição Usada para traduzir indignação ou admiração. Pra caralho, ch: em grande quantidade.
Etimologia (origem da palavra caralho). Do latim caraculu, pequena estaca.


Caralho é um termo da língua portuguesa usado para designar o membro viril masculino. O termo encontra correspondente no castelhano carajo, no galego carallo, e no catalão carall, sendo exclusivo das línguas românicas da Península Ibérica, não se encontrando em nenhuma outra, incluindo o basco.Documenta-se o uso do termo desde pelo menos o século X, surgindo regularmente nas cantigas de escárnio e maldizer da poesia trovadoresca medieval, sendo também registado nalguma documentação, além de vários usos antroponímicos e nas toponímias da Península Ibérica, em particular da Catalunha, onde se destacam os vários carall bernat.
Este uso do termo como nome próprio para descrever o membro viril, presente inclusive na documentação oficial, termina com a contrarreforma, passando então a ser considerado como obsceno e impróprio, conotação que mantém até aos dias de hoje. Não obstante, o termo manteve uma incrível vitalidade nas línguas romances ibéricas, sendo usado actualmente com dezenas de sentidos diferentes e como meio de expressar as mais diversas emoções, como estranheza, emoção, lambança ou ameaça, embora em algumas regiões tenha perdido o seu sentido original de membro viril.
O caralho marca presença na poesia e literatura modernas, especialmente como disfemismo e elemento provocador, e por vezes como erotismo, tendo entrado no panteão da mitologia brasileira como caralho-de-asas, que por sua vez inspirou um personagem de banda desenhada, o passaralho.


bookmark_borderO que é gíria

gíria | s. f. fem. sing. de gírio
gí·ri·a
(origem controversa )
substantivo feminino

1. Linguagem característica de um grupo profissional ou sociocultural. = JARGÃO

2. Linguagem usada por determinado grupo, geralmente incompreensível para quem não pertence ao grupo e que serve também como meio de realçar a sua especificidade.

3. Linguagem considerada grosseira ou rude. = CALÃO

4. [Figurado]   [Figurado]   Manha, esperteza, astúcia.

5. Circunlocução afectada .
gí·ri·o gí·ri·o
adjectivo adjetivo

1. Que usa gíria.

2. Manhoso; esperto.


substantivo feminino Vocabulário momentâneo e novo, ou antigo que passa a possuir novos sentidos, usado por grupos específicos.
Esse vocabulário ou linguagem nova: só fala com gírias.
Dialeto peculiar de um grupo, profissão, classe social etc.
Linguagem grosseira, rude; calão.
Maneira de falar repleta de expressões próprias, gírias, palavras de uso restrito a grupos sociais.
Modo de falar marginal, praticamente impossível de ser entendido por outras pessoas, que estabelece uma relação de pertencimento com o grupo.
[Popular] Tendência para levar vantagem, para agir com esperteza; astúcia.
substantivo masculino e feminino Pessoa que se consegue comunicar em dialetos indígenas.
Etimologia (origem da palavra gíria). De origem questionável.


Gíria ou calão é um fenômeno de linguagem especial usado em uma classe ou até em uma profissão, para indicar outras palavras formais da língua com o objetivo de fazer um segredo, um ato cômico ou criar um grupo com seu próprio dialeto.É empregada por jovens e adultos de diferentes classes sociais, e observa-se que seu uso cresce entre os meios de comunicação de massa.O termo calão, embora possa ser percebido por vezes como sinónimo de gíria, outras vezes é classificado como uma forma de gíria mais grosseira ou obscena. As gírias, em sua maioria, pertencem ao vocabulário específico de certos grupos, como os surfistas, rappers, hippies, tatuadores, grafiteiros etc.[carece de fontes?]. A linguagem das gírias é informal, pois tem um sentido figurado diferente. [carece de fontes?]


bookmark_borderO que é gambiarra

gambiarra | s. f.
gam·bi·ar·ra
(gâmbia + -arra )
substantivo feminino

1. Extensão eléctrica , com fio comprido e uma lâmpada na sua extremidade, que permite levar luz a sítios afastados (ex.: enganchou a gambiarra no capô do carro).

2. Ornamento composto por uma série de lâmpadas, geralmente coloridas, ligadas ao mesmo fio eléctrico (ex.: o recinto estava enfeitado com várias gambiarras).

3. Renque de luzes na parte superior do palco.

4. [Brasil, Informal]   [Brasil, Informal]   Desvio ou prolongamento improvisado e ilegal de um ponto de fornecimento de energia eléctrica ou de água (ex.: sem água canalizada , os moradores recorreram a gambiarras).

5. [Brasil, Informal]   [Brasil, Informal]   Solução improvisada para resolver um problema ou uma necessidade (ex.: fez uma gambiarra para que o carro andasse).Confrontar: gabiarra.


substantivo feminino Solução improvisada para resolver um problema ou para remediar uma situação de emergência; remendo.
Extensão ilegal com o propósito de roubar energia elétrica; gato.
[Teatro] Rampa de luzes suspensa na parte anterior e superior do baixo palco.
Etimologia (origem da palavra gambiarra). De origem obsoleta.


“Gambiarra” (substantivo feminino) é uma palavra com vários significados, entre os quais os mais predominante são “extensão de luz” e, no Brasil, “improvisação” (que terá correspondência no termo “desenrascanço”, utilizado em Portugal). Entre outros significados, destacam-se “ramificação de luzes” (Ferreira, 1999), “ligação fraudulenta; gato” (Houaiss, 2001), “relação extraconjugal” (Navarro, 2004). O termo “gambiarra” costuma ser usado também como adjetivo, significando “precário”, “feio”, “tosco”, “mal acabado”. Inflexões modernas da palavra (gírias), no sentido de improvisação: Cambiarã se estende a novas interpretações e também conhecidos como Gambis; Gambi; Gambota.
Contudo, usamos esta palavra para definir um acessório de iluminação num teatro: (Luzes da Ribalta), conjunto de lâmpadas montadas na ribalta do teatro para assegurar a iluminação frontal da cena e reduzir sombras indesejadas. A gambiarra também serve para que os artistas não percam a concentração durante o espetáculo, pois as luzes da ribalta encobrem a platéia.


bookmark_borderO que é ficar

ficar | v. intr. e pron. | v. pron. | v. tr. e intr. -ficar | suf.
fi·car – Conjugar
verbo intransitivo e pronominal

1. Permanecer; não sair de.

2. Restar.

3. Assentar, combinar.

4. Chegar, não passar de.

5. Achar-se.

6. Estar.

7. Deter-se, parar.

8. Tornar-se em.

9. Obter o resultado (indicado pelo adjectivo ).

10. Afiançar, responsabilizar-se.

11. [Jogos]   [Jogos]   Não pedir mais cartas.

12. Desistir (ao bilhar) de fazer trinta-e-um, procurando matar o parceiro que deixa a bola.verbo pronominal

13. Não ter reacção ou resposta.verbo transitivo e intransitivo

14. [Brasil, Informal]   [Brasil, Informal]   Manter relacionamento amoroso sem compromisso (ex.: você ficou com alguém na festa? Eles já ficaram algumas vezes).
-ficar -ficar
sufixo

Elemento que forma verbos e designa causar, fazer.


verbo predicativo, transitivo indireto e intransitivo Permanecer, alojar-se, continuar em um lugar: ficava sempre em casa; fiquei uma semana no hospital; ficamos ali.
verbo intransitivo Estar localizado em um determinado ponto: minha casa fica em frente ao banco; a cidade de Cunha fica no Estado de São Paulo.
verbo transitivo indireto Sofrer adiamento ou postergação: nossos planos ficaram para o ano que vem; o pagamento fica para amanhã.
verbo intransitivo Sobrar, restar, perdurar; subsistir: para mim ficou pouco da sua fortuna; nada ficou dos registros da época; apenas ela e seu irmão ficaram daquela família.
verbo intransitivo Não ir além, limitar-se: nossas ideias ficam por aqui; a discussão ficou por isso mesmo.
verbo transitivo indireto Fazer companhia, permanecer junto de alguém: ficou morando com a avó; ficou comigo no hospital.
verbo transitivo indireto Apossar-se de algo; manter algo em poder: ficou com o carro que pertencia aos três irmãos.
verbo transitivo indireto Custar uma determinada quantia: a ponte ficou em alguns milhões.
verbo intransitivo e transitivo indireto Receber por direito, merecimento ou sorte: ficou pouco para ele do dinheiro do bolão; fiquei com a medalha de ouro; ficaram com o prêmio do sorteio.
verbo transitivo indireto Manter informações ou opiniões em segredo: a viagem que faria ficou apenas entre ele e seu colega; fica entre nós o que penso sobre isso.
verbo transitivo direto e intransitivo [Popular] Namorar sem compromisso durante um curto período de tempo: ela fica com quem quiser, é uma mulher livre; sempre que se encontram em festas, acabam ficando.
verbo transitivo direto e intransitivo Ser acometido por doença: ficou gripado e faltou à aula; ficou com meningite e teve que ser isolado.
verbo predicativo Passar a ter ou adquirir certa característica: ficou triste de repente; a situação ficou confusa; fica mais bonito de barba.
verbo transitivo indireto Prometer, combinar: minha amiga ficou de vir sem falta à festa.
verbo predicativo Tornar-se, vir a ser, converter-se, transformar-se: ficou avarento depois de velho; quanto mais sofria, mais forte ficava; as bolachas ficaram duras.
verbo transitivo indireto Resultar, cair bem/mal: o vestido fica bem nela; o tapete fica mal aqui na sala.
Etimologia (origem da palavra ficar). Do latim vulgar “figiccare”, frequentativo de “figere”, fixar.
expressão Ficar bem: combinar, convir: você fica bem de amarelo.
Ficar mal: não combinar, não ter harmonia: essas calças ficam mal para Maria.
Ficar de: combinar, comprometer-se, prometer: sempre ficam de vir e nunca aparecem!


Ficar (português brasileiro) ou curtir (português europeu), na cultura luso-brasileira, é uma gíria designada a uma relação afetiva sem compromisso que, normalmente, não tem, associada, uma componente de fidelidade, uma vez que a sua natureza é, normalmente, efêmera. O ficar (ou uma curte, como é designado em Portugal) pode resumir-se a um encontro de apenas um dia ou uma noite. Este pode implicar somente uma troca de beijos e carícias ou resultar também num envolvimento mais íntimo de carácter sexual, mas que não se prolongará por muito no tempo.
No entanto, segundo algumas fontes, esta relação passageira não ultrapassará a troca de beijos e carícias porque, de um modo geral, os envolvidos não se encontram ainda maduros para a vida sexual.
Diferencia-se de namorar pelo fato de este envolver um compromisso afetivo e uma maior tendência à durabilidade. Também diferencia-se do relacionamento aberto pois, nesse outro, há uma certa relação de compromisso, como no namoro, enquanto a ficada, a princípio, não é continuativa. Também diferencia-se da amizade colorida pelo fato de os ficantes não serem necessariamente amigos.


bookmark_borderO que é patricinha

patricinha | adj. f. s. f.
pa·tri·ci·nha
(Patrícia, antropónimo + -inha )
adjectivo feminino e nome feminino adjetivo feminino e nome feminino

[Brasil, Informal]   [Brasil, Informal]   Diz-se de ou jovem do sexo feminino que exibe comportamento ou aparência considerado como pertencente a uma classe social elevada (ex.: ela é tão patricinha que irrita; não conheço essa patricinha). [Equivalente no português de Portugal: betinha.]Masculino: mauricinho. Masculino: mauricinho.


substantivo feminino [Brasil] Regionalismo. Pej. Menina, adolescente ou jovem que se veste de maneira apurada, se preocupa com a elegância e procura estar em locais da moda.
Etimologia (origem da palavra patricinha). Patrícia + inha.


O termo patricinha (português brasileiro) ou betina (português europeu) é uma gíria que remete a uma mulher que na maioria das vezes é bem cuidada, rica, mimada, consumista, modista, protegida pelos pais e geralmente tem uma ótima autoestima (Às vezes de forma excessiva). Em meados da década de 1990 e no início dos anos 2000, o símbolo das patricinhas foi representado pelos filmes As Patricinhas de Beverly Hills e Meninas Malvadas . Em alguns círculos sociais o termo é usado de forma pejorativa como sinônimo de adolescente esnobe, desagradável e não focada em “Problemas Relevantes”, como política, economia e questões humanitárias, por exemplo.
A gíria pode ter origem em Patrício (em latim: patricius), que originalmente eram os cidadãos que constituíam a aristocracia da Roma Antiga, equivalendo a uma forma de nobreza hereditária.
No Brasil, o equivalente a patricinha na idade adulta costuma ser associado a socialite, uma mulher que alega viver uma vida luxuosa.
Apesar de serem pejorativos, os termos “mauricinho” e “patricinha” designam pessoas que possuem um relativamente elevado nível social e se preocupam com a aparência.
Em inglês, o termo equivalente é Valley girl, referente às garotas de classe média alta na região do Vale de São Fernando em Los Angeles, e popularizado por uma canção homônima de Frank Zappa.


bookmark_borderO que é mauricinho

mauricinho | adj. s. m.
mau·ri·ci·nho
(Maurício, antropónimo + -inho )
adjectivo e nome masculino adjetivo e nome masculino

[Brasil, Informal]   [Brasil, Informal]   Diz-se de ou jovem do sexo masculino que exibe comportamento ou aparência considerado como pertencente a uma classe social elevada (ex.: ele é muito certinho, muito mauricinho; a loja é frequentada sobretudo por mauricinhos). [Equivalente no português de Portugal: betinho.]Feminino: patricinha. Feminino: patricinha.


substantivo masculino [Gíria] Rapaz de classe social elevada.
[Gíria] Rapaz bem vestido, com roupas de estilo clássico e/ou caras.
Etimologia (origem da palavra mauricinho). Diminutivo de Maurício, nome próprio.


Apesar de serem pejorativos, os termos mauricinho e patricinha no Brasil designam pessoas que possuem um elevado nível social e se preocupam com a aparência. Falsamente relacionam-se mauricinhos e patricinhas com preppys, possivelmente pela semelhança de âmbito financeiro. Mauricinhos e patricinhas tendem a ter personalidade sociável e altruísta, visando sempre agradar ao próximo pela personalidade ou pela aparência. Já a cultura preppy, além dessas últimas qualidades, bem mais visíveis e centradas, possui normas sociais bem pragmáticas e uma organização cultural, sendo realmente um estilo de vida e não uma gíria ou um termo popular, diferenciando-se dos termos patricinha e mauricinho.


bookmark_borderO que é jabaculê

Palavra não encontrada (na norma europeia, na grafia pré-Acordo Ortográfico).

Será que queria dizer jabaculê?

Outras sugestões: abaúle bascule ejacule jabá cule (norma brasileira) jabaculês (norma brasileira)
Caso a palavra que procura não seja nenhuma das apresentadas acima, sugira-nos a sua inclusão no dicionário.


substantivo masculino [Gíria] Suborno, dinheiro com que se compra um jogador adversário.
[Gíria] Dinheiro que o apresentador de um programa de TV ou rádio recebe de um empresário, para que o artista por este representado possa apresentar-se no referido programa, ou tenha sua música executada. Sin: jabá.


Jabaculê, ou simplesmente jabá, é um termo utilizado na indústria da música brasileira para denominar uma espécie de suborno em que gravadoras pagam a emissoras de rádio ou TV pela execução de determinada música de um artista.