bookmark_borderO que é tapete

tapete | s. m.
ta·pe·te |ê| ta·pe·te |ê|
(latim tapes, -etis ou tapete, -etis )
nome masculino

1. Espécie de estofo fino com que se cobrem, adornam ou protegem pavimentos.

2. Alcatifa.

3. [Figurado]   [Figurado]   Aquilo que reveste o chão ou uma superfície (ex.: tapete de flores, tapete de relva).

4. [Desporto]   [Esporte]   Superfície destinada a alguns desportos de combate (ex.: tapete de judo).

puxar o tapete • O mesmo que tirar o tapete.

tapete rolante • [Portugal]   • [Portugal]   Superfície com um mecanismo que lhe pode conferir movimento contínuo, usada para mover automaticamente pessoas, bagagens, mercadorias ou outros materiais. (Equivalente no português do Brasil: esteira rolante.)

tirar o tapete • Retirar a ajuda ou o apoio anteriormente dado a alguém.


substantivo masculino Tecido decorativo (usado na forração de soalhos, paredes, móveis etc.), que se fabrica pelo entrecruzamento de duas séries paralelas de fios coloridos, de modo que os ornamentos façam parte da trama; alcatifa.
[Por Extensão] Qualquer peça de aplicação semelhante, fabricada com estofo, lã, fibra vegetal ou sintética.


Um tapete ou carpete é um tecido encorpado, usualmente bordado, que serve para revestir e embelezar pisos. O maior tapete do mundo, com 6 mil metros quadrados, foi feito no Irão, em 18 meses, por mil homens.
A alcatifa é um tipo específico de tapete, o qual recobre totalmente o assoalho.
Peça para decoração de ambientes, cobrir soalhos, escadas, mesas. Muitos desses tapetes são totalmente artesanais.


bookmark_borderO que é talher

talher | s. m.
ta·lher
(italiano tagliere )
nome masculino

1. Conjunto das peças, geralmente faca, garfo e colher, usadas à mesa para cada pessoa comer uma refeição (ex.: talher de carne; talher de peixe; talher de sobremesa).

2. Cada uma dessas peças.

3. [Figurado]   [Figurado]   Lugar destinado à mesa para uma pessoa (ex.: pus a mesa para cinco talheres).

4. Peça de mesa com repartimentos para galhetas, saleiro, mostardeira, etc.

bom talher • Pessoa que gosta de comer bem.


substantivo masculino Conjunto das três peças (garfo, colher e faca) de que as pessoas se servem quando comem.
[Figurado] Lugar destinado em uma mesa para cada pessoa: jantar para trinta talheres.
Talher de galhetas, peça de mesa com repartimentos para galhetas, saleiro, mostarda etc.; galheteiro.


Talheres são utensílios para manipular e facilitar o ato de se alimentar. São tradicionalmente considerados talheres as colheres, os garfos e as facas. Os pauzinhos orientais (em japonês hashi) também podem ser considerados talheres.
Os talheres variam de design, de acordo com seu propósito e utilidade, como comer carne, peixe, sobremesa, tomar sopa, mexer o café etc.
O faqueiro é um conjunto completo de talheres da mesma marca e do mesmo material, que inclui facas, colheres, garfos e outros utensílios para servir a comida. Muitas vezes é a designação para a caixa ou estojo onde se guardam os talheres de mesa.


bookmark_borderO que é estrado

estrado | s. m. | adj. 1ª pess. sing. pres. ind. de estradar
es·tra·do
substantivo masculino

1. Sobrado de madeira pouco erguido do chão.

2. Escabelo; supedâneo; palanque.adjectivo adjetivo

3. [Antigo]   [Antigo]   Alastrado.

estrado fatal • Cadafalso.

estrado real • O do trono.
es·tra·dar es·tra·dar 1- Conjugar
(estrada + -ar )
verbo transitivo

1. Abrir estradas ou caminhos em.

2. [Figurado]   [Figurado]   Encaminhar.
es·tra·dar es·tra·dar 2- Conjugar
(estrado + -ar )
verbo transitivo

1. Pôr estrado em. = ASSOALHAR, PAVIMENTAR

2. Cobrir, juncar (o chão) com algo semelhante a alcatifa.


substantivo masculino Pequeno piso sobrelevado para aí colocar assentos, mesa.
A parte da cama sobre a qual assenta o colchão.


O estrado (pt-br) ou lastro (pt-pt) é um componente da cama que suporta o colchão e é geralmente feito com ripas de madeira. Pode ser fixo na cama ou apoiado em um encaixe específico, sendo uma de suas funções a de arejar o colchão.


bookmark_borderO que é cama

cama | s. f.
ca·ma
(latim tardio cama, -ae )
substantivo feminino

1. Conjunto formado pelo móvel usado para dormir, pelo colchão e pela roupa que geralmente o reveste. = LEITO

2. Nome genérico de tudo sobre que o homem ou o animal se deita para dormir.

3. Camada de coisas macias sobre a qual se põem objectos frágeis.

4. Parte em que se nota o jeito que o objecto tomou por ela assentar no chão.

5. Sítio dos paus (no jogo da bola).

6. Pequena elevação de terra para certas sementeiras.

7. Efeito de acamar.

8. Camada.

9. Lugar onde há abundância de coral.

10. [Portugal: Douro]   [Portugal: Douro]   Mergulhia.

11. [Brasil]   [Brasil]   Leito de rio. = ÁLVEO

cama elástica • [Desporto]   • [Esporte]   Aparelho com a parte superior elástica, que serve para impulsionar saltos acrobáticos. = TRAMPOLIM

cama e mesa • Casa e comida.

de cama • De tal forma doente que tem de ficar deitado ou em descanso (ex.: não veio trabalhar porque está de cama).

fazer a cama • Preparar uma cama com roupa a revestir o colchão, para que não fique desfeita e esteja pronta a ser usada.

fazer a cama a • Preparar uma vingança ou uma surpresa desagradável a alguém.

ir para a cama com • [Informal]   • [Informal]   Ter relações sexuais com alguém.


substantivo feminino Móvel no qual a pessoa se deita para dormir; leito.
Qualquer objeto sobre o qual uma pessoa ou um animal se deita para dormir: cama de feno.
Colchão, enxerga ou barra de leito.
Lugar macio sobre o qual se colocam frutas ou objetos frágeis.
Parte do fruto de planta rasteira que assenta na terra.
Estar de cama, estar doente, acamado, sem poder levantar-se.
Fazer a cama a alguém, fazer intrigas, dar más informações a respeito de uma pessoa, com o fim de lhe criar embaraços.


Uma cama, ou leito, é um item do mobiliário utilizado para dormir ou relaxar, geralmente fica localizado dentro do quarto de uma residência ou hotel.
Normalmente é fabricada em madeira, mas pode ser feita com outros materiais. Utiliza-se um colchão por cima de um estrado, para que o ato de dormir seja mais confortável. A cama é complementada com travesseiros, lençóis, cobertores e colcha.

Quanto à estética da cama, ela pode ter toda e qualquer forma, até mesmo circular (mais comum em motéis), mas o usual é que ela tenha a forma retangular, um pouco elevada em relação ao chão, e que tenha quatro pernas de apoio. As partes de uma cama normalmente são varão, cabeceira e estrado.


bookmark_borderO que é vaso

vaso | s. m. vaso- | elem. de comp.
va·so
(latim vulgar *vasum, do latim vas, vasis, vaso )
substantivo masculino

1. Toda e qualquer peça côncava que pode conter sólidos ou líquidos.

2. Peça côncava usada para cultivar plantas ou para adornar jardins, edifícios, etc.

3. [Por extensão]   [Por extensão]   Tudo o que é susceptível de conter alguma coisa. = RECEPTÁCULO

4. O mesmo que vaso sanitário.

5. O mesmo que vaso de noite.

6. [Informal]   [Informal]   Vagina.

7. [Pouco usado]   [Pouco usado]   [Marinha]   [Marinha]   Navio.

8. [Anatomia]   [Anatomia]   Canal para transportar fluidos (ex.: vaso arterial, vaso linfático).

9. [Astronomia]   [Astronomia]   Constelação austral. (Geralmente com inicial maiúscula.)

vaso canópico • Recipiente usado pelos antigos egípcios para guardar vísceras embalsamadas dos corpos mumificados. = CANOPO

vaso de guerra • [Marinha]   • [Marinha]   Navio de guerra.

vaso de noite • Recipiente portátil para urina ou dejectos humanos. = BACIO, BISPOTE, PENICO

vaso sanitário • Peça fixa, geralmente de loiça, que recebe os dejectos humanos. = LATRINA, RETRETE,RETRETE, SANITA
vaso- vaso-
(latim vulgar *vasum, do latim vas, vasis, vaso )
elemento de composição

Exprime a noção de vaso (ex.: vasogénico).


substantivo masculino Recipiente côncavo, para líquidos, sólidos, flores etc.
Navio de grandes proporções, geralmente de guerra.
O mesmo que urinol.
[Anatomia] Canal em que circula o sangue ou a linfa. (Distinguem-se três espécies de vasos: as artérias, os capilares e as veias.).
[Botânica] Tubo condutor da seiva bruta.
[Física] Vasos comunicantes, conjunto de vasos interligados, nos quais um líquido se eleva à mesma altura, qualquer que seja a forma de cada um deles.


Vaso ou jarra é uma peça em forma de jarro que é utilizado para decorar salas, recepções, corredores ou ainda para decorar espaços abertos, como escadas ou jardins. Sua função é meramente ornamental, sendo utilizado para armazenar flores.
Vasos, assim como as urnas decorativas, foram conhecidos e usados pelos gregos. Entretanto, são introduzidos como artigos de decoração nos salões da época moderna no início do século XVII, quando eram fabricados de mármore, bronze, prata, porcelana e louça (principalmente os vasos chineses).
Alguns vasos se colocam flores artificiais, cuja indústria começara no século XVI, e se entende ao longo do século seguinte, sendo aperfeiçoado desde o século XVIII ou um recipiente, tradicionalmente feito de barro, onde se criam plantas ornamentais.


bookmark_borderO que é casa

casa | s. f. 3ª pess. sing. pres. ind. de casar 2ª pess. sing. imp. de casar
ca·sa
(latim casa, -ae, cabana, casebre )
substantivo feminino

1. Nome genérico de todas as construções destinadas a habitação.

2. Construção destinada a uma unidade de habitação, geralmente unifamiliar, por oposição a apartamento. = MORADIA, VIVENDA

3. Cada uma das divisões de uma habitação. = CÓMODO , COMPARTIMENTO, DEPENDÊNCIA

4. Local de habitação (ex.: pediram financiamento para a compra de casa própria). = DOMICÍLIO, LAR, MORADA, RESIDÊNCIA

5. Anexo a um edifício.

6. [Náutica]   [Náutica]   Compartimento destinado a máquinas ou equipamento especial (ex.: casa das máquinas).

7. Conjunto de pessoas da família ou de pessoas que habitam a mesma morada.

8. Conjunto de despesas com a habitação.

9. Estabelecimento comercial ou industrial (ex.: casa de chá, casa de fados, casa de hóspedes, casa de saúde). = EMPRESA, FIRMA

10. Lotação de um estabelecimento comercial, geralmente de diversão ou espectáculo (ex.: casa cheia).

11. Local ou instalação que se considera pertença de algo ou alguém (ex.: equipa da casa; jogar em casa).

12. Designação dada a algumas repartições ou instituições, públicas ou privadas (ex.: Casa da Moeda; Casa dos Açores). (Geralmente com inicial maiúscula.)

13. Conjunto de pessoas que trabalham directamente com um chefe de estado (ex.: casa civil).

14. Família pertencente à nobreza ou à realeza (ex.: casa de Bragança).

15. Cada uma das divisões resultantes da intersecção de linhas em tabela, tabuleiro, tabuada, mapa, etc.

16. [Jogos]   [Jogos]   Escaninho do tabuleiro do gamão.

17. Posição respectiva dos algarismos.

18. Pequena abertura em peça de vestuário por onde entra um botão. = BOTOEIRA

19. Número arredondado aproximado (ex.: ele anda na casa dos 40).

20. Posição de um algarismo em relação aos outros que compõem um número (ex.: casa das unidades, casa das centenas, casa decimal).

21. [Encadernação]   [Encadernação]   Espaço entre dois nervos, na lombada de um livro encadernado. = ENTRENERVO

casa comercial • Estabelecimento onde se efectuam transacções comerciais.

casa da adova • [Antigo]   • [Antigo]   Sala, nas cadeias, onde os presos passeavam e recebiam visitas.

casa da Joana • [Informal]   • [Informal]   Aquela onde não há regras ou disciplina, onde reinam a confusão e a desordem.

casa da mãe Joana • [Informal]   • [Informal]   O mesmo que casa da Joana.

casa da sogra • [Informal]   • [Informal]   O mesmo que casa da Joana.

casa de banho • Compartimento dotado de equipamento sanitário que permite realizar as necessidades fisiológicas e a higiene pessoal. = BANHEIRO, CASINHA

casa de correcção • Prisão de menores. = REFORMATÓRIO

casa de farinha • [Brasil]   • [Brasil]   Lugar equipado com utensílios (triturador, prensa, peneira) e forno próprios para transformar a mandioca em farinha.

casa de jantar • Divisão de uma habitação geralmente usada para tomar as refeições. = SALA DE JANTAR

casa de malta • Casa onde moram muitas pessoas de baixa condição e que não têm parentesco entre si.

casa de orate • Casa de malucos. = HOSPÍCIO

casa de passe • Habitação onde se pratica a prostituição. = BORDEL, PROSTÍBULO

casa de pasto • Estabelecimento modesto onde se servem comidas.

casa de tolerância • Casa onde se pratica a prostituição.

• Casa onde é possível alugar quartos para encontros amorosos.

casa de penhores • Casa onde se empresta dinheiro sobre objectos de valor.

casa lotérica • [Brasil]   • [Brasil]   Estabelecimento que comercializa lotarias ou onde se registam apostas (ex.: a família já foi dona de uma casa lotérica). = LOTÉRICA

casa nocturna • Estabelecimento de espectáculo ou de diversão aberto toda a noite.

casa pia • Estabelecimento de caridade, onde se educam crianças pobres.

casa professa • Convento de religiosos professos.

de casa e pucarinho • [Portugal, Informal]   • [Portugal, Informal]   Diz-se de casal que faz vida em comum, sem laços de casamento (ex.: resolveram casar ao fim de dez anos de casa e pucarinho).

• [Portugal, Informal]   • [Portugal, Informal]   Diz-se das pessoas que partilham grande intimidade, que são muito próximas (ex.: amigos de casa e pucarinho).

deitar a casa abaixo • Fazer grande agitação a propósito de algo.

estar de casa e pucarinha • Ser hospedado e alimentado por alguém.

sentir-se em casa • Estar à vontade.
ca·sar ca·sar – Conjugar
(casa + -ar )
verbo transitivo

1. Unir por casamento.

2. [Brasil]   [Brasil]   Fazer uma aposta. = APOSTARverbo transitivo, intransitivo e pronominal

3. Unir-se por casamento.

4. [Figurado]   [Figurado]   Condizer, combinar.


substantivo feminino Moradia; construção em alvenaria, com distintos formatos ou tamanhos, normalmente térrea ou com dois andares, geralmente destinada à habitação.
Lar; pessoas que habitam o mesmo lugar; reunião dos indivíduos que compõem uma família: a casa dos brasileiros.
Reunião das propriedades de uma família ou dos assuntos familiares e domésticos: ele cuida da administração da casa.
Local usado para encontros, reuniões; habitação de determinado grupos com interesses em comum: casa dos professores.
Designação de algumas repartições ou organizações públicas ou das pessoas subordinadas ao chefe do Estado: casa da moeda; Casa Civil.
Ludologia. As divisões que, separadas por quadrados em branco ou preto, compõe um tabuleiro de xadrez ou de damas.
Costura. Fenda usada para pregar botões.
[Matemática] Cada dez anos na vida de alguém: ele está na casa dos 20.
Marinha.Fenda ou buraco através do qual algo é instalado a bordo; cada fenda leva o nome do objeto instalado.
[Gramática] Diminutivos: casinhola, casinholo, casinhota, casinhoto, casita, casucha.
[Gramática] Aumentativos: casão, casarão, casaréu.
Etimologia (origem da palavra casa). Do latim casa.ae.


Casa (do latim casa), residência (do latim domum), morada ou moradia é, no seu sentido mais comum, um conjunto de paredes, cômodos e teto construídos pelo ser humano com a finalidade de constituir um espaço de habitação para um indivíduo ou conjunto de indivíduos para que estejam protegidos dos fenômenos naturais exteriores (como a chuva, o vento, calor e frio etc.), além de servir de refúgio contra ataques de terceiros. Apesar de seu caráter artificial em relação às construções naturais, originalmente o homem utilizou-se de formações naturais, como cavernas, para suprimir as demandas de uma residência, porém estas estruturas tendem a caracterizar-se mais como um abrigo que como um lar. Neste sentido, a casa é entendida como a estrutura que para além de constituir-se como abrigo, define-se como uma construção cultural de uma dada sociedade. A residência, portanto, corresponde ao arquétipo da habitação — termo que normalmente é empregado por especialistas para ser referir ao ato de morar e às suas várias possibilidades e configurações, enquanto a casa é entendida como o objeto da moradia.
O termo lar, por outro lado, ainda que possa ser considerado um sinônimo de casa, apresenta uma conotação mais afetiva e pessoal: é a casa vista como o lugar próprio de um indivíduo (ou seja, aquilo que constitui sua propriedade), onde este tem a sua privacidade e onde a parte mais significativa da sua vida pessoal se desenrola. Apesar da modernidade ter afastado sobremaneira o indivíduo de sua casa (posto que ele passou a vivenciar longos períodos do dia fora de casa, trabalhando, recreando-se ou circulando pela cidade), o lar sempre foi considerado uma referência à ideia de família, de tal forma que a palavra costuma ser usada com este significado. Uma visão também tradicional a respeito da estrutura de uma sociedade considera a família como sua unidade fundamental, enquanto a casa corresponderia à unidade fundamental de uma da aglomeração urbana, sendo fundamental à sua existência e constituição.


bookmark_borderO que é lareira

substantivo feminino Parte da chaminé onde se acende o fogo destinado ao aquecimento de ambiente, geralmente sala; calorífero.


Uma lareira (ou fogão de sala) é uma estrutura doméstica presente em muitas casas, onde se pode acender um fogo. Consiste num espaço revestido de materiais não inflamáveis como pedra e tijolo, para se queimar a madeira, e numa chaminé que deixa o fumo e outras partículas sair. Era utilizada para aquecer, cozinhar e iluminar nas antigas habitações, mas hoje em dia é usada principalmente como decoração, ou para aquecer as casas no inverno. Outrora uma parte essencial de um lar, hoje só algumas casas têm lareira.
Um conjunto de outros acessórios podem acompanhar as lareiras. Nestes contam-se os seguintes: portas frontais para proteger de faíscas, os cachorros (barras de ferro que suportam a madeira), uma tenaz para mover os troncos em chamas, uma vassoura e uma pá para varrer cinzas, um fole ou abanador para reavivar as chamas, luvas resistentes ao calor, fósforos e acendalhas.
Em sítios com climas agrestes, ou nas estações frias do ano, a lareira ainda prevalece como centro de um lar – sobrevivendo à televisão. Nestas circunstâncias as pessoas concentram-se em seu redor para conversar ou realizar outras actividades de uma forma mais íntima, desfrutando do calor e do ambiente acolhedor que a luz de uma lareira cria.
Actualmente, com as modernas lareiras, mais conhecidas por recuperadores de calor, obtém-se rendimentos muito superiores ao das lareiras tradicionais.
A segurança contra incêndios neste tipo de lareiras, é grande devido à protecção da chama com um porta em vidro vitrocerâmico
Um recuperador de calor pode ser usado para aquecer outras divisões além da sala do próprio aparelho. Se for usado ar exterior além de aquecer, pode-se ventilar e renovar o ar das moradias.
A chaminé assim como as condutas de fumo são também elementos importantes na boa execução das lareiras


bookmark_borderO que é fogão

substantivo masculino Aparelho com uma ou mais bocas, com ou sem forno, com ou sem chaminé, onde se acende o fogo para cozinhar os alimentos.
Parte da chaminé onde se acende o fogo para o aquecimento do ambiente; lareira.
Aparelho usado com o propósito de tornar um ambiente mais quente; estufa.
Local de nascimento de alguém ou lugar onde alguém tem como endereço.
Fogareiro grande.
[Regionalismo: Rio Grande do Sul] Lugar nos galpões das estâncias onde se faz fogo para o chimarrão e o churrasco.
[Regionalismo: Mato Grosso] Lugar onde vegetam grandes grupos de poaias ou ipecacuanhas.
Lugar da culatra da peça de artilharia onde está o ouvido.
Etimologia (origem da palavra fogão). Fogo + ão.


O fogão é um utensílio culinário usado para cozinhar, geralmente em panelas ou frigideiras, e por meio de calor.

O fogão primitivo era formado por um pequeno buraco no solo onde se acendia o fogo e se colocavam as panelas; a descoberta de que o fogo aberto tinha mais força, levou a utilização de pedras como suporte para as panelas, ou os próprios troncos a arder.
Mais tarde, o homem aprendeu a construir fogões de barro e, posteriormente, de metal, que eram mais eficientes que os anteriores. No entanto, este tipo simples de fogão ainda é utilizado, principalmente pelos pobres em todo o mundo, mas mesmo os menos pobres ainda preferem este tipo de fogão – muitas vezes chamado fogareiro – para certo tipo de cozimento, principalmente os grelhados quando não possuem uma churrasqueira.

Com a Revolução Industrial, os fogões passaram a ter um aspecto mais parecido com os de hoje, ou seja, uma espécie de móvel grande com um compartimento semi-fechado para o fogo e várias aberturas no topo para utilizar ao mesmo tempo várias panelas; por vezes, esses fogões tinham até um pequeno forno e uma caldeira para ter sempre água quente.
No século XX ainda havia destes fogões, embora a lenha tivesse já sido substituída por carvão. Com a descoberta da refinação do petróleo, foram inventados fogões a nafta (geralmente os industriais, de que ainda devem existir alguns exemplares em antigos hospitais ou prisões) e, mais tarde, a petróleo e depois a gás de cozinha, estes ainda muito utilizados hoje. Entretanto, foram também inventados os pequenos fogareiros e candeeiros a petróleo e a gás, que ainda hoje se usam, principalmente pelos campistas.
Mais recentemente foram desenvolvidos os fogões eléctricos, formados por várias placas que contêm resistências, colocados sobre uma caixa de metal. Há fogões mistos, que possuem tanto placas elétricas como queimadores a gás funcionando separadamente, mas eles são pouco usuais.
Normalmente o fogão inclui também um forno, acima do qual são dispostos os queimadores ou placas, mas também existe o fogão de mesa, sem forno.


bookmark_borderO que é estante

estante | adj. 2 g. | s. f.
es·tan·te
(latim stans, -antis, particípio presente de sto, stare, estar de pé, estar imóvel, ficar firme )
adjectivo de dois géneros adjetivo de dois géneros

1. Que está; residente; fixo.

2. [Heráldica]   [Heráldica]   Diz-se do animal que no escudo se representa firme nos pés.nome feminino

3. Móvel com prateleiras para livros.

4. Móvel, geralmente metálico, dotado de um pé regulável em altura e de um suporte inclinado onde se colocam as folhas da partitura.


substantivo feminino Móvel com pés ou fixo em parede, formado de prateleiras superpostas, geralmente destinadas a livros, discos, peças de decoração.


Estante é um bloco de um armário.
Em geral esse espaço é utilizado para guardar objetos variados, como livros, enfeites, documentos etc.


bookmark_borderO que é ventilador

ventilador | adj. | s. m.
ven·ti·la·dor |ô| ven·ti·la·dor |ô|
(latim ventilator, -oris )
adjectivo adjetivo

1. Que ventila.nome masculino

2. Aparelho destinado a ventilar um espaço. = VENTOINHA

3. Aparelho próprio para renovar o ar.


substantivo masculino Aparelho próprio para renovar o ar de um ambiente fechado.
Máquina destinada a produzir o vento necessário ao funcionamento de uma instalação metalúrgica, à ventilação de uma mina etc.


Ventilador ou ventoinha é um dispositivo mecânico utilizado para converter energia mecânica de rotação, aplicada em seus eixos, em aumento de pressão do ar. Foi inventado nos Estados Unidos da América em 1882, por Schuyler S. Wheeler.Este aparelho pode ser de distintos tipos, consoante o sentido de fluxo de ar em relação ao ambiente ventilado: sopradores (se há injeção de ar no ambiente) ou exaustores (se há retirada de ar do ambiente).Existem basicamente dois tipos de ventiladores, cuja escolha depende basicamente da aplicação: os axiais e os centrífugos.No Brasil, pequenos ventiladores usados para refrigerar mecanismos eletrônicos (por ex., placas de computador) são chamados de ventoinhas.