bookmark_borderO que é arame

arame | s. m. 1ª pess. sing. pres. conj. de aramar 3ª pess. sing. imp. de aramar 3ª pess. sing. pres. conj. de aramar
a·ra·me
(latim aeramen, bronze, cobre, objecto de bronze )
nome masculino

1. [Antigo]   [Antigo]   Liga de cobre com zinco, mais vulgarmente chamada latão ou metal amarelo.

2. Fio de latão e, por extensão, de ferro, cobre ou outro metal, puxado à fileira.

3. Fio metálico tenso, preso em dois pontos, na qual os equilibristas se deslocam e fazem exercícios. = MAROMA, MAROMBA

4. [Informal]   [Informal]   Dinheiro.

5. [Gíria]   [Gíria]   Navalha.

arame farpado • Cabo ou vedação feito de fios metálicos entrelaçados, com pontas agudas, usado para prevenir evasões ou invasões de uma propriedade.

ir aos arames • [Informal]   • [Informal]   Ficar muito irritado.
a·ra·mar a·ra·mar – Conjugar
verbo transitivo

Fabricar ou guarnecer com arame.


substantivo masculino Fio de metal flexível.
[Popular] Dinheiro.


Um arame (do termo latino aeramen) ou alambre é um fio de latão, ferro ou cobre, puxado à fieira, usado normalmente para fazer cercas. É, também, utilizado como peça fundamental no berimbau.


bookmark_borderO que é metal

metal | s. m. | s. m. pl.
me·tal
(latim metallum, -i )
nome masculino

1. Nome genérico dos corpos minerais, mais ou menos maleáveis e fusíveis, que são bons condutores da electricidade e do calórico.

2. [Figurado]   [Figurado]   Dinheiro; riquezas.

3. Tom, timbre.

4. [Heráldica]   [Heráldica]   Cor branca (de prata) ou amarela (de ouro).
metaisnome masculino plural

5. Utensílios de metal.

6. Conjunto dos instrumentos musicais feitos de metal, geralmente de latão.

metal amarelo • Latão.

metal químico • Mistura por igual de estanho e limalha de bronze.

metal sonante • Dinheiro amoedado.

metal virgem • O que sai puro da mina.

vil metal • O dinheiro.


substantivo masculino Corpo simples, dotado de brilho particular chamado brilho metálico, geralmente bom condutor do calor e da eletricidade, e que possui além disso a propriedade de dar, quando se combina com o oxigênio, pelo menos um óxido básico: o ferro é o mais útil dos metais.
[Heráldica] O ouro e a prata, categorias de esmalte mais distintas que as cores e os tecidos: o ouro e a prata são representados pela cor amarela e pela cor branca.
Metais preciosos, ouro, prata e platina.
[Popular] Vil metal, dinheiro. (Todos os metais são sólidos à temperatura normal, salvo o mercúrio, que é líquido. São dotados de propriedades mecânicas: dureza, tenacidade, maleabilidade, ductilidade, que condicionam os numerosos empregos em que eles podem ser aplicados. Os principais metais são: o ouro, a prata, o mercúrio, o.


Em química, um metal, do grego antigo métalon pode ser chamado de várias maneiras: pode ser um elemento, uma substância ou uma liga metálica caracterizado pela sua boa condutividade térmica e elétrica, geralmente apresentando uma cor prateada ou amarelada, e uma elevada dureza. Qualquer metal pode ser definido também como um elemento químico que forma aglomerados de átomos com caráter metálico.
Em um metal, cada átomo exerce apenas uma fraca atração nos eléctrons mais externos, da camada de valência, que podem então fluir livremente, proporcionando a formação de íons positivos e o estabelecimento de ligações iônicas com não-metais. Os eléctrons de valência são também responsáveis pela alta condutividade dos metais (teoria de bandas).
Os metais são um dos três grupos dos elementos distinguidos por suas propriedades de ionização e de ligação, junto com os metalóides (essa primeira classificação está caindo em desuso, por isso os metalóides foram revisados e alguns foram classificados como metais, e outros como ametais) e os não-metais. A maioria dos metais é quimicamente estável, com a exceção notável dos metais alcalinos e alcalino-terrosos, encontrados nas duas primeiras colunas à esquerda da tabela periódica. Alguns elementos antes classificados como metalóides, hoje são considerados metais, são esses o Germânio, Antimônio e Polônio, os demais são considerados ametais.


bookmark_borderO que é abrasivo

abrasivo | adj. s. m.
a·bra·si·vo
(latim abrasus, -a, -um, particípio passado de abrado, -ere, raspar + -ivo )
adjectivo e substantivo masculino adjetivo e substantivo masculino

Diz-se de ou substância dura capaz de desgastar, limpar ou polir por fricção.


adjetivo, substantivo masculino Diz-se, na indústria, de qualquer substância dura capaz de desgastar e polir outros corpos, mediante atrito.


Abrasivos são substâncias naturais ou sintéticas empregadas para desgastar, polir, ou limpar outros materiais. Alguns ocorrem em veios na crosta terrestre, outros são os próprios minerais formadores das rochas. De acordo com sua origem, podem exibir diferentes graus de consolidação, com propriedades físicas e químicas diversas. O diamante é o abrasivo natural de maior dureza que se conhece. Quando imperfeitos e pequenos, os diamantes são triturados e reduzidos a pó, para operações de polimento e esmerilhamento. Encontram-se dois tipos diferentes: os carbonados ou diamantes negros, sobretudo no estado da Bahia, Brasil; e os borts, na África do Sul.
Desde o neolítico, quando povos primitivos os utilizavam para dar forma às pedras com que fabricavam seus instrumentos, até nossos dias, os abrasivos encontram múltiplas aplicações em diversos processos industriais e artesanais.
Embora ainda muito utilizados, os abrasivos naturais vêm sendo gradativamente substituídos pelos sintéticos, entre os quais destaca-se o carborundum ou carbeto de silício, resultante da combinação de carbono com silício, obtida pela fusão, em forno elétrico, de uma mistura de coque, silício e serragem. A alumina artificial, largamente utilizada, é produzida com a fusão da bauxita em fornos elétricos. Além dessas duas substâncias, obtiveram-se com sucesso, em laboratório, o carbeto e o nitreto de boro, abrasivos com dureza semelhante à do diamante, sendo este último também produzido artificialmente por processos que utilizam altas pressões e temperaturas.
No trabalho com vidro e metais, são geralmente empregados os abrasivos artificiais: carbeto de silício e alumina sintética. Já no polimento de lentes de instrumentos científicos, máquinas fotográficas e óculos utiliza-se a alumina natural pulverizada. Na fabricação do papel de lixas, dá-se preferência ao quartzo.
Em virtude de suas múltiplas aplicações, preparam-se abrasivos em vários tamanhos: inicialmente são triturados e depois classificados em peneiras segundo o tamanho da partícula. A seguir, são transformados em pasta ou em blocos, segundo sua utilização.


bookmark_borderO que é seixo

seixo | s. m.
sei·xo
(latim saxum, -i, pedra, rochedo, penedo )
nome masculino

1. Fragmento de mineral ou de rocha, de superfície alisada e forma arredondada.

2. [Figurado]   [Figurado]   Ovo de pássaro.

3. [Brasil, Informal]   [Brasil, Informal]   Dívida que ainda não foi paga. = CALOTE


substantivo masculino Pedra de pequenas dimensões, utilizada no empedramento de obras; calhau.
Pedra pequena, com variadas cores, levemente redonda, muito usada para ornamentar jardins, vasos de planta: seixo branco.
[Por Extensão] Qualquer pedrinha solta; cascalho.
[Popular] Designação popular dos ovos de aves.
Etimologia (origem da palavra seixo). Do latim saxum.i, “penedo, calhau”.


Chama-se seixo a todo fragmento de mineral ou de rocha, menor do que bloco ou rocha e maior do que grânulo, e que na escala de Wentworth, de amplo uso em geologia, corresponde a diâmetro maior do que 4 mm e menor do que 64 mm.De acordo com uma norma da ABNT, a NBR 6502 sobre Rochas e solos – Terminologia de 1995, define-se pedregulho como solo formado por minerais ou partículas de rocha, com diâmetro compreendido entre 2,0 mm até 60 mm que, quando arredondados ou semi-arredondados, são denominados de cascalho ou seixo.


bookmark_borderO que é ardósia

ardósia | s. f.
ar·dó·si·a
nome feminino

1. [Geologia]   [Geologia]   Pedra de cor escura que se divide em lâminas e se aplica na cobertura de casas, lousas escolares, etc. = LOUSA

2. [Antigo]   [Antigo]   Pedra usada para escrever na escola.

Sinónimo Sinônimo Geral: LOUSAConfrontar: ardísia.


substantivo feminino Xisto argiloso, de cor preta ou cinza, que se separa facilmente em folhas e serve para cobrir casas: a ardósia é uma rocha metamórfica cristalofiliana.
Lousa, de ardósia ou não, onde se escreve ou desenha com ponteiro da mesma pedra.


A ardósia é uma rocha metamórfica sílico-argilosa formada pela transformação da argila sob pressão e temperatura, endurecida em finas lamelas. De baixo grau metamórfico, a ardósia é formada sob as menores pressões e temperaturas dentre as rochas metamórficas.
A ardósia pode ser transformada em soletos, porque tem duas linhas de folhabilidade: clivagem e grão. Isto torna possível que se divida em finas folhas. Coberturas sintéticas e manufaturadas podem, inicialmente, ser mais baratas no acto da colocação, mas os soletos de ardósia durarão muitos e muitos anos, fazendo deste material uma escolha de futuro mais econômica. A ardósia é uma rocha metamórfica.
Outras aplicações da ardósia: pavimentos, fachadas, tampos de laboratórios, e em decorações interiores e exteriores. Folhas finas de ardósia preta ou cinza escuro eram o material mais usado na produção de quadros negros, ou lousa. Hoje em dia, com o surgimento de materiais mais adequados, a ardósia deixou de ser usada para esse propósito.

Algumas das mais finas ardósias do mundo têm origem em Campo (Valongo) em Portugal, Pequim na China, Escócia, Slate Valley em Vermont e Nova York nos Estados Unidos.


bookmark_borderO que é impureza

impureza | s. f. | s. f. pl.
im·pu·re·za |ê| im·pu·re·za |ê|
nome feminino

1. Falta de pureza.

2. Qualidade de impuro.

3. Coisa impura.

4. Desonestidade, impudor.

5. Mácula, sensualidade.
impurezasnome feminino plural

6. Corpos ou substâncias estranhas que alteram a pureza de alguma coisa.


substantivo feminino O que há de impuro, de estranho numa coisa: impureza do ar.
Falta de limpeza, de asseio; sordidez.
Coisa impura.
[Figurado] Impudicícia, imoralidade: viver na impureza.
substantivo feminino plural Tudo o que inquina a pureza de uma substância: as impurezas da água.


Impurezas são substâncias dentro de uma quantidade confinada de líquido, gás, ou sólido, que diferencia da composição química do material ou composto.
Impurezas ocorrem tanto naturalmente quando adicionadas durante a síntese de um produto químico ou comercial. Durante a produção, impurezas podem ser propositalmente, acidentalmente, inevitavelmente ou incidentemente adicionadas a substância.
O nível de impurezas em um material é geralmente definido em termos relativos. Padrões tem sido estabelecidos por várias organizações que procuram definir os níveis permitidos de várias impurezas em produtos manufaturados.


bookmark_borderO que é concreto

concreto | adj. | s. m.
con·cre·to |é| con·cre·to |é|
(latim concretus, -a, -um, particípio passado de concresco, -ere, crescer, formar-se, condensar-se, gelar, coagular, endurecer )
adjectivo adjetivo

1. Consistente, espesso, condensado, que tem consistência (mais ou menos sólida).

2. Que tem corpo (opõe-se a abstracto ).

3. Que é perceptível aos sentidos.

4. Determinado, particular.

5. [Gramática]   [Gramática]   Que designa coisas ou seres perceptíveis pelos sentidos, por oposição a abstracto (ex.: nome concreto, substantivo concreto).substantivo masculino

6. Objecto concreto.

7. Qualidade ou estado do que é concreto.

8. [Brasil]   [Brasil]   [Construção]   [Construção]   Aglomerado artificial de pedras, cascalho e areia, unidos por meio de um ligante hidráulico. (Equivalente no português de Portugal: betão.)

concreto armado • [Brasil]   • [Brasil]   • [Construção]   • [Construção]   Concreto em que estão envoltas armações metálicas destinadas a resistir a esforços de flexão ou de tracção a que o betão vulgar resistiria mal. (Equivalente no português de Portugal: betão armado.)


substantivo masculino Mistura de água, areia, cimento, pedra britada, com estrutura de vergalhão de ferro, e usada em obra de alvenaria; cimento armado.
Aquilo que tem existência real, não abstrata.
adjetivo Que existe de forma material, opondo-se ao que é abstrato.
Que exprime alguma coisa de real, de positivo: vantagens concretas.
Que tem o sentido das realidades precisas.
[Gramática] Diz-se de um termo que designa um ser ou um objeto que pode ser percebido pelos sentidos.
expressão Música concreta. Técnica de composição que utiliza os ruídos produzidos por diversos objetos sonoros registrados em fita magnética e suscetíveis de transformação.
Etimologia (origem da palavra concreto). Do latim concretus, latim concrescere, “endurecer”.


O concreto (português brasileiro) ou betão (português europeu) é o material mais utilizado na construção civil, sendo composto por uma mistura de água, cimento e agregados.
O cimento é o aglomerante do concreto que une os agregados. Estes podem ser agregados miúdos (areias naturais ou artificiais) ou agregados graúdos (pedras britadas ou seixos). Associando esses materiais de diferente maneiras pode-se ter:

Pasta, Nata ou Calda: cimento + água;
Argamassa: pasta + agregado miúdo;
Concreto: argamassa + agregado graúdo;A estas associações, podem ser acrescidos aditivos e adições.

Contrariando o que é comumente difundido, a adição de agregados de maiores dimensões para compor o concreto não tem a finalidade, apenas, de diminuir o custo do seu volume unitário. As razões, além da redução do custo, são também os ganhos significativos relacionados à sua funcionalidade e vida útil, uma vez que tais agregados garantem menos retração na cura (podendo ser 10 vezes menor que a retração apresentada pela pasta de cimento pura), evitando assim fissurações, e garantindo menor fluência (também podendo chegar a ser 10 vezes menor que a fluência apresentada pela pasta de cimento pura).Historicamente, os romanos foram os primeiros a usar uma espécie de concreto para assentar seus tijolos cerâmicos maciços. Eles utilizavam, como cimento, pozolana natural e cal. Embora o primeiro uso seja muito antigo, o cimento e concreto ficaram esquecidos por conta da ruralização da Europa na idade média. O material só veio a ser novamente desenvolvido e pesquisado no século XIX.
O concreto simples possui uma razoável resistência a compressão (esmagamento), entretanto uma baixa resistência a tração (cerca de 10% do valor da compressão). Como na maioria das estruturas é comum se encontrar os dois tipos de esforços, o uso do concreto se dá normalmente junto com um outro material (na maioria das vezes aço carbono).

O tipo de armadura empregada caracteriza o concreto. Usualmente, chama-se de concreto armado, quando o aço é disposta nos locais apropriados (armadura passiva). Quando o aço colocado na estrutura sofre a aplicação de um alongamento (tracionado antes ou depois de concretado), recebe o nome de concreto protendido.Além disso, existem vários tipos de concretos especiais, como o concreto autoadensável, concreto leve, concreto pós-reativo, concreto translúcido, concreto colorido, concreto com fibras, que são utilizados de acordo com necessidades específicas de cada projeto.


bookmark_borderO que é xaxim

xaxim | s. m.
xa·xim |ch| xa·xim |ch|
(origem duvidosa )
nome masculino

1. [Brasil]   [Brasil]   [Botânica]   [Botânica]   Feto arborescente (Dicksonia sellowiana), de caule fibroso e espesso, que pode atingir 4 metros de altura (ex.: o xaxim está ameaçado de extinção). = SAMAMBAIAÇU

2. [Brasil]   [Brasil]   Massa fibrosa e leve que constitui o caule desse feto, composta de raízes adventícias entrelaçadas, muito usada em floricultura (ex.: placa de xaxim; xaxim em pó para adubar).

3. [Brasil]   [Brasil]   Vaso ou floreira feitos dessa massa (ex.: a chave da porta está debaixo do xaxim).

Sinónimo Sinônimo Geral: XANXIM


substantivo masculino [Brasil] Designação do tronco de certas plantas clateáceas muito empregadas em floricultura, sobretudo como suporte de plantas ornamentais.
Qualquer dessas plantas.


O termo xaxim pode se referir a certas pteridófitas (avencas ou samambaias) arborescentes, ou ainda, ao tronco destas, o qual pode ser serrado em pequenos segmentos que são utilizados como substrato para o crescimento de outras plantas, geralmente epífitas como orquídeas. A espécie mais conhecida destas plantas é a Dicksonia sellowiana, da família das dicksoniáceas, nativa da Mata Atlântica e América Central (especialmente dos estados de Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, no Brasil). O xaxim também é conhecido pelo nome de sambambaiaçu, termo originário da língua tupi que significa “samambaia grande” . Devido a sua beleza, praticidade e diferenciais a exploração do seu caule para fabricação de vasos se tornou bastante comum, bem como sua utilização em projetos de jardins e construções. O modismo do uso do xaxim, como suporte para orquídeas e bromélias, também surgiu por ser muito mais barato do que um vaso de barro.
Essas atividades levaram o xaxim a entrar na lista das espécies ameaçadas de extinção do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). Isso porque, além da exploração desenfreada, ao retirar a planta de seu habitat natural e plantar em lugares inadequados, ela morre rapidamente, diminuindo a população da espécie e aumentando o risco de seu desaparecimento.


bookmark_borderO que é macadame

macadame | s. m.
ma·ca·da·me
nome masculino

1. Sistema de pavimento ou calcetamento de ruas ou estradas por meio de brita e saibro que se recalca com um cilindro.

2. Lugar ou estrada que se empedrou por esse processo.


substantivo masculino Sistema de pavimentação de ruas e estradas com pedra britada e saibro, que se acamam por meio de rolos compressores.
Etimologia (origem da palavra macadame). Do nome do inventor, McAdam.


Macadame (do inglês Macadam) é um tipo de pavimento para estradas desenvolvido pelo engenheiro escocês John Loudon McAdam, circa 1820. O processo recebeu o nome de Macadam em homenagem ao seu criador McAdam.
Consiste em assentar três camadas de pedras postas numa fundação com valas laterais para enxugo da água da chuva. As duas primeiras camadas, a uma profundidade de aproximadamente 20 cm, recebem brita de tamanho máximo 7,5 cm. A terceira camada é feita com 2 camadas de 5 cm, cheias de pedra de tamanho máximo de 2,5 cm. Cada camada é calçada com um rolo pesado (um cilindro), fazendo com que as pedras se acamem umas nas outras. Este assentamento de sucessivas camadas de pedra gradualmente menor, de modo que as pedras maiores sirvam de base sólida e levando a que o cascalho fino nivele o solo, é conhecido como macadam water-bound. Embora este método requeira intensa mão-de-obra, resulta num pavimento forte e enxuto.
As estradas construídas desta maneira foram designadas como “macadamizadas”. Com o advento dos veículos motorizados, a poeira tornou-se num problema sério em estradas de macadame. O vácuo criado pelos veículos locomovendo-se ràpidamente suga o pó da superfície da estrada, levantando nuvens de poeira, destruindo o pavimento. Esse problema foi corrigido mais tarde pulverizando alcatrão na superfície, criando o Tarmac (alcatrão sobre macadame, tradução para tar-bound macadam).
As estradas em macadame vão sendo alcatroadas na maioria dos países. No entanto alguns preservam largos troços de via, como a Rodovia Nacional, nos Estados Unidos, devido ao seu uso ancestral. Em algumas partes dos Estados Unidos (por exemplo, partes da Pensilvânia) o macadame ainda é frequentemente usado, mesmo que possa fazer-se pavimentação com asfalto de cimento (concreto).
A primeira estrada macadame no Brasil, em um dos chamados Caminhos do mar de São Paulo, ficou conhecida como Calçada de Lorena, aberta ao final do século XVIII, em função das precárias condições do Caminho do Padre José de Anchieta. Deste modo, em 1790 iniciou-se uma nova via, calçada de pedras, por determinação do governador da capitania de São Paulo, Bernardo José Maria de Lorena. As obras ficaram a cargo do Brigadeiro João da Costa Ferreira, engenheiro da Real Academia Militar de Lisboa. Concluída em 1792, estendia-se por 50 km, reduzindo em cerca de 20% o percurso entre Santos e São Paulo de Piratininga. No Rio, a Estrada União e Indústria, foi construída pelo empresário Mariano Procópio e inaugurada em 1861 por D. Pedro II ligando Juiz de Fora-MG a Petrópolis-RJ. No Brasil foi o macadame muito utilizado nas estradas que cortam o estado de Alagoas. Em Pomerode, no estado de Santa Catarina, o macadame ainda é largamente usado para pavimentar ruas mais distantes do centro.


bookmark_borderO que é matéria-prima

matéria-prima | s. f.
ma·té·ri·a·-pri·ma
substantivo feminino

Substância essencial à fabricação de um produto (ex.: a lã é matéria-prima na indústria têxtil).Plural: matérias-primas. Plural: matérias-primas.



Matéria-prima é um produto natural ou semimanufaturado que deve ser submetido a um processo produtivo até tornar-se um produto acabado. As matérias-primas podem ser de origem animal, vegetal ou mineral.Em processos químicos, as matérias-primas são classificadas em sólidos, líquidos, suspensões e gases.[carece de fontes?]