bookmark_borderO que é verticilo

verticilo | s. m.
ver·ti·ci·lo
nome masculino

1. [Botânica]   [Botânica]   Reunião de órgãos similares (folhas, botões, órgãos florais) inseridos à mesma altura, em volta de um eixo comum, como os raios de uma roda.

2. [Botânica]   [Botânica]   Nome dado ao conjunto dos órgãos dispostos circularmente em volta da parte central de uma flor.


substantivo masculino [Botânica] Conjunto de folhas, de flores ou de peças florais que, situadas no mesmo plano horizontal, partem de um eixo sustentador comum.


Em botânica o termo verticilo designa qualquer ponto do caule onde se insere um conjunto de peças foliáceas ou outros órgãos, vulgarmente designado nó.


bookmark_borderO que é gavinha

gavinha | s. f.
ga·vi·nha
(origem obscura )
nome feminino

[Botânica]   [Botânica]   Cada um dos apêndices filiformes da videira e outras plantas sarmentosas e trepadeiras. = ABRAÇO, CIRRO, TESOURINHA


substantivo feminino Órgão vegetal através do qual algumas plantas se ligam a outras ou se fixam àquilo que as rodeiam.
Etimologia (origem da palavra gavinha). De origem questionável.


Gavinha é um órgão preênsil presente nas plantas trepadeiras. São estruturas filiformes, simples ou bifurcadas na extremidade, com a função de agarrar ramos, galhos, folhas, ou qualquer outro objeto que sirva de apoio para a planta em crescimento. O termo gavinha é de origem obscura. As gavinhas são normalmente ramos ou folhas modificadas, mas podem ter origem em qualquer órgão aéreo da planta, inclusive flores. Suas funções são ajudar na fixação da planta e no crescimento.
O enrolamento típico da gavinha se dá pela inibição do crescimento da área em contato com o objeto estranho, enquanto o outro lado do órgão é estimulado a crescer normalmente, de forma que a gavinha é forçada a curvar-se em volta do aparato, agarrando-o. É comum haver um rápido espessamento e um acréscimo a consistência e resistência da gavinha após sua fixação. Certas espécies apresentam folhas compostas, em que apenas o folíolo terminal é transformado em gavinha, enquanto os outros são normais.
Entretanto, nem todas as gavinhas enrolam-se sobre galhos. No gênero Macfadyena, da família Bignoniaceae, as gavinhas bifurcadas são curtas e rígidas como espinhos, e engancham-se sobre irregularidades da superfície de troncos e paredes.A espécie unha-de-gato recebeu seu nome científico devido a esta característica.


bookmark_borderO que é touceira

touceira | s. f.
tou·cei·ra
(touça + -eira )
nome feminino

1. Grande touça.

2. Conjunto de rebentos de plantas da mesma espécie que nascem muito próximos uns dos outros.

Sinónimo Sinônimo Geral: TOICEIRA


substantivo feminino Grande touça ou moita.
Parte da árvore cujo caule foi cortado e que fica viva no solo. (Sin.: cepa.).
Conjunto dos rebentos de uma planta.


Touceira ou toiceira pode ser:

uma grande moita;
a parte da árvore que fica no solo depois de cortado o caule;
o conjunto de filhos de uma planta.


bookmark_borderO que é indúsio

indúsio | s. m.
in·dú·si·o
nome masculino

1. Túnica que as damas romanas usavam por baixo dos vestidos e lhes servia de camisa.

2. O mesmo que indúsia.


substantivo masculino Túnica que, servindo de camisa, era usada por baixo dos vestidos pelas damas romanas.
[Botânica] Projeção da epiderme foliar dos fetos, que cobre e protege o soro. Var desus: indúsia.
[Entomologia] Membrana da larva dos insetos que serve de revestimento.
Circunvolução do lobo olfativo do corpo caloso.
Etimologia (origem da palavra indúsio). Do latim indusiu.


Indúsio é a proteção dos esporângios (estruturas que formam e guardam esporos) que alguns fungos e plantas do grupo das Pteridófitas possuem.


bookmark_borderO que é funículo

funículo | s. m.
fu·ní·cu·lo
nome masculino

1. Pequena corda.

2. [Botânica]   [Botânica]   Cavidade do pericarpo.

3. [Anatomia]   [Anatomia]   Cordão espermático.

4. [Botânica]   [Botânica]   Fio que liga a semente à placenta.


substantivo masculino Pequeno cordão.
[Medicina] Cordão umbilical.
[Botânica] Fino cordão que liga o óvulo à placenta.


Funículo (do latim funicŭlu-, «cordel», «pequena corda») é a designação dada em diversos ramos da biologia e da biomedicina, especialmente na anatomia de diversos grupos biológicos e na morfologia vegetal, a estruturas de ligação finas e filiformes que liguem partes de um órgão ou um órgão a uma estrutura de suporte.
O termo é utilizado no seguinte contexto:

Anatomia humana
Funículo lateral — a porção lateral da medula espinal composta por substância branca;
Funículo anterior — uma estrutura da medula espinal;
Funículo posterior — uma estrutura da medula espinal;
Anatomia animal
Funículo antenal — a região de ligação das antenas dos insetos;
Anatomia vegetal
Funículo ovular — o órgão peduncular que suporta o óvulo vegetal, fixando-o à placenta;
Reprodução
Funículo espermático — a estrutura formada pelo epidídimo e pelos tecidos que o circundam;
Funículo umbilical — parte do cordão umbilical dos mamíferos.


bookmark_borderO que é cotilédone

cotilédone | s. m.
co·ti·lé·do·ne
(grego kotulédon, -ónos, buraco, cavidade )
nome masculino

1. [Anatomia]   [Anatomia]   Lóbulo da placenta dos ruminantes.

2. [Botânica]   [Botânica]   Lóbulo carnudo ou foliáceo que se insere no eixo da plântula ou embrião vegetal, na semente.

cotilédone epigeu • [Botânica]   • [Botânica]   Aquele que depois da germinação se eleva na extremidade do colo que o separa da radícula.


substantivo masculino [Anatomia] Cada um dos lobos da placenta.
Órgão apendicular que faz parte do embrião dos vegetais fanerogâmicos, o qual é constituído pelas primeiras folhas das plantas.


Cotilédones são o primeiro par de folhas embrionárias que surgem dos embriões das espermatófitas, irrompendo durante a germinação das sementes.
São estruturalmente diferentes das outras folhas, uma vez que cumprem uma função especial para a subsistência deste ser vivo, contribuindo com suas reservas de nutrientes para alimentar a plântula em desenvolvimento, enquanto esta não pode ainda produzir a quantidade suficiente de nutrientes através da fotossíntese.

As sementes das monocotiledôneas possuem apenas um cotilédone, enquanto as eudicotiledôneas possuem dois. Nas gimnospérmicas, o número de cotilédones é variável.É importante lembrar de que nessas sementes (monocotiledôneas e eudicotiledôneas), os cotilédones são carnosos e grandes, e o endosperma é reduzido.
Monocotiledôneas possuem raiz fasciculada (lembra uma cabeleira), flores trímeras (elementos florais são múltiplos de 3), caule não forma tronco e não cresce em espessura e folhas são paralelinérveas.
Eudicotiledôneas possuem raiz axial ou pivotante (há um eixo principal). flores são tetrâmera ou pentâmeras, caule cresce em espessura e forma tronco e folhas são largas e reticulinérveas.


bookmark_borderO que é cormo

cormo | s. m.
cor·mo |ô| cor·mo |ô|
(grego kormós, -oû, tronco )
nome masculino

1. Tronco dos animais.

2. Eixo vegetal com tecidos diferenciados.Plural: cormos |ô|. Plural: cormos |ô|.


substantivo masculino [Botânica] Expansão bulbiforme subterrânea do caule de certas plantas, tais como gladíolo e açafrão, que produz folhas membranosas ou escamosas e gomos na superfície superior, e raízes comumente na inferior. Age como uma estrutura vegetativa reprodutora.
[Zoologia] Corpo inteiro ou colônia de um animal composto.
Etimologia (origem da palavra cormo). Do grego kormós.


Cormo é a designação dada em botânica ao órgão subterrâneo de armazenamento de algumas plantas, composto de uma haste vertical, engrossada por tecidos de reserva, no topo da qual uma gema produz raízes e brotos. É semelhante em função e estrutura ao rizoma.No inverno muitas plantas perdem suas folhas completamente,e somente permanece o cormo,que irá brotar no ano seguinte após o inverno e garantir a sobrevivência da planta na estação fria.No caso das bananeiras, tais órgãos, utilizados para a reprodução vegetativa da espécie em bananais, designam-se como “socas”.
Um bom exemplo de cormo é encontrado nos gladiolus.
(1) Eixo das Tracheophyta, formado pela raíz e pelo “caule”, o qual se diferencia da raíz por apresentar folhas (2) Caule subterrâneo sólido desprovido de catáfilos ou ou com eles pouco desenvolvidos (3) Caule muito curto e grosso.
Ver também: colmo


bookmark_borderO que é fronde

fronde | s. f.
fron·de
nome feminino

1. Expansão membranosa das plantas acotiledóneas .

2. Folhagem de palmeiras, fetos.

3. [Por extensão]   [Por extensão]   Ramagem de árvores, ramo.


substantivo feminino [Botânica] Copa das árvores.
A folhagem ou rama dos fetos e das palmeiras.
substantivo feminino plural Ramos de árvores folhudas.


Em botânica, fronde é o conjunto de folhas (adultas) das pteridófitas, que podem variar desde alguns milímetros até ultrapassar mais de dois metros de comprimento, formada por pecíolo e lâmina.


bookmark_borderO que é umbela

umbela | s. f.
um·be·la |é| um·be·la |é|
(latim umbella, -ae, guarda-sol, diminutivo de umbra, -ae, sombra )
nome feminino

1. Chapéu-de-sol ou guarda-chuva, geralmente de cor clara. = SOMBRINHA, UMBRELA

2. [Religião católica]   [Religião católica]   Pálio pequeno em forma de chapéu-de-sol.

3. [Botânica]   [Botânica]   Modo de inflorescência em forma de chapéu-de-sol.

4. Objecto em forma de guarda-chuva. = UMBRELA


substantivo feminino Pequeno chapéu-de-sol de senhora; sombrinha.
Espécie de pálio redondo, franjado.
[Botânica] Modo de inflorescência em que os pedúnculos, como no funcho, partem todos do mesmo ponto para elevarem-se ao mesmo nível, como varetas de guarda-sol: distinguem-se as umbelas simples das umbelas compostas. (Var.: umbrela.).
[Botânica] Umbela parcial, reunião de flores de uma umbela e que têm o mesmo pedúnculo.


Uma umbela, em botânica, é o termo utilizado para um conjunto de flores que partem os pedicelos, iguais, do eixo central, com formato de um guarda-chuva. Ou seja, é uma inflorescência em forma de guarda-chuva.
Pode ser pseudo-umbela quando parte de ou formam flores “falsas”, como por exemplo, brácteas.
Pode ser simples ou composta.
O termo vem do latim umbra, que significa sombra ou treva, aplicado em algumas línguas, como italiano e inglês, para guarda-chuva, ombrello e umbrella respectivamente.


bookmark_borderO que é hercogamia

Palavra não encontrada. Se procurava uma das palavras seguintes, clique nela para consultar a sua definição. errogaria (norma brasileira)
Caso a palavra que procura não seja nenhuma das apresentadas acima, sugira-nos a sua inclusão no dicionário.


substantivo feminino [Botânica] Impossibilidade ou quase impossibilidade de polinização direta, em muitas flores, proveniente da disposição dos estames e carpelos, uns em relação aos outros.
Etimologia (origem da palavra hercogamia). Herco + gamo + ia.


Hercogamia é uma estratégia seguida pelas angiospérmicas hermafroditas para reduzir a interferência sexual entre a função masculina (anteras) e feminina (estigma) através da separação espacial entre as anteras e o estigma.