bookmark_borderO que é singularismo

Palavra não encontrada. Se procurava uma das palavras seguintes, clique nela para consultar a sua definição. singularíssimo singularizo singular ismo singularizou secularismo singularizei singularizem singularizam singularizai (norma europeia, na grafia pós-Acordo Ortográfico e norma brasileira)
Caso a palavra que procura não seja nenhuma das apresentadas acima, sugira-nos a sua inclusão no dicionário.


substantivo masculino Singularidade; qualidade do que é singular, único, excêntrico.
Excentricidade; modo de se comportar ou de falar excêntrico, diferente.
Originalidade; qualidade do que não é comum.
Etimologia (origem da palavra singularismo). Singular + ismo.


O Singularismo é uma corrente Estética iniciada nos finais do séc.XX em Portugal aplicada em criação artística e que prossupõe uma metodologia colectivista no processo de concepção, apoiada numa experiência acumulada com o pressuposto da obtenção de obras mais inesperadas e singulares por serem o resultado de vários intervenientes, e não por serem a resultante de um único indivíduo iluminado.


bookmark_borderO que é manifesto

manifesto | adj. | s. m. 1ª pess. sing. pres. ind. de manifestar
ma·ni·fes·to |é| ma·ni·fes·to |é|
adjectivo adjetivo

1. Patente, público, notório.

2. Evidente, claro.nome masculino

3. Exposição (geralmente escrita) em que se manifesta o que é preciso, ou o que se deseja que se saiba.

4. Coisa manifestada.

5. Declaração feita à alfândega, ou suas delegações, dos géneros que se trazem sujeitos a direitos.

dar ao manifesto • Fazer essa declaração.
ma·ni·fes·tar ma·ni·fes·tar – Conjugar
verbo transitivo

1. Tornar manifesto, patentear, publicar.

2. Dar indícios de.

3. Expor, apresentar.

4. Dar ao manifesto (na alfândega).verbo pronominal

5. Declarar-se.

6. Aparecer.

7. Tornar-se visível, descobrir-se.


substantivo feminino Declaração formal que, geralmente escrita, transmite intenções, opiniões, decisões ou ideias políticas, particulares a uma pessoa ou a um grupo de pessoas. manifesto de apoio ao presidente.
Declaração divulgada publicamente com variados propósitos.
Documento com a lista de mercadorias transportadas que, antes do desembarque, deve ser entregue na alfândega.
Listagem de bens para fiscalização.
adjetivo Inegável; que não se consegue negar; que não pode ser contestado nem ocultado: uma opinião manifesta; ponto de vista manifesto.
Que se percebe por meio de indícios ou evidências: doença com sintomas manifestos.
Etimologia (origem da palavra manifesto). Do latim manifestus.a.um.


Na literatura, define-se manifesto como um texto de natureza dissertativa e persuasiva, uma declaração pública de princípios e intenções, que objetiva alertar um problema ou fazer a denúncia pública de um problema que está ocorrendo, normalmente de cunho político. O manifesto destina-se a declarar um ponto de vista, denunciar um problema ou convocar uma comunidade para uma determinada ação. Ele tem uma estrutura, relativamente, livre, mas com alguns elementos indispensáveis, tais como: título, identificação e análise do problema, argumentos que fundamentam o ponto de vista do(s) autor(es), local, data, assinaturas dos autores e, até, dos simpatizantes da causa.
Na transição da era moderna para a contemporânea, os artistas, além de utilizar os dispositivos tecnológicos comunicacionais em suas obras, passaram a necessitar dos produtos da comunicação para a divulgação de suas criações.


bookmark_borderO que é pop art

locução substantiva História da Arte. Movimento ligado à arte cujo propósito artístico concentra-se na forma figurativa de retratar o consumismo através de imagens, dos símbolos populares destinados à comunicação de massa e dos bens de consumo utilizados pela mesma.
Etimologia (origem de pop art). Do inglês pop art.


Pop art ou Arte pop é um movimento artístico surgido na década de 1950 no Reino Unido, mas que alcançou sua maturidade na década de 1960 nos Estados Unidos. O nome desta escola estético-artística coube ao crítico britânico Laurence Alloway (1926 – 1990) sendo uma das primeiras, e mais famosas imagens relacionadas ao estilo – que de alguma maneira se tornou paradigma deste – ,a colagem de Richard Hamilton (1922 – 2012): O que Exatamente Torna os Lares de Hoje Tão Diferentes, Tão Atraentes?, de 1956. A Pop art propunha que se admitisse a crise da arte que assolava o século XX desta maneira pretendia demonstrar com suas obras a massificação da cultura popular capitalista. Procurava a estética das massas, tentando achar a definição do que seria a (cultura pop), aproximando-se do que costuma chamar de kitsch.
Diz-se que a Pop art é o marco de passagem da modernidade para a pós-modernidade na cultura ocidental.
A defesa do popular traduz uma atitude artística adversa ao hermetismo da arte moderna. Nesse sentido, esse movimento se coloca na cena artística como uma das mãos que não se movia. Com o objetivo da crítica Tônica ao bombardeamento da sociedade capitalista pelos objetos de consumo da época, ela operava com signos estéticos de cores inusitadas massificados pela publicidade e pelo consumo, usando como materiais principais: gesso, tinta acrílica, poliéster, látex, produtos com cores intensas, fluorescentes, brilhantes e vibrantes, reproduzindo objetos do cotidiano em tamanho consideravelmente grande, como de uma escala de cinquenta para um,objeto pequeno , e depois ao tamanho normal.


bookmark_borderO que é novecentismo

Palavra não encontrada (na norma europeia, na grafia pré-Acordo Ortográfico).

Será que queria dizer novecentismo?

Outras sugestões: novecentista novecentos novecentistas novecentas noticiarismo (norma brasileira, na grafia pós-Acordo Ortográfico) novecentismos (norma brasileira)
Caso a palavra que procura não seja nenhuma das apresentadas acima, sugira-nos a sua inclusão no dicionário.


substantivo masculino Estilo próprio dos novecentistas ou escola novecentista.
Etimologia (origem da palavra novecentismo). Novecentos + ismo.


Novecentismo, Generació del 14 ou Vanguardias é a denominação de um movimento estético espanhol, inicialmente artístico e literário, mas estendido a outras áreas da cultura, o qual é genericamente associado às vanguardas artísticas e literárias do início do século XX. Reúne um grupo de autores, principalmente ensaístas, localizado entre a Geração de 98 e a Geração de 27 e nascido por volta de 1880, por isso também é identificado com a chamada Geração de 14. Entre seus principais membros estão José Ortega y Gasset, Manuel Azaña, Rafael Cansinos Assens, Eugênio d’Ors, José Bergamín, Ramón Gómez de la Serna, Juan Ramón Jiménez, Ramón Pérez de Ayala e Gabriel Miró.


bookmark_borderO que é pós-modernismo

pós-modernismo | s. m.
pós·-mo·der·nis·mo
(pós- + modernismo )
nome masculino

Conjunto de movimentos artísticos e literários heterogéneos surgidos a partir da segunda metade do século XX, que defendem modelos baseados na reacção contra as correntes modernistas e vanguardistas.Plural: pós-modernismos. Plural: pós-modernismos.



O pós-modernismo é um amplo movimento que se desenvolveu em meados do século XX através da filosofia, das artes, da arquitetura e da crítica, marcando um afastamento do modernismo. O termo tem sido aplicado de maneira mais geral para descrever uma era histórica que se segue à modernidade e às tendências dessa era.
O pós-modernismo é geralmente definido por uma atitude de ceticismo, ironia ou rejeição em relação ao que descreve como as grandes narrativas e ideologias associadas ao modernismo, muitas vezes criticando a racionalidade do Iluminismo e concentrando-se no papel da ideologia na manutenção do poder político ou econômico, principalmente na filosofia pós-moderna do pós-estruturalismo. Pensadores pós-modernos frequentemente descrevem reivindicações de conhecimento e sistemas de valores como contingentes ou socialmente condicionados, descrevendo-os como produtos de discursos e hierarquias políticas, históricas ou culturais. Alvos comuns da crítica pós-moderna incluem ideias universalistas de realidade objetiva, moralidade, verdade, natureza humana, razão, ciência, linguagem e progresso social. Assim, o pensamento pós-moderno é amplamente caracterizado por tendências à autoconsciência, autorreferencialidade, relativismo epistemológico e moral, pluralismo e irreverência.As abordagens críticas pós-modernas foram adquiridas nas décadas de 1980 e 1990 e foram adotadas em várias disciplinas acadêmicas e teóricas, incluindo estudos culturais, filosofia da ciência, economia, linguística, arquitetura, teoria feminista e crítica literária, além de movimentos artísticos em áreas como literatura, arte contemporânea e música. O pós-modernismo é frequentemente associado a pensamentos pós-estruturalistas como desconstrução e crítica institucional, além de filósofos como Jean-François Lyotard, Jacques Derrida e Fredric Jameson.
As críticas ao pós-modernismo são intelectualmente diversas e incluem argumentos de que o pós-modernismo promove obscurantismo, não tem sentido e que nada acrescenta ao conhecimento analítico ou empírico.


bookmark_borderO que é art déco

locução substantiva Estilo de decoração cujos aspectos contemplam às artes aplicadas, desenho industrial e arquitetura; tal estilo recorre aos traços geométricos, utilização de materiais comuns ou sofisticados e teve seu ápice na década de 1930, em Paris, França.
Tudo que pode se referir a esse estilo.
Etimologia (origem de art déco). Do francês art déco.


Art déco, por vezes referido apenas como Deco, é um estilo de artes visuais, arquitetura e design internacional que começou na Europa em 1910 (pouco antes da primeira guerra mundial), conheceu o seu apogeu nos anos 1920 e 1930 e declinou entre 1935 e 1939. O Art Déco afetou as artes decorativas, a arquitetura, o design de interiores e desenho industrial, assim como a moda, a pintura, as artes gráficas, o cinema e o design de vários tipos de meios de transporte (carros, trens e transatlânticos)[2] Seu nome tem origem da abreviação de Artes Decorativas, da Exposition internationale des arts décoratifs et industriels modernes (Exposição Internacional de Artes Decorativas e Industriais Modernas) realizada em Paris em 1925. Combinou estilos modernistas com habilidade fina e materiais ricos. Durante o seu auge, o Art Déco representou luxo, glamour, exuberância e fé no progresso social e tecnológico.
O pico da popularidade na Europa foi durante os “Felizes anos vinte” e continuou fortemente nos Estados Unidos, após os “Loucos Anos Vinte” através da década de 1930. Embora, na época, muitos movimentos de design tivessem raízes em intenções filosóficas ou políticas, o Art Déco, ao contrário, foi meramente decorativo. Na altura, este foi visto como estilo elegante, funcional e ultramoderno. No entanto, não pode ser considerado um movimento devido à ausência de uma doutrina unificadora que fornecesse conceitos e paradigmas definidos.O Art Déco era um pastiche de muitos estilos diferentes, às vezes contraditórios, unidos pelo desejo de ser moderno. Representou a adaptação pela sociedade em geral dos princípios do Cubismo, do exotismo e do princípio da Obra de Arte Total herdado do Art Nouveau. Sem abrir mão do requinte, os objetos têm decoração geometrizada nas arquiteturas, esculturas, joias, luminárias e móveis, mesmo quando são feitos com bases simples; o betão armado (concreto) podendo ser paramentado de madeira e outros ornamentos de bronze, mármore, prata, marfim etc. O Edifício Chrysler, o Empire State Building e outros arranha-céus de Nova York construídos durante as décadas de 1920 e 1930 são monumentos do estilo Art Déco.
Na década de 1930, durante a Grande Depressão, o estilo Art Déco tornou-se mais moderado. Novos materiais chegaram, incluindo cromagem, aço inoxidável e plástico. Uma forma mais elegante do estilo, chamada Streamline Moderno, surgiu na década de 1930; apresentava formas curvas e superfícies lisas e polidas. Art Deco é um dos primeiros estilos verdadeiramente internacionais, mas seu domínio terminou com o início da Segunda Guerra Mundial e a ascensão dos estilos de modernismo estritamente funcionais e sem adornos e o estilo internacional de arquitetura que se seguiu.