bookmark_borderO que é Reforma agrária

substantivo feminino Agricultura. Reorganização da estrutura agrícola de um país ou região, através de medidas que buscam equilibrar e promover a melhor distribuição de terras, cumprindo princípios de justiça social, desenvolvimento rural sustentável e crescimento da produção: o INCRA é o órgão governamental responsável pelas medidas relacionadas à Reforma agrária no Brasil.


Reforma agrária é a reorganização da estrutura fundiária com o objetivo de promover e proporcionar a redistribuição das propriedades rurais, ou seja, efetuar a distribuição da terra para realização de sua função social.


bookmark_borderO que é antifeminismo

antifeminismo | s. m.
an·ti·fe·mi·nis·mo
nome masculino

Doutrina adversa à do feminismo.


substantivo masculino Comportamento e/ou ideias que se opõem ao feminismo.
Etimologia (origem da palavra antifeminismo). Ant(i) + feminismo.


O antifeminismo é amplamente definido como a oposição a algumas ou todas as formas de feminismo. Esta oposição tomou várias formas através dos tempos e das culturas. Por exemplo, os antifeministas do final dos anos 1800 e início dos anos 1900 resistiram ao sufrágio feminino, enquanto antifeministas no final do século 20 se opuseram à Emenda aos Direitos da Igualdade dos Estados Unidos. O antifeminismo pode ser motivado pela crença de que as teorias feministas do patriarcado e as desvantagens sofridas pelas mulheres na sociedade são incorretas ou exageradas; que o feminismo como um movimento encoraja a misandria e resulta em dano ou opressão aos homens; ou apenas a oposição geral em relação aos direitos das mulheres.


bookmark_borderO que é ludismo

ludismo | s. m. ludismo | s. m.
lu·dis·mo 1
(latim ludus, -i, jogo, divertimento,distracção + -ismo )
nome masculino

Qualidade do que é lúdico. = LUDICIDADE
lu·dis·mo lu·dis·mo 2
(inglês luddism, de [Ned] Ludd, antropónimo [operário inglês do final do século XIX] )
nome masculino

[História]   [História]   Movimento inglês do final do século XIX que se opunha à mecanização e à industrialização. = LUDDISMO


substantivo masculino [História] Movimento que, contrário à industrialização e à mecanização do trabalho, teve sua origem na Inglaterra, no início do século XIX, e acreditava ser a tecnologia a razão do desemprego e da miséria; luddismo.
[Por Extensão] Qualquer ação que se oponha ao progresso tecnológico.
Etimologia (origem da palavra ludismo). Do inglês luddism, do nome Ned Ludd.
adjetivo Qualidade de lúdico, do que é feito ou desenvolvido a partir de jogos, brincadeiras ou atividades criativas.
Etimologia (origem da palavra ludismo). Ludi, do latim ludus, “divertimento” + ismo.


Ludismo ou luddismo foi um movimento de trabalhadores ingleses do ramo de fiação e tecelagem, ativo no início do século XIX, nos primórdios da Revolução Industrial, e que se notabilizou pela destruição de máquinas como forma de protesto. Os ludistas consideravam que o maquinário era usado, “de maneira fraudulenta e enganosa”, para contornar práticas laborais consolidadas pela tradição. A princípio, os ataques ludistas foram enfrentados a tiros pelos proprietários das máquinas. Afinal o movimento foi reprimido por forças militares, e o endurecimento da legislação britânica resultou em penas severas para os participantes do movimento.
Ao longo do tempo, prevaleceu o entendimento do termo ‘ludismo’ como um movimento de reação ao progresso técnico – à industrialização, à automação, à informatização ou a novas tecnologias em geral – embora tal entendimento seja objeto de revisão por parte dos historiadores.


bookmark_borderO que é cartismo

cartismo | s. m. cartismo | s. m.
car·tis·mo 1
(carta + -ismo )
nome masculino

[Política]   [Política]   Movimento político dos cartistas.
car·tis·mo car·tis·mo 2
(carte + -ismo )
nome masculino

[Automóvel]   [Automóvel]   Desporto praticado com o carte ou pequeno veículo automóvel de competição, sem caixa de velocidades , nem carroçaria ou suspensão.


substantivo masculino Doutrina ou sistema político dos cartistas portugueses.
Doutrinas e práticas de um grupo de reformadores políticos ingleses do século XIX, que advogavam melhores condições sociais e de trabalho para as classes operárias.
Etimologia (origem da palavra cartismo). Carta + ismo.
substantivo masculino [Esporte] Corrida disputada em cartes.
Etimologia (origem da palavra cartismo). Carte + ismo.


O cartismo caracteriza-se como um movimento social inglês que se iniciou na década de 30 do século XIX. Inicialmente, fundou-se na luta pela inclusão política da classe operária, representada pela London Working Men’s Association. Teve como principal base a carta escrita pelos radicais William Lovett e Feargus O’Connor, intitulada Carta do Povo, e enviada ao Parlamento Britânico.
Naquele documento percebem-se as seguintes exigências:

Sufrágio universal masculino (o direito de todos os homens ao voto);
Voto secreto através da cédula;
Eleição anual;
Igualdade entre os direitos eleitorais;
Participação de representantes da classe operária no Parlamento Britânico;Inicialmente as exigências não foram aceitas pelo Parlamento e um movimento rebelde teve início, através de comícios, abaixo-assinados e manifestações. Gradualmente, as propostas da carta foram sendo incorporadas e o movimento foi se enfraquecendo até sua desintegração.
É preciso ter em mente, no entanto, que o programa democrático radical do Cartismo não foi aceito pelos governantes e, num certo sentido, pode-se dizer que ele foi politicamente derrotado. Mas, apesar disso, os cartistas conseguiram mudanças efetivas, tais como a primeira lei de proteção ao trabalho infantil (1833), a lei de imprensa (1836), a reforma do Código Penal (1837), a regulamentação do trabalho feminino e infantil, a lei de supressão dos direitos sobre os cereais, a lei permitindo as associações políticas e a lei da jornada de trabalho de 10 horas.
O movimento perdeu a força com a organização dos primeiros sindicatos.
No final da década de 1860, as reivindicações pleitadas pelo cartismo acabariam sendo incorporadas à legislação inglesa.
Em Portugal, o termo cartismo tem um significado diverso, designando a tendência mais conservadora do liberalismo que surgiu após a revolução de 1820, centrada em torno da Carta Constitucional de 1826.
Recebe o nome de cartismo o primeiro movimento de massa das classes operárias da Inglaterra, ocorrido entre as décadas de 30 e 40 do século XIX, e que basicamente exigia melhores condições para os trabalhadores na indústria. Durante vários anos os cartistas realizaram comícios e manifestações por todo o país, nos quais participaram milhões de operários e artesãos.


bookmark_borderO que é naturismo

naturismo | s. m.
na·tu·ris·mo
(natura + -ismo )
nome masculino

1. Sistema ou teoria que atribuiu à natureza força terapêutica na cura de doenças.

2. Doutrina ou modo de vida que defende a harmonia com a natureza, nomeadamente na maneira de vestir, de comer, de tratar as doenças e de viver.Confrontar: naturalismo.


substantivo masculino Variação de naturalismo.
[Medicina] Teoria daqueles que acreditam que a natureza pode curar todas as doenças.
Sistema que preconiza um modo de vida acorde com as leis da natureza.
Etimologia (origem da palavra naturismo). Natura + ismo.


O naturismo (não confundir com naturalismo) é um conjunto de princípios éticos e comportamentais que preconizam um modo de vida baseado no retorno à natureza como a melhor maneira de viver e defendendo a vida ao ar livre, o consumo de alimentos naturais e a prática do nudismo, entre outras atitudes.


bookmark_borderO que é solidarismo

solidarismo | s. m.
so·li·da·ris·mo
(solidário + -ismo )
nome masculino

[Sociologia]   [Sociologia]   Doutrina ou sistema baseado na solidariedade e na defesa do bem comum.


substantivo masculino Doutrina social e moral baseada na solidariedade: solidarismo cristão.


Solidarismo, em sociologia, á a doutrina ou sistema baseado na solidariedade e na defesa do bem comum. Fortemente influenciado pela Doutrina Social da Igreja, o solidarismo teve como um de seus principais proponentes o jesuíta Heinrich Pesch. No Brasil foi desenvolvido pelo padre Fernando Bastos de Ávila e por Alberto Pasqualin