bookmark_borderO que é iceberg

iceberg | s. m.
iceberg |aicebérgue|
(palavra inglesa )
nome masculino

[Geologia]   [Geologia]   Massa de gelo que flutua nos mares polares depois de se ter desprendido de um glaciar . = AICEBERGUE, ICEBERGUE, GELEIRAPlural: icebergs. Plural: icebergs.


substantivo masculino Geleira; massa de gelo que flutua por ter se desprendido de um glaciar, extensa aglomeração de gelo, sendo movimentada ou levada pelo mar.
[Informal] Figurado. Quem é insensível ou emocionalmente duro: aquele presidente é um iceberg.
Pronuncia-se: /áisbergui/.
Etimologia (origem da palavra iceberg). Do inglês iceberg.


Um iceberg, aicebergue,, icebergue (do inglês iceberg, ultimamente do norueguês ijsberg, literalmente “montanha de gelo”) ou geleira, é um bloco ou massa de gelo de grandes proporções que, tendo se desprendido de uma geleira (por exemplo, das existentes nas calotas polares, originárias da era glacial), de um glaciar ou de uma plataforma de gelo continental, vagueia pelo mar, levado pelas águas dos mares árticos ou antárticos.


bookmark_borderO que é canal

canal | s. m.
ca·nal
(latim canalis, -e, fosso, tubo, cano, aqueduto, canal, leito )
substantivo masculino

1. Curso de água natural ou artificial utilizado para diversos fins, como irrigação, navegação, alimentação de fábricas ou de barragens, etc.

2. Braço de mar. = ESTREITO

3. Conduto.

4. Meio de comunicação entre emissor e receptor , na teoria da comunicação.

5. Cada uma das bandas de frequência em que pode emitir uma estação de televisão.

6. Estação que faz emissão radiofónica ou televisiva .

7. [Anatomia]   [Anatomia]   Nome genérico dado a diversos órgãos em forma de tubo.

8. [Arqueologia]   [Arqueologia]   Estria.

9. [Figurado]   [Figurado]   Meio, modo, via, intermédio.

10. Canavial.

11. [Encadernação]   [Encadernação]   Concavidade na superfície exterior do livro que se opõe à lombada. = CANELURA, GOTEIRA

canal deferente • [Anatomia]   • [Anatomia]   Canal que, nos mamíferos do sexo masculino, transporta os espermatozóides do testículo até à uretra.

canal de Wirsung • [Anatomia]   • [Anatomia]   Principal canal excretor do pâncreas, que se liga ao ducto biliar comum para fornecer sucos que auxiliam a digestão. = DUCTO DE WIRSUNG

canal intestinal • [Anatomia]   • [Anatomia]   O intestino.

canal raquidiano • [Anatomia]   • [Anatomia]   O mesmo que canal vertebral.

canal vertebral • [Anatomia]   • [Anatomia]   Canal formado pelo conjunto dos anéis ósseos de cada uma das vértebras, desde o atlas até ao osso sacro, que protege a medula espinal . = CANAL RAQUIDIANO


substantivo masculino Curso de água artificial cavado pelo homem e utilizado seja para navegação ou transporte, seja para irrigação ou drenamento de certas regiões, seja, ainda, para abastecimento de instalações industriais.
Braço de mar; estreito: o canal de Moçambique.
Conduto.
[Anatomia] Nome dado a diversos órgãos tubulares.
Em radiotelevisão, via de comunicação radielétrica à qual é reservada uma faixa mais ou menos ampla da faixa de frequência.
[Anatomia] Canal excretor, canal pelo qual se escoam as secreções das glândulas.
substantivo masculino plural [Figurado] Intermediário, intermédio, meio (pelo qual se consegue alguma coisa): requerer pelos canais competentes.
Canais de Havers, os canais alimentadores dos ossos longos.


Em hidráulica, canal é uma vala artificial, que pode ou não estar revestida de material que lhe dê sustentação e que se destina a passagem da água. Um canal de navegação é um “caminho” na água, que se encontra balizado por forma a criar um esquema de separação de tráfego que garanta a segurança da navegação.


bookmark_borderO que é maré

maré | s. f. Será que queria dizer mare?
ma·ré
(francês marée )
nome feminino

1. Aumento periódico do volume das águas do oceano.

2. [Figurado]   [Figurado]   O fluxo e o refluxo dos acontecimentos humanos.

3. Razão.

4. Ocasião propícia.

5. Conjunto de circunstâncias num determinado momento (ex.: maré de azar, maré de sorte).

6. Boa disposição.

estar de maré • Estar bem-disposto.

maré alta • Nível mais alto da maré. = MARÉ CHEIA,PREIA-MAR

maré baixa • Nível mais baixo da maré. = BAIXA-MAR, MARÉ VAZIA

maré cheia • O mesmo que maré alta.

maré de águas vivas • Maré que ocorre na lua nova e na lua cheia, quando, devido à conjunção da Lua e do Sol, as marés altas são maiores e as marés baixas são menores. = MARÉ DE SIZÍGIA, MARÉ VIVA

maré de rosas • Tempo de prosperidade.

maré de sizígia • O mesmo que maré de águas vivas.

maré negra • Concentração ou mancha de petróleo ou material poluente afim que se encontra a flutuar no mar e se aproxima da costa, com consequências muito nefastas a nível ambiental.

maré vazia • O mesmo que maré baixa.

maré viva • O mesmo que maré de águas vivas.

remar contra a maré • Trabalhar em vão; lutar contra força maior; ir muito devagar e com muito custo.


substantivo feminino Movimento regular e periódico das águas do mar, responsável pela sua subida e descida: maré baixa e maré alta.
[Figurado] Grande quantidade; multidão: uma maré humana invadiu a praça.
[Figurado] Estado de ânimo; disposição, humor.
[Figurado] Circunstâncias que ocorrem num dado momento; conjuntura.
[Figurado] Força que estimula os comportamentos, as ações, os desenvolvimentos e atrasos.
expressão Corrente de maré. Corrente determinada pelo fluxo e refluxo das águas.
Maré baixa. Fim da jusante; baixa-mar.
Maré descendente. Maré jusante ou refluxo da maré.
Maré alta. Máximo do fluxo.
Maré montante. Movimento do mar quando seu nível se eleva.
Contra os ventos e as marés. Mesmo com todas as dificuldades.
Etimologia (origem da palavra maré). Do francês marée.


Marés são as alterações cíclicas do nível das águas do mar causadas pelos efeitos combinados da rotação da Terra com as forças gravitacionais exercidas pela Lua e pelo Sol (este último com menor intensidade, devido à distância) sobre o campo gravítico da Terra. Os efeitos das marés traduzem-se em subidas e descidas periódicas do nível das águas cuja amplitude e periodicidade é influenciada por factores locais.


bookmark_borderO que é portulano

portulano | s. m.
por·tu·la·no
(italiano portolano )
nome masculino

1. Carta de navegar usada na Antiguidade .

2. Livro que contém indicações técnicas dos portos, das costas e das correntes.


substantivo masculino [Marinha] Carta naval (marítima) utilizada pelas pessoas que navegavam pelo mar Mediterrâneo na Antiguidade.
Tipo de guia de navegação que, tendo origem no final da Idade Média, traz descrições dos portos, costas marítimas, normalmente, representado em papiro; guia que pode ser definido pelas teias (linhas) utilizadas para representar as direções de uma bússola; carta-portulano.
Compêndio que contém os mapas e/ou as instruções marítimas.
[Por Extensão] Que se pode referir as cartas marítimas.
[Por Extensão] Coleção que apresenta os mapas dispostos em formato de livro, sendo utilizada para descrever os portos e maneiras de entrar e sair deles.
Etimologia (origem da palavra portulano). De origem questionável.


Um portulano (do latim “portus”, porto), ou portolano, é uma antiga carta náutica Europeia, datada do século XIII ou posterior, que tinha a função de fornecer direções e distâncias aproximadas entre os principais portos europeus e africanos.


bookmark_borderO que é escolho

escolho | s. m. 1ª pess. sing. pres. ind. de escolher
es·co·lho |ô| es·co·lho |ô|
nome masculino

1. Penhasco que está de todo escondido ou só à superfície do mar.

2. [Figurado]   [Figurado]   Perigo; obstáculo.Plural: escolhos |ó|. Plural: escolhos |ó|.
es·co·lher |ê| es·co·lher |ê| – Conjugar
verbo transitivo

1. Fazer escolha de.

2. Preferir.

3. Estremar.

4. Separar.

5. Marcar.verbo intransitivo

6. Optar.


substantivo masculino Marinha Topo de rochedo, à flor da água; recife.
[Figurado] Obstáculo, perigo.


Um escolho, em navegação marítima, é um topo de rochedo, à flor da água ou um arrecife. Geralmente não apresenta vegetação e tem superfície considerada demasiado pequena para que alguém possa habitar, o que o diferencia de uma ilhota.
O termo vem do latim scopulus, através do italiano scoglio («obstáculo» ou «impedimento», em português).


bookmark_borderO que é tripulação

tripulação | s. f. derivação fem. sing. de tripular
tri·pu·la·ção
(tripular + -ção )
nome feminino

1. Acto ou efeito de tripular.

2. [Marinha]   [Marinha]   Conjunto dos marinheiros embarcados para o serviço de um navio.

3. [Aeronáutica]   [Aeronáutica]   Conjunto os tripulantes ou das pessoas que trabalham a bordo de um avião ou de uma nave espacial . = EQUIPAGEM
tri·pu·lar tri·pu·lar – Conjugar
(origem obscura )
verbo transitivo

1. Equipar, prover de tripulação (ex.: tripular um navio). ≠ DESTRIPULAR

2. Governar como piloto ou co-piloto (ex.: tripular uma embarcação; tripular uma aeronave). = CONDUZIR, DIRIGIR, PILOTARConfrontar: tripolar.


substantivo feminino Conjunto das pessoas responsáveis pela manutenção ou pelos serviços prestados numa aeronave.
Reunião dos passageiros ou funcionários de um navio.
Pessoas que viajam num veículo de transporte coletivo: tripulação ônibus, avião, navio.
Etimologia (origem da palavra tripulação). Tripular + ção.


Tripulação ou equipagem é a equipe que realiza a manutenção das atividades primordiais ao bom funcionamento de meios de transporte, sejam estes aéreos, aquáticos ou terrestres.Geralmente uma tripulação é organizada de forma hierárquica, tendo como chefe um capitão ou comandante.