bookmark_borderO que é cachalote

cachalote | s. m.
ca·cha·lo·te |ó| ca·cha·lo·te |ó|
(alteração de *cacholote, de cachola + -ote )
substantivo masculino

[Zoologia]   [Zoologia]   Mamífero cetáceo (Physeter macrocephalus) dentado, de comprimento até 20 metros, encontrado em mares temperados e tropicais.


substantivo masculino Mamífero da ordem dos cetáceos, de dimensões comparáveis às da baleia, mas das quais difere por ter dentes no maxilar inferior.
O cachalote é carnívoro, alimentando-se de grandes presas. Sua enorme cabeça está cheia de um óleo chamado espermacete, chegando a pesar 5 toneladas. Os resíduos da digestão do cachalote formam em seu intestino a substância denominada âmbar cinzento.


O cachalote ou cacharréu (Physeter macrocephalus) é o maior dos cetáceos com dentes bem como o maior animal com dentes existente. Mede até 20 metros de comprimento. Este cetáceo (grande animal marinho) tem, como característica distintiva, possuir na cabeça uma substância cerosa de cor leitosa (óleo): o espermacete. A enorme cabeça e a forma distintiva do cachalote, bem como o seu papel na obra Moby Dick de Herman Melville, levaram muitos a descreverem o cachalote como o arquétipo de “baleia”.
O cachalote foi caçado nas águas dos arquipélagos portugueses da Madeira e Açores até 1981 e 1984 respectivamente.


bookmark_borderO que é boto

boto | s. m. boto | s. m. boto | s. m. boto | adj. 1ª pess. sing. pres. ind. de botar
bo·to |ô| bo·to |ô| 2
(origem controversa )
nome masculino

1. [Zoologia]   [Zoologia]   Designação comum a vários cetáceos, de água doce ou salgada.

2. [Zoologia]   [Zoologia]   O mesmo que golfinho.

3. [Brasil, Informal]   [Brasil, Informal]   Pessoa ou coisa de grandes dimensões.
bo·to |ô| bo·to |ô| 3
(concani bhat, do sânscrito bhatta, brâmane letrado )
nome masculino

Sacerdote hindu.
bo·to |ó| bo·to |ó| 4
(origem controversa )
nome masculino

[Regionalismo]   [Regionalismo]   Vasilha para líquidos feita da pele de certos animais. = ODRE
bo·to |ô| bo·to |ô| 1
(espanhol boto )
adjectivo adjetivo

1. Que perdeu o gume ou a ponta, não podendo por isso cortar ou furar como antes. = EMBOTADO, ROMBO, ROMBUDO ≠ AFIADO

2. Que é deformado, torto (ex.: pés botos).

3. Diz-se do dente que sofre pela mastigação do que é muito ácido.

4. Que está parado ou entorpecido. = HEBETADO, MOLE, MOLENGÃO, PREGUIÇOSO

5. Que ouve mal. = MOUCO, SURDO

6. [Figurado]   [Figurado]   Que é pouco inteligente. = EMBOTADO, ROMBO, ROMBUDOPlural: botos |ô|. Plural: botos |ô|.
bo·tar bo·tar 3- Conjugar
(redução de desbotar )
verbo transitivo e intransitivo

[Pouco usado]   [Pouco usado]   Tirar ou perder a cor ou a vivacidade. = DESBOTAR, ESMAECER ≠ AVIVAR
bo·tar bo·tar 2- Conjugar
(boto + -ar )
verbo transitivo

[Pouco usado]   [Pouco usado]   Tornar boto ou rombo; tirar o gume de. = EMBOTAR, REBOTAR
bo·tar bo·tar 1- Conjugar
(francês antigo boter, hoje francês bouter, empurrar para fora )
verbo transitivo

1. Atirar ou lançar para fora. = DEITAR, EXPULSAR

2. [Informal]   [Informal]   Deixar ficar algo num lugar ou numa situação (ex.: bota aí o que roubaste). = COLOCAR, PÔR ≠ RETIRAR, TIRAR

3. [Informal]   [Informal]   Colocar uma peça de vestuário ou um acessório (ex.: botou o chapéu na cabeça). = PÔR ≠ RETIRAR, TIRAR

4. Atribuir algo a alguém (ex.: botou as culpas no mais fraco).verbo transitivo e pronominal

5. [Informal]   [Informal]   Levar ou levar-se até um lugar ou uma situação (ex.: botou o caso nos jornais; botou-se em sarilhos). = COLOCAR, PÔRverbo transitivo e intransitivo

6. Expelir ovos. = PÔRverbo intransitivo

7. Dar flor ou fruto; florescer ou frutificar.verbo pronominal

8. [Informal]   [Informal]   Partir para outro sítio (ex.: botou-se para o estrangeiro para fugir à justiça). = IR-SE

9. [Informal]   [Informal]   Atirar-se, lançar-se (ex.: botou-se aos pés dele, pedindo perdão).verbo auxiliar

10. [Informal]   [Informal]   Usa-se, seguido de um verbo no infinitivo, precedido pela preposição a, para indicar início da acção (ex.: botaram a fugir; botou-se a correr). = COMEÇAR, PÔR-SE

botar para derreter • [Brasil, Informal]   • [Brasil, Informal]   O mesmo que botar para quebrar.

botar para foder • [Brasil, Calão]   • [Brasil, Tabuísmo]   O mesmo que botar para quebrar.

botar para jambrar • [Brasil, Informal]   • [Brasil, Informal]   O mesmo que botar para quebrar.

botar para quebrar • [Brasil, Informal]   • [Brasil, Informal]   Agir ou decidir de forma dinâmica e enérgica.

• [Brasil, Informal]   • [Brasil, Informal]   Transformar muito um estado de coisas ou uma actividade . = REVOLUCIONAR ≠ CONSERVAR, MANTER

• [Brasil, Informal]   • [Brasil, Informal]   Ter grande sabedoria ou exigência.

botar para rachar • [Brasil, Informal]   • [Brasil, Informal]   O mesmo que botar para quebrar.


Boto vem do verbo botar. O mesmo que: assento, aterro, pouso, coloco, ponho, deito, emboto, visto, calço.


Boto é uma palavra portuguesa para designar, de forma geral, golfinhos. Em Portugal, no século XX, a palavra tem caído em desuso, estando cada vez mais circunscrita às comunidades piscatórias do Norte, onde o nome é ainda usado para designar a toninha-comum. No Brasil, o termo boto é usado como sinônimo de golfinho para se referir a algumas espécies específicas, sobretudo as de água doce como o boto-cor-de-rosa, nativo da Amazônia, mas também o boto-cinza, o golfinho-do-rio-da-prata (também chamado franciscana e toninha, apesar deste animal não pertencer a família Phocoenidae) e, de modo geral, outros mamíferos da ordem Cetacea, nativos da Amazônia. As únicas exceções é o uso do termo para se referir ao boto-do-índico e ao boto-de-burmeister, cetáceos de água salgada que são geneticamente mais próximos das toninhas verdadeiras e dos marsuínos (Phocoenidae) do que dos botos de água doce. Os botos de água doce, como o boto-cor-de-rosa, são considerados por alguns zoólogos como as espécies atuais mais primitivas de golfinhos.
Embora algumas pessoas se refiram ao boto como peixe-boto, os botos não são peixes, mas mamíferos aquáticos.