bookmark_borderO que é retina

retina | s. f. 3ª pess. sing. pres. conj. de retinir
re·ti·na
(latim tardio *retina, do latim rete, -is, rede )
nome feminino

1. A mais interior das membranas do globo ocular e em que se formam as imagens.

2. Tecido encorpado para sobretudo ou fato (também chamado ratina).
re·ti·nir re·ti·nir – Conjugar
(latim retinnio, -ire, ressoar )
verbo intransitivo

1. Tinir prolongadamente. = ECOARverbo transitivo

2. Fazer soar ou ecoar.


substantivo feminino [Anatomia] Membrana mais interna das três túnicas do globo ocular, sensível à luz e formada de células nervosas que mantêm relação com as fibras do nervo óptico, sendo capaz de captar sinais visuais.
Etimologia (origem da palavra retina). Do latim retina, de rete “rede”; pelo francês rétine.


Retina é uma parte do olho dos vertebrados responsável pela formação de imagens, ou seja, pelo sentido da visão. É como uma tela onde se projetam as imagens: retém as imagens e as traduz para o cérebro através de impulsos elétricos enviados pelo nervo óptico.


bookmark_borderO que é pupila

pupila | s. f. 3ª pess. sing. pres. ind. de pupilar
pu·pi·la
(latim pupilla, -ae, menina, orfã, menina-do-olho )
nome feminino

1. Órfã que está sob a direcção de um tutor.

2. Mulher que se prepara para professar uma religião. = NOVIÇA

3. Colegial interna.

4. [Anatomia]   [Anatomia]   Abertura no centro da íris que, através de contracção ou dilatação, permite controlar a entrada de luz. = MENINA-DO-OLHO
pu·pi·lar pu·pi·lar
adjectivo de dois géneros adjetivo de dois géneros

1. Relativo ou pertencente a pupilo ou pupila.

2. [Anatomia]   [Anatomia]   Pertencente ou relativo à pupila do olho.verbo intransitivo

3. Gritar (o pavão).


substantivo feminino Orifício central da íris, comumente conhecido como o círculo negro do centro do olho, que regula a quantidade de luz que entra nos olhos.
Aluna ou discípula; aquela que irá receber ensinamentos ou educação.
Protegida; aquela que está sob a tutela de alguém.
Noviça; mulher jovem que está prestes a fazer seus votos num convento.
Etimologia (origem da palavra pupila). Do latim pupilla.ae.


Pupila (termo oriundo do latim, pupilla – menininha), ou Menina dos olhos, é a parte do olho, como um orifício de diâmetro regulável, que está situada entre a córnea e o cristalino, e no centro da íris, responsável pela passagem da luz do meio exterior até os órgãos sensoriais da retina. Localiza-se na parte média do olho, ou úvea e tem por função regular a quantidade de luz que passa para a retina.
A pupila é um orifício que regula a entrada de luz. Por ser um orifício, não tem cor, mas a sua aparência é preta, pois não há iluminação na parte interna dos olhos.
A íris possui músculos que podem se contrair ou relaxar, diminuindo ou aumentando o tamanho da pupila de acordo com a iluminação do ambiente. Dessa forma, a íris regula automaticamente a intensidade de luz que entra no olho.


bookmark_borderO que é ocelo

ocelo | s. m.
o·ce·lo |é| o·ce·lo |é|
(latim ocellus, -i, olhinho )
substantivo masculino

1. Pequeno olho. = OLHINHO

2. Cada um dos pontos variegados que, parecendo olhos, matizam certos órgãos.

3. [Zoologia]   [Zoologia]   Olho dos artrópodes.


substantivo masculino Olho simples de numerosos artrópodes (larvas de insetos, aracnídeos etc.).
Pinta arredondada, de várias cores, nas asas de insetos, plumagem de aves (como as penas de pavão), pêlo de mamíferos; olhinho.


Ocelo, ou mancha ocular, é o olho primitivo das hidromedusas, platelmintos e alguns insetos, constituído pelo agrupamento de células fotorreceptoras. São estruturas pequenas e isoladas, constituídas por células sensoriais, revestidas por células pigmentadas, conectadas ao nervo óptico. Os ocelos detectam a intensidade e direção da luz, mas não são capazes de formar imagens.
Também pode se referir a manchas semelhantes a olhos, um tipo de mimetismo.
Algumas medusas, estrelas-do-mar e planárias têm os olhos mais simples, que possuem pigmento distribuído aleatoriamente e que não possuem estruturas adicionais, como córnea e cristalino. A aparente cor dos olhos nesses animais é, portanto, vermelha ou preta. No entanto, outros cnidaria têm olhos mais complexos, incluindo as Cubomedusae que possuem retina distinta, lente e córnea.Muitos caracóis e moluscos gastrópodes também têm “ocelli”, seja nas pontas ou nas bases dos tentáculos. No entanto, alguns outros gastrópodes, como os Strombidae, têm olhos muito mais sofisticados. Amêijoas gigantes (Tridacna) têm ocelos que permitem que a luz penetre no manto.


bookmark_borderO que é olho

olho | s. m. | s. m. pl. 1ª pess. sing. pres. ind. de olhar
o·lho |ô| o·lho |ô|
(latim oculus, -i )
substantivo masculino

1. [Anatomia]   [Anatomia]   Cada um dos dois órgãos da visão. = VISTA

2. Expressão do olhar.

3. Atenção, vigilância.

4. Perspicácia, sagacidade.

5. Abertura, furo.

6. Aro para o cabo de uma ferramenta.

7. Buraco ou cavidade no queijo e em outras substâncias esponjosas.

8. Orifício do batoque.

9. Buraco da fieira.

10. Saliência esférica.

11. [Botânica]   [Botânica]   Conjunto de folhas que formam o centro de certos vegetais (ex.: olho da couve).

12. [Botânica]   [Botânica]   Ponto de que há-de sair cada grelo do tubérculo e cada gomo do vegetal. = GEMA

13. [Arquitectura]   [Arquitetura]   [Arquitetura]   Vão ou abertura nos pilares das pontes entre arco e arco. = OLHAL

14. Fojo, sorvedouro.

15. [Tipografia]   [Tipografia]   Claro circunscrito pelos traços da letra.

16. [Tipografia]   [Tipografia]   Espessura da letra (no tipo de imprensa).

17. Gota gordurosa que sobrenada num líquido.

18. Buraco na mó superior de um moinho.

19. Abertura por onde entra a água para a roda da azenha.

20. Vão da malha da rede.
olhossubstantivo masculino plural

21. Óculos.

abrir os olhos a • Tirar alguém da ignorância ou ilusão em que estava.

a olho • Calculando só pela vista.

a olho nu • Sem o uso de um instrumento óptico . = À VISTA DESARMADA

a olhos vistos • Visivelmente, patentemente.

até aos olhos • A mais não poder ser.

chorar por um olho azeite e por outro vinagre • Fingir mágoa que não existe.

chupar os olhos a alguém • Ser muitíssimo caro.

comer com os olhos • Ter cobiça ou desejo por. = COBIÇAR, DESEJAR

custar os olhos da cara • Ser muito caro; custar muito dinheiro.

de olho em • Com atenção ou cuidado em relação a algo ou alguém (ex.: fica de olho no fogão, enquanto descasco as batatas).

de olhos em bico • Admirado, espantado (ex.: de olhos em bico, o garoto nem quis acreditar no que via; a jogada deixou o adversário de olhos em bico).

devorar com os olhos • Olhar com avidez.

encher o olho • Satisfazer, contentar.

falar com os olhos • Dar a perceber com o olhar o que se quer dizer.

fechar os olhos • Fingir que não vê, dormir.

fechar os olhos a alguém • Assistir-lhe nos últimos momentos.

lançar os olhos para • Examinar.

levantar os olhos para • Aspirar.

luzir o olho a alguém • Mostrar desejo ou prazer.

não pregar olho • Não dormir.

num abrir e fechar de olhos • [Informal]   • [Informal]   De maneira muito rápida; num piscar de olhos (ex.: a sala ficou cheia num abrir e fechar de olhos).

num piscar de olhos • [Informal]   • [Informal]   Num instante; num abrir e fechar de olhos (ex.: não é fácil mudar de vida num piscar de olhos).

olho da goiaba • [Brasil, Informal]   • [Brasil, Informal]   Ânus.

olho da rua • Fora de casa.

olho de lince • [Figurado]   • [Figurado]   Visão muito apurada. = VISTA DE LINCE

olho do cu • [Calão]   • [Tabuísmo]   Ânus.

olho do furacão • [Meteorologia]   • [Meteorologia]   Zona arredondada no centro de um ciclone tropical, onde ocorre a menor pressão atmosférica.

• Ponto ou posição de maior dificuldade numa situação difícil, complicada ou polémica .

olho gordo • [Informal]   • [Informal]   Cobiça, inveja.

olho grande • [Informal]   • [Informal]   O mesmo que olho gordo. (Confrontar: olho-grande.)

olho mágico • Tubo catódico utilizado nos receptores de radiodifusão para indicar a sintonização.

• Pequeno dispositivo circular equipado com uma lente, que se coloca nas portas para permitir ver, sem ser visto, quem está do outro lado. = ÓCULO

olho vivo • Finura, inteligência, percepção fácil.

os olhos são o espelho da alma • Os olhos exprimem o que se passa no íntimo.

pelos belos olhos de alguém • Só por causa desse alguém; por sua causa.

pelos olhos • O mesmo que pelos belos olhos de alguém.

pisar os olhos • Dar aos olhos um amortecimento próprio de doença, mágoa, etc. = PISAR O OLHAR

piscar o olho a • Fazer sinal a, fechando e abrindo rapidamente um dos olhos.

pôr no olho da rua • Expulsar.

pôr os olhos em alguém • Seguir o seu exemplo, imitar o seu proceder.

pôr os olhos no chão • Baixar os olhos por humildade ou vergonha.

querer a alguém como às meninas dos seus olhos • Ter-lhe grande afeição.

saltar aos olhos • Ser evidente; ser muito claro. = SALTAR À VISTA

ter olhos na ponta dos dedos • Ter o tacto muito apurado, ser destro da mão.

trazer alguém debaixo de olho • Vigiar alguém.

ser todo olhos • Olhar com muita atenção.

ter olho • Ser esperto, vivo, perspicaz.

ver com os olhos da fé • Crer sem compreender, sem ver.Plural: olhos |ó|. Plural: olhos |ó|.
o·lhar o·lhar – Conjugar
verbo intransitivo

1. Dirigir a vista.

2. Fazer por ver.

3. Encarar, considerar.

4. Estar voltado.

5. Estar fronteiro.verbo transitivo

6. Fitar os olhos em; ver; encarar.

7. Contemplar.

8. Cuidar de.

9. Exercer vigilância ou cuidado sobre.

10. Observar; notar.

11. Ponderar; atender.

12. Verificar com o dedo se a galinha está para pôr ovo.substantivo masculino

13. Acto de olhar.

14. Modo de olhar.

15. Aspecto dos olhos.

pisar o olhar • Dar aos olhos um amortecimento próprio de doença, mágoa, etc. = PISAR OS OLHOS


substantivo masculino Órgão externo da visão: o homem tem dois olhos.
Percepção operada pelo olho; olhar.
[Figurado] Excesso de atenção, cuidado, perspicácia: estou de olho!
[Figurado] Indício de qualidades, defeitos e sentimentos.
[Figurado] O que distingue, esclarece; luz, brilho: olhos do espírito.
locução adverbial A olho. Calcular pela visão, sem pesar nem medir.
A olho nu. Sem auxílio de instrumento óptico; apenas com os olhos.
A olhos vistos. Com toda a evidência; de modo que todos veem.
expressão Abrir o olho. Estar atento; observar.
Abrir os olhos. Cair em si; perceber.
Ser todo olhos. Olhar muito atentamente.
Abrir os olhos de alguém. Mostrar a verdade.
Ter olho em alguém. Vigiar alguém atentamente.
Ter bom olho. Ser perspicaz; descobrir no primeiro golpe de olhar.
Ter olhos de gato. Ver no escuro.
Ter olho de águia, de lince. Enxergar com acurácia.
Ver com bons olhos. Ver algo ou alguém com simpatia e afeição.
Ver com maus olhos. Ver com aversão, com desconfiança.
Ver com os olhos do coração. Desculpar os defeitos de alguém.
Não tirar os olhos de. Não desviar o olhar de algo ou alguém.
Não ver senão pelos olhos de. Não ter vontade própria.
Custar os olhos da cara. Ser muito caro.
Falar com os olhos. Revelar no olhar seus sentimentos e pensamentos.
Comer com os olhos. Olhar com atenção e interesse; cobiçar.
Não pregar olho. Não dormir.
Dormir com um olho aberto e outro fechado. Fingir que dorme; desconfiar.
Fechar os olhos. Morrer.
(Provérbio) Em terra de cegos, quem tem um olho é rei. Pessoa medíocre que, entre pessoas ignorantes ou de posição inferior, pretende passar por grande homem ou muito esperto.
(Provérbio) Olho por olho, dente por dente. Vingança.
Etimologia (origem da palavra olho). Do latim oculus.i.


O olho é o órgão da visão dos animais que permite detectar a luz e transformar essa percepção em impulsos eléctricos. Os olhos mais simples apenas detectam se as zonas ao seu redor estão iluminadas ou escuras. Os olhos compostos que se encontram nos artrópodes (alguns insectos e crustáceos) são formados por unidades de detecção chamadas omatídeos, que dão uma imagem pixelada dos objectos. Nos seres humanos e em outros vertebrados a retina é constituída por dois tipos de células foto-receptoras, os bastonetes, que permitem a percepção de claro e escuro, e os cones, responsáveis pela percepção das cores.


bookmark_borderO que é cristalino

cristalino | adj. | s. m.
cris·ta·li·no
adjectivo adjetivo

1. Relativo a cristal.

2. Que tem a natureza do cristal.

3. Límpido como cristal.substantivo masculino

4. [Anatomia]   [Anatomia]   Corpo lenticular e transparente, na parte anterior do humor vítreo do olho.


adjetivo Pertencente, relativo a, ou que é feito de cristal: corpo cristalino.
[Figurado] Que tem as qualidades do cristal, que é semelhante a ele; transparente, translúcido, límpido, claro: águas cristalinas.
[Figurado] Cujo som é puro como o do cristal quando o ferem: voz cristalina.
Rocha cristalina, rocha produzida pela solidificação, em profundidade, de uma massa mineral em fusão: o granito é uma rocha cristalina.
substantivo masculino [Anatomia] Lente biconvexa, transparente, elástica, situada no globo ocular, atrás da íris e na frente do corpo vítreo.


O cristalino ou lente é um citosistema altamente organizado que se localiza entre a pupila e o humor vítreo. Trata-se de uma estrutura biconvexa, gelatinosa e possui grande elasticidade
Sua elasticidade diminui progressivamente com a idade, tal, que o uso de óculos faz-se necessário para a maior parte dos idosos
O cristalino ou lente cresce continuamente durante a vida do indivíduo.


bookmark_borderO que é esclera

esclera | s. f.
es·cle·ra
(latim científico sclera, do grego sklerós, -á, -ón, duro, rude )
substantivo feminino

[Anatomia]   [Anatomia]   Membrana externa branca do olho. = ALBUGÍNEA, ALVA, ALVO, BRANCO, CLARA, ESCLERÓTICA


substantivo feminino Branco do olho; parte externa branca e fibrosa que se situa no globo ocular, numa das estruturas que compõem o olho humano.
Etimologia (origem da palavra esclera). Do latim sclera; pelo grego sclerós.á.ón.


A esclera (do grego skleros ), também conhecida como esclerótica ou branco do olho, é a membrana externa, branca, fibrosa do globo ocular, ligeiramente mais azulada em crianças e preta em alguns animais, como no cavalo. Na fase de desenvolvimento embrionário, é formada pela crista neural. Em alguns vertebrados, a esclera origina o anel esclerótico, resultado de sua fusão com placas cartilaginosas.É onde estão inseridos os músculos do bulbo do olho (extra-oculares). A superfície visível da esclera é coberta por uma membrana transparente e fina, chamada conjuntiva, que deriva da camada epitelial externa da córnea e que também cobre a face interna das pálpebras. É opaca e contém fibras de colágeno e elastina. Nas crianças, é mais fina e apresenta algum pigmento, o que confere a cor mais azulada. Nos idosos, entretanto, o depósito de gordura na esclera faz com que ela aparente uma coloração levemente amarelada. Existem algumas doenças como a esclerite, que podem causar cegueira parcial. Essas doenças podem produzir uma linha vertical no campo visual, resultando em acuidade visual abaixo de 100%.


bookmark_borderO que é córnea

córnea | s. f. fem. sing. de córneo
cór·ne·a
nome feminino

1. Túnica espessa e transparente do olho.

córnea opaca • Esclerótica.
cór·ne·o cór·ne·o
(latim corneus, -a, -um )
adjectivo adjetivo

1. Da natureza ou rijeza do corno.

2. [Anatomia]   [Anatomia]   Relativo à córnea (ex.: limbo córneo). = CORNEAL, CORNEANO


substantivo feminino [Anatomia] Parte anterior do globo ocular, transparente, e que tem forma de uma calota esférica um pouco saliente.


Córnea é a parte anterior transparente e protetora do olho dos vertebrados. Fica localizada na região polar anterior do globo ocular. A córnea e o cristalino têm a função de focar a luz através da pupila para a retina, como se fosse uma lente fixa. São as lágrimas (secreção lacrimal) que mantêm a córnea úmida e saudável.


bookmark_borderO que é pálpebra

pálpebra | s. f.
pál·pe·bra
(latim palpebra, -ae )
nome feminino

[Anatomia]   [Anatomia]   Véu ou túnica exterior, guarnecido pelas pestanas, que cobre e resguarda o olho (ex.: pálpebra inferior, pálpebra superior).


substantivo feminino Estrutura muscular e membranosa que protege e recobre parcialmente o olho, localizada acima dos cílios e abaixo da sobrancelha.
Etimologia (origem da palavra pálpebra). Do latim palpebra.ae; palpebrae.arum.


As pálpebras são dobras finas de pele e músculo que cobrem e protegem os olhos. Os músculos que ficam na parte superior dos olhos retraem as pálpebras “abrindo” os olhos. Este processo tanto pode ser voluntário como involuntário.
Existem no reino animal diversos tipos de pálpebras. As pálpebras do ser humano possuem uma fileira de cílios que servem para proteger o olho da luz, poeira e de outros poluentes do meio externo.

Membrana
Blefaroplastia


bookmark_borderO que é epicanto

epicanto | s. m.
e·pi·can·to
(grego epikanthís, -ídos )
nome masculino

[Anatomia]   [Anatomia]   Pequena dobra de pele que cobre o ângulo interior do olho, junto à parte superior do nariz, característica anatómica de alguns povos orientais.


substantivo masculino Refego no canto interior dos olhos, por excesso de pele na raiz do nariz.
Etimologia (origem da palavra epicanto). Do grego epi + canthos.


Epicanto ou dobra epicântica é uma prega de pele da pálpebra superior (do nariz até ao lado interior da sobrancelha), cobrindo o canto interior (canto medial) do olho. A dobra epicântica está presente na maioria das pessoas de ascendência da Ásia Oriental, como os mongóis (e também chineses, coreanos, japoneses etc.), do Sudeste Asiático (vietnamitas, indonésios, malaios etc), dos originários da Ásia Central (cazaques, tajiques, etc.), partes do Sul da Ásia (particularmente butaneses), e ainda no povo sámi, inuítes, indígenas americanos, khoisans na África e Malgaxes. As dobras epicânticas podem também ser observadas em crianças pequenas de qualquer etnia, antes de a ponta do nariz começar a elevar-se.
A prega epicântica também é uma marcante característica na síndrome de Down, na síndrome alcoólico fetal e trissomia triplo X.