bookmark_borderO que é mitocôndria

mitocôndria | s. f.
mi·to·côn·dri·a
(grego mítos, -ou, fio + grego khóndros, -ou, cartilagem + -ia )
nome feminino

[Biologia]   [Biologia]   Organela do citoplasma celular, com funções importantes na respiração e nas trocas de energia das células.


substantivo feminino Mitocôndrio.


A mitocôndria (do Grego μίτος ou mitos (fio/linha) + χονδρίοv ou “chondrion” (grânulo).) é uma das organelas celulares mais importantes, também sendo extremamente relevante para a respiração celular. É abastecida pela célula que a hospeda por substâncias orgânicas como a glicose, as quais processa e converte em energia sob a forma de ATP, que devolve para a célula hospedeira, sendo energia química que pode ser usada em reações bioquímicas que necessitem de dispêndio de energia. A mitocôndria está presente em grande quantidade nas células: do sistema nervoso (na extremidade dos axônios), do coração e do sistema muscular, uma vez que estas apresentam uma necessidade maior de energia.

A mitocôndria está presente na maioria dos eucariontes, exceto num grupo de protistas chamado Archezoa, apesar da análise genômica destes organismos indicar que podem ter perdido as mitocôndrias ao longo da evolução. A principal evidência disto é o fato de alguns genes codificadores de proteínas mitocondriais terem sido encontrados no genoma nuclear destes protistas (Bui & Bradley, 1996). Foi descrita por Altmann, em 1894 (que as denominou “bioblastos”), sugerindo a sua relação com a oxidação celular. O seu número varia entre as células, sendo proporcional à atividade metabólica de cada uma, indo de quinhentas a mil ou até dez mil dessas estruturas por célula.
Esta apresenta duas membranas lipoprotéicas, uma externa lisa e outra interna que se dobra formando vilosidades, chamadas cristas. A região limitada pela membrana interna é conhecida como matriz mitocondrial, onde existem proteínas, ribossomos e DNA mitocondrial, de forma circular, que contém 37 genes codificadores de 13 proteínas, de 2 rRNAs e 22 tRNAs. Estes são necessários no processo de produção de ATP, ou seja, necessários para que a respiração celular ocorra.

A mitocôndria forma uma extensa rede, denominada rede mitocondrial. Essa rede é constituída por subunidades mitocondriais que podem se fundir ou se dividir de acordo com as necessidades fisiológicas. A organela tem sido associada, nos últimos anos, ao processo de morte celular denominado apoptose. Diversas proteínas mitocondriais encontram-se diretamente ligadas à apoptose, como as proteínas BCL-2, AIF e o Citocromo C, por exemplo.


bookmark_borderO que é flagelo

flagelo | s. m. 1ª pess. sing. pres. ind. de flagelar
fla·ge·lo |ê| fla·ge·lo |ê|
substantivo masculino

1. Tiras ou correia para açoitar. = DISCIPLINAS, SUPLÍCIOS

2. [Figurado]   [Figurado]   Castigo.

3. Tormento.

4. Calamidade pública.

5. Peste.

6. Tortura.

7. Pessoa ou coisa que incomoda.

8. [História natural]   [História natural]   Filamento móvel (ou cílio vibrátil) que serve de órgão locomotor a certos protozoários flagelados.
fla·ge·lar fla·ge·lar – Conjugar
(latim flagello, -are )
verbo transitivo

1. Açoitar com flagelo. = CASTIGAR

2. [Figurado]   [Figurado]   Atormentar; martirizar.

3. Incomodar.


substantivo masculino Tipo de chicote, instrumento de tortura composto por uma ou várias tiras de couro que, unidas por um cabo de madeira, é usado para espancar.
[Por Extensão] Punição feita por castigo físico; tortura.
[Figurado] Tortura moral; em que há aflição; angústia.
[Figurado] O que causa aborrecimento: o seu flagelo são as queixas dos vizinhos.
[Por Extensão] Infortúnio pessoal ou coletivo; calamidade.
O que provoca uma grande tragédia: o holocausto foi um grande flagelo.
[Medicina] Disseminação de uma doença contagiosa; epidemia.
[Zoologia] Parte mais afastada do centro das antenas dos insetos.
[Citologia] Filamento de função importante para a movimentação de várias células.
Etimologia (origem da palavra flagelo). Do latim flagellum.i.


Flagelo (do latim: flagellum; “chicote”) é a designação dada em diversos campos da Biologia aos apêndices móveis com forma de chicote presentes em muitos organismos unicelulares e em algumas células de organismos pluricelulares. A função primária dos flagelos é a motilidade dos organismos, possibilitando o movimento em meio líquido, mas é frequente assumirem outras funções, entre as quais assegurar a circulação de fluidos, encaminhar alimento, ou funcionar como organelos sensoriais que reagem à presença de determinados compostos químicos ou à temperatura no exterior da célula. Dada a heterogeneidade estrutural e as diferentes origens evolutivas, os flagelos são considerados como organelos definidos pela função e não pela estrutura.
Um exemplo de flagelo com funções de mobilidade ocorre nos espermatozoides humanos, enquanto os flagelos dos coanócitos das esponjas se destinam a produzir micro-correntes de água que o organismo filtra para obter alimento. Outro exemplo de motilidade é a bactéria carcinogénica Helicobacter pylori, que usa múltiplos flagelos para se mover através do muco gástrico e atingir o epitélio do estômago humano.Os flagelos dos organismos eucarióticos são estruturalmente idênticos aos cílios, sendo por isso a distinção geralmente baseada na função ou no comprimento. Fímbrias e pili são também finos apêndices celulares, mas têm funções bem diversas e são geralmente mais pequenos.


bookmark_borderO que é macronúcleo

Palavra não encontrada. Se procurava uma das palavras seguintes, clique nela para consultar a sua definição. macro núcleo
Caso a palavra que procura não seja nenhuma das apresentadas acima, sugira-nos a sua inclusão no dicionário.


substantivo masculino [Biologia] Qualquer núcleo grande.
[Zoologia] Núcleo de relativamente grandes dimensões que, durante a conjugação dos infusórios, fica na célula e se destina à assimilação, ao contrário do micronúcleo, que é trocado entre os dois conjugantes; meganúcleo.
Etimologia (origem da palavra macronúcleo). Macro + núcleo.


Macronúcleo (literalmente “núcleo grande”), também chamado de núcleo vegetativo é o maior núcleo encontrado no citoplasma celular de protozoarios, como o paramécio.
O macronúcleo tem como principal função o metabolismo (síntese do DNA e RNA), a não ser quando está envolvido no processo de reprodução celular que, neste caso, se dá por conjugação entre dois indivíduos, em que estes de emparelham e procedem então à troca de material por meio de uma ponte citoplasmática (com a emissão de micronúcleo gamético). O macronúcleo, durante este processo, se degenera.


bookmark_borderO que é centríolo

Palavra não encontrada. Se procurava uma das palavras seguintes, clique nela para consultar a sua definição. centrinho controlo cêntrico centrismo ventrículo controlou centrou cintilo mentirolo (norma brasileira) mentirolou (norma brasileira)
Caso a palavra que procura não seja nenhuma das apresentadas acima, sugira-nos a sua inclusão no dicionário.


substantivo masculino [Biologia] Corpúsculo central do centrossomo.


Um centrossoma é constituído por dois centríolos, cada um com uma estrutura em forma de cilíndro. Os centríolos encontram-se na maioria das células eucarióticas dos animais (seres eucariontes). Nos vegetais, estão presentes nas briófitas, pteridófitas; porém nas plantas com sementes, estão presentes somente nos gametas masculinos (anterozoides) ciliados das gimnospermas Cicadófitas e Gingko, sendo ausentes nas outras gimnospermas (pinófitas e gnetófitas), e nas Angiospermas, assim como na maioria dos fungos.Normalmente, as células possuem um par de centríolos posicionados lado a lado ou posicionados perpendicularmente. São constituídos por nove túbulos triplos ligados entre si, formando um tipo de cilindro. Dois centríolos dispostos perpendicularmente formam um diplossomo. Têm origem comum com os centrossomos, que dão origem a flagelos e cílios que efetuam o movimento em certos tipos celulares e organismos protistas.
O centríolo ajuda na separação das células esticando-se na hora da divisão, então os cromossomos ficam ali em volta dos tubos do centríolo e quando acaba a divisão celular os cromossomos e os centríolos já estão em seus devidos lugares.
O mecanismo de separação e funcionamento do centríolo não está bem explicado até o momento. Sabe-se que exerce função vital na divisão celular. Durante os processos mitótico e meiótico, feixes de microtúbulos e microfibrilas são sintetizados no citoplasma (e recebem o nome de ásteres) e posicionados de modo a uma de suas extremidades ficar ligada ao centríolo, enquanto a outra extremidade prende-se ao centrômero do cromossomo. Esta polarização e os microtúbulos associados são conhecidos como fuso mitótico. É através da tubulina que o fuso mitótico é destruído. O próprio centríolo é duplicado, e cada novo centríolo com os microtúbulos associados migra para uma extremidade da célula, puxando para si cada estrutura originada na reprodução celular. O centríolo, portanto, age como organizador das estruturas celulares durante sua reprodução. Acredita-se que haja outras funções para os centríolos durante a intérfase.


bookmark_borderO que é micronúcleo

Palavra não encontrada. Se procurava uma das palavras seguintes, clique nela para consultar a sua definição. micro núcleo micronucleado
Caso a palavra que procura não seja nenhuma das apresentadas acima, sugira-nos a sua inclusão no dicionário.


sm (micro+núcleo) Zool Cada um de dois tipos de núcleos dos protozoários ciliados, em oposição ao macronúcleo. Encerra cromossomos bem evidenciados; divide-se por mitose e transmite os caracteres hereditários.


Micronúcleo é o resultado de uma mutação a nível cromossômico, ou seja a fragmentação deste cromossomo, no qual gera a formação de um pequeno núcleo ao lado do núcleo original da célula. O nome dado, micronúcleo, é devido a sua morfologia e composição parecida com o núcleo normal da célula, que após sofrer esta mutação, no processo de mitose, gera células filhas com dois núcleos, um normal e outro pequeno (micronúcleo) que é dotado de fragmentos dos cromossomos que sofreram a mutação. Como marcador genético
o micronúcleo é utilizado para verificar se há mutação nos indivíduos e se esta mutação é capaz de fragmentar o cromossomo.