bookmark_borderO que é coriza

coriza | s. f.
co·ri·za
substantivo feminino

[Medicina]   [Medicina]   Corrimento que resulta de inflamação das fossas nasais. = DEFLUXÃO, DEFLUXO


substantivo feminino [Medicina] Rinite aguda caracterizada pelo teor infeccioso ou alérgico.
A secreção que resulta dessa rinite infecciosa; defluxo.
Etimologia (origem da palavra coriza). Do latim coryza.


Coriza é a inflamação da mucosa nasal, acompanhada eventualmente de espirros, secreção e obstrução nasal. No popular ou coloquial pode-se usar “nariz escorrendo”, “nariz entupido” ou até mesmo catarro escorrendo.
A coriza é causada por excesso de muco, e pode obstruir os canais dos seios nasais e das tubas de Eustáquio, causando dor e infecção.


bookmark_borderO que é perdigoto

perdigoto | s. m.
per·di·go·to |ô| per·di·go·to |ô|
(latim vulgar *perdicottus, diminutivo de perdix, -icis, perdiz )
nome masculino

1. [Ornitologia]   [Ornitologia]   Perdiz nova; filhote de perdiz.

2. [Informal]   [Informal]   Salpico de saliva.

3. [Brasil]   [Brasil]   [Caça]   [Caça]   Chumbo fino de caça.Plural: perdigotos |ô|. Plural: perdigotos |ô|.


substantivo masculino Perdiz nova, que constitui uma caça muito apreciada.
[Popular] Salpico de saliva que alguém lança ao falar.


Os perdigotos ou gotículas de Flügge são gotículas contaminadas de saliva que são impelidas, geralmente através de um espirro, e que acabam por ser depositadas na conjuntiva, mucosa nasal, boca ou pele íntegra, produzindo colonização, podendo ser gerados ainda através da fala, tosse e na realização de procedimentos odontológicos geradores de aerossóis, aspiração e broncoscopia. São fonte de propagação de moléstias, como tuberculose, bactérias staphylococcus, COVID-19, dentre outras.


bookmark_borderO que é ronco

ronco | s. m. 1ª pess. sing. pres. ind. de roncar
ron·co
(latim rhonchus, -i, ronco, mofa, zombaria )
nome masculino

1. Respiração cava e difícil, nos apoplécticos e agonizantes.

2. Ruído produzido pela vibraçao do palato e das paredes da faringe ao respirar durante o sono.

3. Som cavernoso e áspero.

4. [Música]   [Música]   Som grave e uniforme de gaita-de-foles . = BORDÃO, RONCA

5. [Música]   [Música]   Cano de gaita-de-foles que é geralmente colocado sobre o ombro do gaiteiro. = RONCÃO

6. Acto de regougar.

7. Grunhido dos porcos.

8. Ronrom.

9. A voz de certos animais.

10. Fragor, estrondo.

11. [Figurado]   [Figurado]   Bravata; fanfarronada.
ron·car ron·car – Conjugar
verbo intransitivo

1. Grunhir.

2. Soar cavernosamente.

3. Produzir ruído com a vibraçao do palato e das paredes da faringe ao respirar durante o sono. = RESSONAR

4. Bravatear.

5. Rugir.verbo transitivo

6. Dizer em ar de desafio.

7. Dizer como bravata.


substantivo masculino Som cavernoso e áspero produzido pela pessoa que ronca, que dorme respirando a custo: os roncos do vizinho não o deixaram dormir.
Som ou ruído que faz o gato quando o acariciam.
Som monótono da gaita de foles; ronca.
Barulho forte e áspero; fragor, estrondo: ronco da tempestade.
[Popular] Fanfarronice, bravata.
[Brasil] Pop. Trovão.


O ronco ou ressono (acto de ressonar) é uma obstrução parcial das vias respiratórias superiores durante o sono, que pode ocorrer em razão natural do contato das paredes musculares da faringe que tem diminuição do seu tónus induzido pelo repouso e a própria perda de elasticidade que acontece com o decorrer da idade; ou decorrente de uma obstrução nasal devida, a aumento do volume de secreções e produção de muco, a desvio de septo nasal, rinites, sinusites, pólipos nasais; à hiperplasia das amígdalas e adenoides, como ganho de massa gordurosa no pescoço; e a várias alterações das estruturas das vias aéreas superiores, como hipoplasia de mandíbula e maxila, macrogrossia, queixo duplo, alterações nos ossos da face entre outros. O ronco geralmente é a manifestação inicial de um problema mais sério que é apneia do sono.