bookmark_borderO que é alferes

alferes | s. m. 2 núm.
al·fe·res
(árabe al-fáris, cavaleiro, escudeiro )
nome masculino de dois números

[Militar]   [Militar]   O menos graduado dos oficiais subalternos.


substantivo masculino singular e plural [Militar] Antigo posto militar, equivalente ao atual de segundo-tenente; militar que detém esse posto.
[Antigo] Responsável pelo carregar a bandeira de um regimento militar; porta-bandeira.
[Zoologia] Ave da família dos emberizídeos, negra, com a cabeça e o peito em tons de vermelho; cardeal-do-banhado.
expressão Alferes da Bandeira. Encarregado da bandeira do Divino que, nas festas do Espírito Santo, a segura e apresenta nas casas buscando angariar donativos.
Etimologia (origem da palavra alferes). Palavra derivada do árabe al-fâris.


Alferes é um posto ou graduação militar existente nas forças armadas de alguns países. Normalmente, corresponde a um posto das categorias de oficial subalterno ou de cadete / oficial aluno.
Originalmente, o alferes era o encarregado do transporte da bandeira ou estandarte de um exército, unidade militar, ordem de cavalaria ou outra instituição militar, civil ou religiosa. Posteriormente, transformou-se num posto militar, ao qual já não estava necessariamente inerente o exercício da função de porta-bandeira. No entanto, em diversas forças armadas, continua a manter-se a tradição dos alferes mais novos de cada unidade serem designados para a função de porta-bandeiras.
Na cavalaria dos exércitos de alguns países, o posto correspondente a alferes designa-se “corneta”. Esta designação refere-se à corneta, um tipo de bandeira triangular usada no passado pelas unidades de cavalaria e ainda hoje usada como bandeira de sinais pela marinha.
Apesar de, no passado, ter existido em quase todas as forças armadas, posteriormente o posto de alferes foi extinto em muitas delas, tendo sido substituído pelo de segundo-tenente ou subtenente.


bookmark_borderO que é soldado

soldado | adj. soldado | s. m. masc. sing. part. pass. de soldar
sol·da·do 2
(particípio de soldar )
adjectivo adjetivo

1. Que se soldou.

2. Unido com solda.
sol·da·do sol·da·do 1
(italiano soldato )
nome masculino

1. Militar sem graduação.

2. [Por extensão]   [Por extensão]   Qualquer militar.

3. [Figurado]   [Figurado]   O que milita numa bandeira qualquer ou que serve um partido ou ideia notável.

soldado da paz • Indivíduo do corpo especializado em extinção de incêndios ou em apoio a acidentes. = BOMBEIRO

soldado raso • Militar que não é graduado.Feminino: soldada. Feminino: soldada.
sol·dar sol·dar – Conjugar
(solda + -ar )
verbo transitivo

1. Unir peças metálicas por meio de uma composição metálica que se funde; fechar com solda.verbo transitivo, intransitivo e pronominal

2. Ligar dois ou mais elementos ou coisas, formando um todo ou uma unidade. = PEGAR, UNIRadjectivo de dois géneros adjetivo de dois géneros

3. [Agricultura]   [Agricultura]   Variedade de cereja.


substantivo masculino Homem alistado nas fileiras do exército; praça de pré.
Qualquer militar.
[Figurado] Partidário, militante, campeão, paladino.
[Brasil] Ave icterídea; pega.
Peixe de rio.
Soldado raso, praça sem graduação.
Soldado desconhecido, soldado anônimo, morto em combate e cujo túmulo em alguns países é lugar de reverência cívica nacional em memória de todos os soldados mortos pela pátria, durante a Primeira Guerra Mundial (1914-1918).
Soldado do fogo, bombeiro.


Um soldado, e/ou militar (Brasil) em sentido genérico, é uma pessoa que trabalha, voluntariamente ou em consequência de serviço militar obrigatório, nas forças armadas ou forças militarizadas de um país soberano, recebendo treino e equipamento para defender o referido país e os seus interesses. Na sua condição de membro das forças armadas ou militarizadas, tem o estatuto de militar. Apesar de ser um militar, pode desempenhar funções não combatentes, ligadas à tropa.
Em sentido restrito, também é utilizado o termo “Soldado” para designar o posto mais baixo e/ou inicial da categoria de marinheiro, praças das componentes terrestres e aéreas das forças armadas e/ou Armada(Marinha). Para designar o posto correspondente, nas componentes navais, normalmente, usam-se termos marítimos, como “marinheiro” ou “grumete”.
Podendo também designar os postos de oficiais generais, sendo o “Dia do Soldado(e/ou militar)” comemorado no Brasil no dia vinte e cinco de agosto, aniversário de Luiz Alves de Lima e Silva, cognominado pela tropa de “Caxias”, esse “Soldado”, em diversas missões comandou operações conjuntas envolvendo tropas marítimas e terrestres, e sua conduta militar fez considerar-se como exemplo de SOLDADO no Brasil.
O termo “soldado” deriva do italiano: “soldato” (participio do verbo soldare) – alguém a quem se pagou o “soldo” para servir. “Soldo” deriva do latim “solidum nummum” e designava uma moeda de ouro da Roma imperial.


bookmark_borderO que é furriel

furriel | s. m.
fur·ri·el
nome masculino

Posto militar entre segundo-furriel e segundo-sargento.Plural: furriéis. Plural: furriéis.


substantivo masculino Antigo posto militar correspondente ao atual terceiro-sargento.
[Brasil] Ave tanagrídea (Pitylus canadensis, L.).


Furriel é um posto ou uma função existente nas forças armadas de vários países. Quando existe como posto, corresponde, normalmente, a uma graduação da categoria de sargento. Quando existe apenas como designação de uma função, refere-se, normalmente, a responsabilidades na área da logística.
Inicialmente o furriel era um oficial inferior de cavalaria, responsável pelas forragens dos cavalos. A designação vem do termo francês “fourrier”, que, por sua vez, vem de “fourrage (forragem)”.
No Exército Português, desde o século XVII até ao início século XIX, os furriéis desempenhavam, na cavalaria, as funções que os sargentos desempenhavam na infantaria e nas outras armas. Só no início do século XIX passaram a existir sargentos na cavalaria. Nos regimentos de infantaria passou a existir um único furriel (designado “furriel-mor”) responsável pelo aquartelamento e logística das tropas. Em meados do século XVIII, foi extinta a função de furriel-mor e criado posto de furriel de Infantaria, passando a existir um por cada companhia dos regimentos. No século XIX, o posto de furriel tornou-se a primeira graduação da categoria de sargento, em todas as armas do Exército, imediatamente superior ao posto de cabo e inferior ao de segundo-sargento.


bookmark_borderO que é contra-almirante

contra-almirante | s. m. | adj. 2 g.
con·tra·-al·mi·ran·te
(contra- + almirante )
nome masculino

1. Oficial imediatamente inferior a vice-almirante.adjectivo de dois géneros adjetivo de dois géneros

2. Diz-se do navio que leva a bordo o contra-almirante.Plural: contra-almirantes. Plural: contra-almirantes.



Contra-almirante é um posto de oficial, nas forças navais de vários países. Normalmente, corresponde ao primeiro posto permanente de oficial general sendo imediatamente inferior a vice-almirante.
A designação “contra-almirante” tem origem no facto de, antigamente, o navio-chefe do almirante de uma frota, normalmente se posicionar no meio da formação naval. O navio do segundo comandante da frota (o vice-almirante) posicionava-se na vanguarda da formação e o do terceiro comandante (o contra-almirante) na retaguarda. Quando a formação tinha que reverter a direção de deslocação – passando a deslocar-se na direção contrária ou “contra-direção” – o contra-almirante passava a liderar a vanguarda da frota. Por essa razão, nos países de língua Inglesa, o posto é denominado “rear-admiral” (literalmente “almirante da retaguarda”).


bookmark_borderO que é adail

adail | s. m.
a·da·il |a-í| a·da·il |a-í|
(árabe ad-dalil )
nome masculino

1. [Antigo]   [Antigo]   Chefe militar que guiava a hoste ao combate.

2. Chefe ou guia de um grupo.Plural: adaís. Plural: adaís.
Ver também dúvida linguística: acentuação de raiz, raízes e país.


substantivo masculino Cabo de guerra, caudilho.
Diretor, guia.
Sentinela avançada, vedeta.
Etimologia (origem da palavra adail). Do árabe ad-dalîl.


O Adail (do árabe ad-dalil, condutor) era o capitão do campo nas guerras de África, que guiava a hoste ao combate. Ou Sentinela avançada, vedeta. Também foi usado como sinónimo de caudilho, Cabo de guerra. Pl: adaís. Var: adalide..
O adail, nas praças portuguesas de Marrocos, era o oficial que tinha o primeiro lugar, depois do governador, no que dava respeito à guerra. Na Península Ibérica, existiu «desde que houve guerra com os mouros».
«A este corresponde, em particular, o governo do campo. Chamam-os em termos árabes, Almogaveres. Eles mesmos (os governadores) os elegiam, erguendo-o logo sob um arco com cerimónia militar ; mas, tendo acabado esta forma, hoje os elegem os reis, que escolhem sempre as pessoas mais autorisadas e beneméritas»


bookmark_borderO que é brigadeiro

brigadeiro | s. m.
bri·ga·dei·ro
(brigada + -eiro )
nome masculino

1. Oficial que comanda uma brigada.

2. Posto entre coronel e general, no exército português.

3. [Culinária]   [Culinária]   Pequeno doce redondo feito com leite condensado e chocolate, geralmente coberto de chocolate granulado.


substantivo masculino Antigamente, o primeiro posto entre os oficiais-generais; comandante de uma brigada.
Atualmente, o menos graduado dos generais de aviação (abaixo de major-brigadeiro, de tenente-brigadeiro e de marechal-do-ar).
Culinária. Doce de leite condensado e chocolate.


Brigadeiro constitui um posto existente nas forças armadas e forças de segurança de diversos países, ao qual compete tradicionalmente o comando de uma brigada.
Na maioria dos países, o posto de brigadeiro é o primeiro de oficial general, correspondendo ao código OF-6 (general de uma estrela) da OTAN. Em alguns destes países, o posto é designado “brigadeiro-general”. Em outros países, não é considerado um posto de oficial general, sendo a patente de maior hierarquia da categoria dos oficiais superiores ou constituindo uma categoria própria intermédia entre a de oficial superior e a de oficial general.
Em algumas forças armadas, existe o posto de general de brigada, que, apesar de ter caraterísticas semelhantes ao de brigadeiro, correspondendo frequentemente a um general de duas estrelas (código OF-7 da OTAN).
Na França e na Itália, o posto de brigadeiro corresponde ao de cabo e sargento, no exército e em algumas forças de segurança.
Nas forças aéreas da Argentina e do Brasil, o termo “brigadeiro” é usado nas designações dos vários postos de oficial general.


bookmark_borderO que é recruta

recruta | s. f. | s. 2 g. 3ª pess. sing. pres. ind. de recrutar 2ª pess. sing. imp. de recrutar
re·cru·ta
nome feminino

1. Instrução militar dada aos novos soldados.nome de dois géneros

2. Soldado que assentou praça há pouco tempo e ainda não está pronto na instrução militar.

3. Pessoa alistada de novo em escola ou associação; novato.
re·cru·tar re·cru·tar – Conjugar
verbo transitivo

1. Incluir no recrutamento, alistar, arrolar para o serviço militar.

2. [Figurado]   [Figurado]   Fazer recrutas, angariar, aliciar para uma seita, partido, associação.

3. [Brasil]   [Brasil]   Arrebanhar gado disperso.


substantivo masculino Jovem que está cumprindo o serviço militar: os recrutas do batalhão.
[Figurado] Calouro, novato, aprendiz.
substantivo feminino Exercícios militares dos recrutas; instrução.
[Brasil: Sul] Turma de peões que percorrem as estâncias arrebanhando o gado tresmalhado; tropilha arrebanhada.


Soldado recruta ou simplesmente recruta é a menor graduação existente na maioria das forças armadas, sendo aquela que é normalmente detida pelos soldados recém recrutados, durante a sua instrução militar básica (a recruta).
A palavra “recruta” tem origem no termo latino “recrescere” (crescer).


bookmark_borderO que é sargento

sargento | s. m.
sar·gen·to
nome masculino

1. Militar de graduação imediatamente superior à de cabo e inferior à de alferes.

2. [Técnica]   [Técnica]   Espécie de grampo usado por carpinteiros.


substantivo masculino Praça graduada de qualquer corporação militar, que na escala hierárquica se situa entre o cabo e o subtenente ou suboficial.
Ferramenta utilizada por carpinteiros, marceneiros etc., para manter juntas duas peças, ou para firmar uma tábua à bancada, o que se faz, em geral, por meio de um dispositivo com parafuso ou rosca.


Sargento é um grupo de patentes. Existe na maioria das forças armadas e em algumas forças de segurança.
Conforme o país, as patentes de sargento podem estar integradas à categoria das Praças ou então constituírem uma categoria específica designada Sargentos, Suboficiais, Oficiais Inferiores ou Oficiais não Comissionados. Existem, normalmente, várias patentes de sargento, cada uma das quais correspondendo a diferentes graus de experiência profissional e de responsabilidade.
As patentes de sargento existem em quase todas as forças terrestres e aéreas. Muitas forças navais, no entanto, utilizam termos alternativos para patentes correspondentes, como mestre ou pequeno oficial.


bookmark_borderO que é tenente-coronel

tenente-coronel | s. m.
te·nen·te·-co·ro·nel
nome masculino

[Militar]   [Militar]   Oficial de graduação imediatamente inferior à de coronel.Plural: tenentes-coronéis. Plural: tenentes-coronéis.



Tenente-coronel é uma patente militar de oficial superior, situada entre a de major e a de coronel. Existe em quase todos os exércitos e forças aéreas do mundo, bem como em muitas outras forças militares, paramilitares ou de segurança. É equivalente à patente de capitão de fragata nas marinhas de Portugal e do Brasil.
Nesse posto, o militar pode receber o comando de um Batalhão.


bookmark_borderO que é marechal

marechal | s. m.
ma·re·chal
(francês marechal )
nome masculino

1. [Militar]   [Militar]   Distinção honorífica concedida a certos generais, e cuja insígnia é o bastão.

2. [Figurado]   [Figurado]   Vulto importante de um partido político.

3. [Antigo]   [Antigo]   Criado de cavalariça.Feminino: marechala. Feminino: marechala.


substantivo masculino O mais alto posto da hierarquia militar; oficial ou militar que possui esse posto: Deodoro da Fonseca foi o marechal que proclamou a República no Brasil.
Etimologia (origem da palavra marechal). Do francês meréchal.


Marechal é a designação de várias patentes e cargos superiores, tanto no âmbito militar como civil.
Na Idade Média, em alguns países, marechal era o título de um alto oficial militar do Estado, responsável pela disciplina e pela logística dos exércitos em campanha. Era imediatamente subalterno ao condestável.
“Ao Marechal pertence pelo Regimento da guerra repartir os alojamentos de seu exército; depois que pelo Aposentador do Condestable for assinado o lugar, onde se houver de assentar; e para isso tem também o Marichal seu Aposentador, e provè de outros para as cavalgadas; manda ter cuidado das vèlas ao tempo de comer, assim de dia, como de noite”.
Depois passou a ser abaixo de tenente-general e comandava na falta deles e dos generais.
Hoje em dia, a designação é, sobretudo, usada para identificar a mais alta patente das forças armadas de diversos países.
Tradicionalmente, nos países onde a função ou a patente existe, a insígnia de marechal é um Bastão.