bookmark_borderO que é glande

glande | s. f.
glan·de
(latim glans, glandis, bolota )
substantivo feminino

1. Bolota.

2. Objecto em forma de bolota.

3. [Anatomia]   [Anatomia]   Cabeça do pénis . = BÁLANO

4. [Anatomia]   [Anatomia]   Extremidade do clítoris.


substantivo feminino [Anatomia] A extremidade, comumente conhecida por cabeça, do pênis; bálano: balanite é um tipo de inflamação da glande.
[Anatomia] Nos órgãos genitais femininos, a parte que se localiza na extremidade do clítoris.
[Botânica] Tipo de fruto, informalmente designado por bolota, característico de vegetais do gênero Quercus (como o carvalho), encoberto na base por uma cúpula (estrutura que protege a base do fruto), localizada sobre o receptáculo.
[Por Extensão] Todo objeto cuja aparência se assemelha a esse fruto.
Etimologia (origem da palavra glande). Do latim glans.glandis.


A glande é a estrutura bulbosa sensível na extremidade distal do pênis humano. A glande é anatomicamente homóloga à glande do clitóris da fêmea humana.
Tipicamente, a glande é completamente ou parcialmente coberta pelo prepúcio, exceto em homens que foram circuncidados. O prepúcio geralmente pode ser retraído e passado pela glande, e pode se retrair automaticamente durante uma ereção.
A glande é mais comumente conhecida como “cabeça” ou “ponta” do pênis. O nome médico vem das palavras latinas glans (‘bolota’) e penis (‘do pênis’) – o genitivo latino dessa palavra tem a mesma forma que o nominativo.


bookmark_borderO que é ejaculação

ejaculação | s. f. derivação fem. sing. de ejacular
e·ja·cu·la·ção
nome feminino

1. Acto de ejacular. = JACULAÇÃO,JACTO

2. [Biologia]   [Biologia]   Emissão de líquido seminal ou de pólen.

3. Acto de expelir abundantemente (ex.: ejaculação discursiva).
e·ja·cu·lar e·ja·cu·lar – Conjugar
(latim ejaculor, -ari, lançar com força, projectar )
verbo transitivo

1. Expelir (líquidos) com certa força.

2. [Informal]   [Informal]   Proferir.verbo intransitivo

3. Expelir esperma.


substantivo feminino Ação de ejacular.


Ejaculação é a ação física pela qual ocorre a liberação de esperma. Usualmente ocorre pelo estímulo durante o ato sexual ou masturbação, ou involuntariamente, como na polução noturna. Geralmente vem acompanhada de intensa sensação de prazer, o orgasmo. O processo se inicia com contrações involuntárias dos músculos do epidídimo, ductos deferentes, vesícula seminal e próstata, que liberam fluidos que são conduzidos para a parte posterior da uretra. Então, contrações involuntárias e rítmicas dos músculos pélvicos dão propulsão ao sêmen, que passa através da uretra e deixa o pênis. Tipicamente após a ejaculação ocorre o período refratário, ao longo do qual não há resposta a estímulos sexuais e, portanto, não pode ocorrer outra ejaculação.
O problema mais comum relacionados à ejaculação é a ejaculação precoce, que geralmente traz insatisfação durante o ato sexual. Outros problemas incluem a ejaculação retardada, em que o indivíduo leva muito tempo para liberar o sêmen, ou mesmo a anejaculação, no qual o indivíduo não é capaz de chegar à ejaculação. Ejaculação retrógrada acontece quando ocorre a entrada de fluido seminal para a bexiga.


bookmark_borderO que é parafimose

parafimose | s. f.
pa·ra·fi·mo·se |ó| pa·ra·fi·mo·se |ó|
substantivo feminino

[Medicina]   [Medicina]   Estrangulamento da glande causada pela abertura muito estreita do prepúcio.


substantivo feminino Estrangulamento da glande do pênis pelo prepúcio, que constitui uma das complicações da fimose.


Parafimose é a incapacidade de fazer o prepúcio voltar a recobrir a glande do pênis quando retraído.Trata-se de emergência urológica e, em casos mais graves, pode levar a gangrena ou auto-amputação da ponta do pênis.A parafimose é tratada com compressas geladas, de seguida compressão manual (comprime-se a glande para reduzir seu inchaço) ou, caso falhem, faz-se múltiplas punções no prepúcio com uma agulha hipodérmica para liberar o sangue. Se nem mesmo este método der resultado, recorre-se a uma postoplastia.


bookmark_borderO que é caralho

caralho | s. m. | interj.
ca·ra·lho
(origem controversa )
nome masculino

1. [Calão]   [Tabuísmo]   Órgão sexual masculino. = PÉNIS

2. [Calão]   [Tabuísmo]   Indivíduo cujo nome se desconhece ou se quer omitir. = FULANO, GAJO, SUJEITO, TIPO

3. [Calão]   [Tabuísmo]   Coisa reles, sem utilidade.interjeição

4. [Calão]   [Tabuísmo]   Expressão designativa de admiração, surpresa, espanto, indignação ou contrariedade. = CATANO

como o caralho • [Portugal, Calão]   • [Portugal, Tabuísmo]   De maneira intensa ou em grande número . = MUITO

do caralho • [Portugal, Calão]   • [Portugal, Tabuísmo]   Em elevado grau, dimensão ou intensidade (ex.: que trapaceiro do caralho; eles moram numa mansão do caralho; era uma dor do caralho). = GRANDE

o caralho • [Portugal, Calão]   • [Portugal, Tabuísmo]   Exclamação que indica desacordo ou refutação relativamente a afirmação anterior. = O CARAÇAS, O TANAS

para caralho • [Brasil, Calão]   • [Brasil, Tabuísmo]   O mesmo que como o caralho .

pra caralho • [Brasil, Calão]   • [Brasil, Tabuísmo]   O mesmo que como o caralho .

um caralho • [Portugal, Calão]   • [Portugal, Tabuísmo]   É usado, geralmente em frases negativas, com o significado de coisa nenhuma (ex.: nunca fizeram um caralho pela iniciativa; o filme não vale um caralho; têm tudo pago e nem assim jogam um caralho; não percebes um caralho disto). = NADA


substantivo masculino Ch Pênis, cacete, pica.
interjeição Usada para traduzir indignação ou admiração. Pra caralho, ch: em grande quantidade.
Etimologia (origem da palavra caralho). Do latim caraculu, pequena estaca.


Caralho é um termo da língua portuguesa usado para designar o membro viril masculino. O termo encontra correspondente no castelhano carajo, no galego carallo, e no catalão carall, sendo exclusivo das línguas românicas da Península Ibérica, não se encontrando em nenhuma outra, incluindo o basco.Documenta-se o uso do termo desde pelo menos o século X, surgindo regularmente nas cantigas de escárnio e maldizer da poesia trovadoresca medieval, sendo também registado nalguma documentação, além de vários usos antroponímicos e nas toponímias da Península Ibérica, em particular da Catalunha, onde se destacam os vários carall bernat.
Este uso do termo como nome próprio para descrever o membro viril, presente inclusive na documentação oficial, termina com a contrarreforma, passando então a ser considerado como obsceno e impróprio, conotação que mantém até aos dias de hoje. Não obstante, o termo manteve uma incrível vitalidade nas línguas romances ibéricas, sendo usado actualmente com dezenas de sentidos diferentes e como meio de expressar as mais diversas emoções, como estranheza, emoção, lambança ou ameaça, embora em algumas regiões tenha perdido o seu sentido original de membro viril.
O caralho marca presença na poesia e literatura modernas, especialmente como disfemismo e elemento provocador, e por vezes como erotismo, tendo entrado no panteão da mitologia brasileira como caralho-de-asas, que por sua vez inspirou um personagem de banda desenhada, o passaralho.


bookmark_borderO que é fimose

fimose | s. f.
fi·mo·se |ó| fi·mo·se |ó|
(francês phimosis )
substantivo feminino

[Medicina]   [Medicina]   Aperto acidental ou natural que impede que se possa puxar o prepúcio para trás.


substantivo feminino Estreitamento do prepúcio, o que impede descobrir a glande: a fimose é tratada por circuncisão.


Fimose é uma condição em que, no pênis humano, o prepúcio não pode ser completamente retraído para expor totalmente a glande. Um inchaço em forma de balão sob o prepúcio pode ocorrer com a micção. Em adolescentes e adultos, pode resultar em dor durante a ereção, mas durante a flacidez não é doloroso. As pessoas afetadas correm maior risco de inflamação da glande, conhecida como balanite, e outras complicações.Em crianças pequenas, é normal não ser capaz de puxar o prepúcio. Em mais de 90% dos casos, esta incapacidade desaparece aos sete anos e em 99% dos casos aos 16 anos. Ocasionalmente, a fimose pode ser causada por uma condição subjacente, como cicatrizes por balanite ou balanite xerotica obliterante. Isso geralmente pode ser diagnosticado vendo cicatrizes na abertura do prepúcio.Normalmente, resolve-se sem tratamento aos três anos de idade. Esforços para puxar o prepúcio durante os primeiros anos da vida de um menino não devem ser tentados. Para aqueles em quem a condição não melhora ainda mais tempo pode ser dado ou um corticoide pode ser usado para tentar afrouxar a pele firme. Se este método, combinado com exercícios de alongamento, não for eficaz, então outros tratamentos, como a circuncisão, podem ser recomendados. Uma complicação potencial da fimose é a parafimose, em que o prepúcio apertado fica preso atrás da glande. A palavra vem do grego phimos (φῑμός), significando “mordaça”.


bookmark_borderO que é prepúcio

prepúcio | s. m.
pre·pú·ci·o
(latim praeputium, -ii )
substantivo masculino

[Anatomia]   [Anatomia]   Dobra de pele que reveste a glande do pénis . = ACROPÓSTIA


substantivo masculino [Anatomia] Pele que recobre a extremidade (glande) do pênis.
Retirada do Prepúcio. Remoção completa da pele que protege a extremidade do pênis por razões religiosas, cirúrgicas ou por higiene; circuncisão masculina.
Prepúcio inchado ou vermelho. Inflamação da mucosa que reveste a extremidade (glande) do pênis, podendo haver ou não infecção; balanite.
Etimologia (origem da palavra prepúcio). Do latim praeputium.ii.


Nos mamíferos, o prepúcio é uma dobra de duas camadas da pele e mucosa que cobre a glande do pênis e protege o meato urinário, quando o pênis não está ereto. Também é descrito que o prepúcio que inclui também o capuz do clítoris, pelo qual o prepúcio é embrionariamente homólogo. O prepúcio é bastante elástico, e age como um lubrificante natural.
O prepúcio é tipicamente retrátil sobre a glande. A cobertura da glande em estado flácido e ereto varia dependendo do comprimento do prepúcio. O prepúcio é anexado à glande no momento do nascimento e não é geralmente retrátil na infância. A idade em que o prepúcio pode retrair varia, mas uma pesquisa descobriu que 95% dos prepúcios eram capazes de retrair completamente na idade adulta. A incapacidade de retrair o prepúcio na infância não deve ser considerado um problema a menos que existam outros sintomas.A Organização Mundial da Saúde (OMS) afirma que as funções do prepúcio incluem “manter a glande úmida, protegendo o pênis em desenvolvimento no útero, ou aumentar o prazer sexual, devido à presença de receptores nervosos.”
O prepúcio pode ficar sujo em uma série de condições patológicas. A maioria das condições são raros e facilmente tratadas. Em alguns casos, particularmente com doenças crônicas, o tratamento pode incluir a circuncisão, um procedimento em que o prepúcio é parcialmente ou completamente removido.


bookmark_borderO que é priapismo

priapismo | s. m.
pri·a·pis·mo
(latim priapismus, -i, do grego priapismós, -ou )
nome masculino

1. Excitação sexual excessiva.

2. [Medicina]   [Medicina]   Erecção dolorosa e persistente, sem desejo sexual.


substantivo masculino Ereção involuntária e dolorosa do pênis, sintomática de diversas doenças.
[Por Extensão] Excitação sexual exagerada.


Priapismo é uma condição médica geralmente dolorosa e potencialmente danosa na qual o pênis ereto não retorna ao seu estado flácido, apesar da ausência de estimulação física e psicológica. A ereção dura em média 4 horas, e pode levar à impotência sexual definitiva.
O priapismo é uma emergência médica e o recomendado é procurar atendimento de emergência prontamente.
O nome vem do deus Priapo da mitologia grega, que tinha um pênis exageradamente grande e que permanecia sempre ereto.


bookmark_borderO que é pênis

pénis pênis | s. m. 2 núm. Será que queria dizer pénis?
pé·nis pê·nis
(latim penis, -is, cauda )
nome masculino de dois números

[Anatomia]   [Anatomia]   Órgão sexual masculino. = FALO, PENE• Grafia no Brasil: pênis. • Grafia no Brasil: pênis. • Grafia em Portugal:pénis. • Grafia em Portugal:pénis.


substantivo masculino [Anatomia] Órgão genital/sexual presente nos indivíduos do sexo masculino.
[Zoologia] Órgão masculino de função copuladora presente num animal invertebrado.
Etimologia (origem da palavra pênis). Do latim penis.is.


O pênis (português brasileiro) ou pénis (português europeu) (do latim penis, “pincel”), também conhecido como falo e fálus, é o órgão sexual dos indivíduos do sexo masculino, dentre os vertebrados ou invertebrados que possuem órgãos sexuais. No ser humano, seu formato é cilíndrico, sendo formado por dois tipos de tecidos (dois corpos cavernosos e um corpo esponjoso) e, em sua extremidade, observa-se uma fenda, que é a terminação da uretra, canal este que escoa o esperma e a urina. É, portanto, um órgão que atua em duas funções: na reprodução e na excreção.

O termo “pênis” se aplica a muitos órgãos análogos de diversos animais, mas não a todos. Por exemplo, o órgão intromitente da maioria dos cefalópodes é o hectocotylus, um tentáculo especializado, e as aranhas macho usam seus pedipalpos. Mesmo dentro dos vertebrados existem variantes morfológicas com terminologia específica, tais como os hemipenes.
Na maioria das espécies de animais em que há um órgão que poderia razoavelmente ser descrito como um pênis, a função é apenas a transmissão do esperma à fêmea, mas nos mamíferos placentários o pênis suporta a parte distal da uretra, que descarrega tanto urina, durante a micção, quanto serve para realizar a cópula.