bookmark_borderO que é alucinação

alucinação | s. f. derivação fem. sing. de alucinar
a·lu·ci·na·ção
(latim alucinatio, -onis )
nome feminino

1. Acto ou efeito de se alucinar. = ALUCINAMENTO

2. Cegueira intelectual.

3. Ilusão (que faz ver o que não é).

4. Delírio.

5. Desvario.

6. [Medicina]   [Medicina]   percepção de sensações sem causa que as origine.
a·lu·ci·nar a·lu·ci·nar – Conjugar
(latim alucinor, -ari, errar, enganar-se, sonhar )
verbo transitivo

1. Causar alucinação a.

2. Desvairar.

3. Apaixonar.

4. Fazer cair em ilusão.verbo pronominal

5. Perder a razão.

6. Desorientar-se.


substantivo feminino Sensação mórbida produzida por algo inexistente.
Devaneio, delírio, ilusão.
Obscurecimento passageiro das faculdades mentais.


Alucinação é a percepção real de um objeto que não existe, ou seja, são percepções sem um estímulo externo.
A alucinação é classificada como percepção real haja vista que há convicção inabalável da pessoa que alucina em relação ao objeto alucinado, contudo muitas vezes esta vivência integra a um delírio mais ou menos coerente classificável em diferentes quadros psiquiátricos, incluindo a psicose, patologia psiquiátrica que, entre outros sinais e sintomas, caracteriza-se pela perda de contato com a realidade. Entre possíveis causas das alucinações se incluem as reações à drogas e medicamentos, síndromes associadas ao stress, medo, fadiga, perturbações do sono (especialmente sua privação), infecções (febres) e entre as psicoses destacam-se a paranoia e esquizofrenia.
Em psiquiatria, esse conceito foi introduzido por Esquiroll (1772-1840) como percepção sem objeto, já havendo diferenciação desta da ilusão ou percepção distorcida.
Sendo a percepção da alucinação de origem interna, emancipada de todas as variáveis que podem acompanhar os estímulos ambientais (iluminação, acuidade sensorial, etc.), um objecto alucinado muitas vezes é percebido mais nitidamente que os objetos reais de fato.


bookmark_borderO que é escorço

escorço | s. m. 1ª pess. sing. pres. ind. de escorçar
es·cor·ço |ô| es·cor·ço |ô|
(italiano scorcio )
substantivo masculino

1. Efeito de perspectiva que apresenta mais pequenos que o natural os objectos que se vêem de frente ou a distância.

2. Arte de representar os objectos em proporções mais pequenas que a realidade.

3. [Por extensão]   [Por extensão]   Obra de pequenas dimensões.

4. Descrição resumida. = RESUMO, SÍNTESEPlural: escorços |ô|. Plural: escorços |ô|.
es·cor·çar es·cor·çar – Conjugar
verbo transitivo

Fazer o escorço de.


substantivo masculino Redução de uma figura segundo as regras de perspectiva.
Figura reduzida em relação ao tamanho natural.
Resumo, síntese.


Escorço é uma técnica de representação gráfica, na qual um objeto ou uma distância parecem mais curtos do que são na realidade. O termo deriva do verbo italiano scorciare que significa encurtar. Isso ocorre em função do ângulo adotado em relação ao espectador, sendo um exemplo extremo da perspectiva linear.O escorço da figura humana foi aperfeiçoado no Renascimento italiano. A pintura
Lamentação sobre o Cristo Morto, de Andrea Mantegna (1480), é um dos mais famosos exemplos de obras que mostram a nova técnica do período, a qual foi incorporada no currículo padrão para a formação dos artistas.


bookmark_borderO que é sinestesia

sinestesia | s. f.
si·nes·te·si·a
(grego sunaísthesis, -eos, sensação simultânea, percepção simultânea )
nome feminino

1. Produção de duas ou mais sensações sob a influência de uma só impressão.

2. [Retórica]   [Retórica]   Figura de estilo que combina percepções de natureza sensorial distinta (ex.: sorriso amargo).Confrontar: cenestesia, cinestesia.


substantivo feminino Associação de palavras ou de expressões que combina várias e diferentes sensações humanas, numa só representação.
Mistura de sensações, de sentidos (visão, audição, tato, paladar, olfato): dia com gosto de chuva fria.
[Psicologia] Associação espontânea de essência psicológica que se define pela mistura de duas sensações ou de duas imagens distintas: cheiro de verde.
Etimologia (origem da palavra sinestesia). Do grego seunaísthesis.e.os.


Sinestesia (do grego συναισθησία, συν- (syn-) “união” ou “junção” e -αισθησία (-esthesia) “sensação”) é a relação de planos sensoriais diferentes: Por exemplo, o gosto com o cheiro, ou a visão com o tato. O termo é usado para descrever uma figura de linguagem e uma série de fenômenos provocados por uma condição neurológica.


bookmark_borderO que é percepção

percepção perceção percepção | s. f.
per·cep·ção |èç| per·ce·ção |èç| per·cep·ção |èpç|
(latim perceptio, -onis )
substantivo feminino

1. Acto ou efeito de perceber.

2. Recepção .

3. Cobrança.

percepção subliminal • [Psicologia]   • [Psicologia]   O mesmo que percepção subliminar.

percepção subliminar • [Psicologia]   • [Psicologia]   Percepção de um objecto no limite do seu reconhecimento pelo indivíduo, em face do afastamento, do esclarecimento, etc.
• Grafia alterada pelo Acordo Ortográfico de 1990: perceção. • Grafia anterior ao Acordo Ortográfico de 1990:percepção.
• Grafia no Brasil: percepção. • Grafia em Portugal:perceção.


substantivo feminino Ação ou efeito de perceber, de compreender o sentido de algo por meio das sensações ou da inteligência: percepção do sofrimento, do clima.
Juízo consciencioso acerca de algo ou alguém: é necessário entender a percepção do certo e do errado.
[Por Extensão] Intuição geralmente de teor moral: percepção do bem e do mal.
[Por Extensão] Avaliação sobre coisas ou seres a partir de um julgamento ou opinião.
Etimologia (origem da palavra percepção). Do latim perceptio.onis, “compreensão”.


Percepção (AO 1990: percepção ou perceção) é, em psicologia, neurociência e ciências cognitivas, a função cerebral que atribui significado a estímulos sensoriais, a partir de histórico de vivências passadas (memórias). Através da percepção um indivíduo organiza e interpreta as suas impressões sensoriais para atribuir significado ao seu meio. Consiste na aquisição, interpretação, seleção e organização das informações obtidas pelos sentidos. A percepção pode ser estudada do ponto de vista estritamente biológico ou fisiológico, envolvendo estímulos elétricos evocados pelos estímulos nos órgãos dos sentidos. Do ponto de vista psicológico ou cognitivo, a percepção envolve também os processos mentais, a memória e outros aspectos que podem influenciar na interpretação dos dados percebidos.


bookmark_borderO que é ilusão

ilusão | s. f.
i·lu·são
substantivo feminino

1. Engano dos sentidos ou pensamento.

2. O que se nos afigura ser o que não é.

3. Quimera.

4. Esperança irrealizável.


substantivo feminino Falta de percepção ou de entendimento que prejudica os sentidos; compreensão errada da mente.
Confusão que faz com que alguém não consiga distinguir a aparência da realidade.
Confusão entre aquilo que não existe (falso) e o que existe realmente (verdadeiro); devaneio ou sonho.
Procedimento que visa enganar; mentira.
[Psicologia] Percepção distorcida de um objeto.
Etimologia (origem da palavra ilusão). Do latim illusio.onis.


A ilusão é uma confusão dos sentidos que provoca uma distorção da percepção. A ilusão pode ser causada por razões naturais (mudança de ambiente, deformação do ambiente, mudança de clima, etc) ou artificiais (camuflagem, mimetismo, efeitos sonoros, ilusionismo, entre outros). Todos os sentidos podem ser confundidos por ilusões, mas as visuais são mais conhecidas. Uma vez que a percepção é baseada na interpretação dos sentidos, as pessoas podem experimentar ilusões de formas diferentes.


bookmark_borderO que é flavorizante

Palavra não encontrada. Se procurava uma das palavras seguintes, clique nela para consultar a sua definição. glamorizaste platonizante fosforizaste alvoroçante anabolizante alvoraçante glamorizastes glamorizasse factorizaste (norma brasileira) fatorizaste (norma europeia, na grafia pós-Acordo Ortográfico e norma brasileira) favorizamos (norma brasileira) favorizando (norma brasileira) favorizasse (norma brasileira) favorizaste (norma brasileira) favorizastes (norma brasileira) glamorizando (norma europeia, na grafia pós-Acordo Ortográfico) laconizaste (norma europeia, na grafia pós-Acordo Ortográfico)
Caso a palavra que procura não seja nenhuma das apresentadas acima, sugira-nos a sua inclusão no dicionário.


substantivo masculino Substância que adiciona determinado sabor, odor, aroma a; aromatizante.
Etimologia (origem da palavra flavorizante). Do inglês flavour + izar + ante.


Flavorizantes ou saborizantes são substâncias (naturais ou sintéticas) ou misturas que adicionadas a um alimento ou medicamento lhes conferem um sabor característico.