bookmark_borderO que é malandragem

substantivo feminino Comportamento próprio de malandro, de quem gosta de viver de modo boêmio, sem trabalhar; malandrice.
Ausência de atividade; falta de trabalho; vadiagem, ociosidade.
Modo de vida de quem prefere agir irresponsavelmente, sem preocupações, buscando diversão.
Qualidade de esperto, de quem é hábil, malicioso, ardil; malícia.
Perspicácia e talento ao confrontar um inimigo ou adversário.
Etimologia (origem da palavra malandragem). Malandro + agem.


Malandragem define-se como um conjunto de artimanhas utilizadas para se obter vantagem em determinada situação (vantagens estas, muitas vezes, ilícitas). Por exemplo, utilizar-se de esperteza para não trabalhar. Caracteriza-se pela engenhosidade e sutileza. Sua execução exige destreza, carisma, lábia e quaisquer características que permitam a manipulação de pessoas ou resultados, de forma a obter o melhor destes, e da maneira mais fácil possível. Contradiz a argumentação lógica, o labor e a honestidade, pois a malandragem pressupõe que tais métodos são incapazes de gerar bons resultados. Aquele que pratica a malandragem (o “malandro”) age como no popular adágio brasileiro, imortalizado sob o nome de Lei do Gerson: “gosto de levar vantagem em tudo”.
Junto ao jeitinho, a malandragem pode ser considerada um comportamento tipicamente (mas não unicamente) brasileiro; porém, diferentemente do jeitinho, na malandragem a integridade de instituições e de indivíduos pode ser efetivamente lesada, e de forma juridicamente definível como dolosa. No entanto, a malandragem bem-sucedida pressupõe que se obtenham vantagens sem que sua ação se faça perceber. Em termos mais populares, o “malandro” “engana” o “otário” (vítima) sem que este perceba ter sido enganado.
Tal como o jeitinho, a malandragem é um recurso de esperteza, utilizado por indivíduos de pouca influência social, ou socialmente desfavorecidos. Isso não impede a malandragem de ser igualmente utilizada por indivíduos mais bem posicionados socialmente. Através da malandragem, obtêm-se vantagens ilícitas em jogos de azar, nos negócios e na vida social em sua totalidade. Pode-se considerar “malandro” o patrão que “dá um jeito” de não pagar os funcionários tal como deveria; ou o “jogador” que manipula as cartas e leva, para si, toda uma rodada de apostas.


bookmark_borderO que é herói

herói | s. m.
he·rói
(latim heros, -ois )
nome masculino

1. Pessoa de grande coragem ou autora de grandes feitos. = VALENTE ≠ COBARDE , MEDROSO

2. [Mitologia]   [Mitologia]   Personagem nascida de um ser divino e de outro mortal. = SEMIDEUS

3. Personagem principal. = PROTAGONISTA

4. Pessoa ou personagem de ficção que tem atributos físicos ou morais muito positivos. ≠ ANTI-HERÓI

5. Pessoa que provoca admiração. = ÍDOLO

6. Pessoa que é o centro das atenções (ex.: ele foi o herói do jantar).

7. [Depreciativo]   [Depreciativo]   Pessoa que se destaca pelo seu proceder escandaloso ou incorrecto .Feminino: heroína. Feminino: heroína.


substantivo masculino Nome dado pelos gregos aos grandes homens divinizados.
Aquele que se distingue por seu valor ou por suas ações extraordinárias, principalmente por feitos brilhantes durante a guerra.
[Literatura] Principal personagem de uma obra literária (poema, romance, peça de teatro etc.) ou cinematográfica; protagonista.
[Por Extensão] Principal personagem de uma aventura, de um acontecimento.
[Mitologia] Quem é filho de um deus e um humano; semideus.
Pessoa que se destaca em relação aos demais.
Aquele que é condecorado por suas ações corajosas, pelo seu caráter magnânimo, por comportamentos altruístas.
Quem é capaz de suportar situações adversas sem se abater.
Etimologia (origem da palavra herói). Do grego heros.oo; pelo latim heros.óis.


Herói é uma figura arquetípica, personagem modelo, que reúne, em si, os atributos necessários para superar, de forma excepcional, um determinado problema de dimensão épica. Do grego ἥρως, pelo termo latino heros, o termo “herói” designava, originalmente, o protagonista de uma obra narrativa ou dramática. Para os Gregos antigos, o herói situava-se na posição intermédia entre os Deuses e os Homens, sendo, em geral, filho de um Deus e de uma Mortal (Hércules, Perseu), ou vice-versa (Aquiles). Portanto, para os gregos antigos, o herói tinha uma dimensão semidivina.
Compreendido diferentemente consoante as épocas, as correntes estético-literárias, os géneros e subgéneros narrativos, o herói é marcado por uma projecção ambígua: por um lado, representa a condição humana, na sua complexidade psicológica, social e ética; por outro, transcende a mesma condição, na medida em que representa facetas e virtudes que o homem comum não consegue mas gostaria de atingir – fé, coragem, força de vontade, determinação, paciência etc. O heroísmo que resulta em autossacrifício chama-se martírio.
O herói será tipicamente guiado por ideais nobres e altruístas – liberdade, fraternidade, sacrifício, coragem, justiça, moral, paz. Eventualmente, buscará objetivos supostamente egoístas (vingança, por exemplo); no entanto, suas motivações serão sempre moralmente justas ou eticamente aprováveis, mesmo que ilícitas. Aqui, é preciso observar que o heroísmo caracteriza-se principalmente por ser um ato moral.
Existem casos em que indivíduos sem vocação heroica protagonizam atitudes dignas do herói. Há também aqueles em que os indivíduos demonstram virtudes heroicas para realizar façanhas de natureza egoísta, motivados por vaidade, orgulho, ganância, ódio etc. É o caso dos caçadores de fortuna (piratas, mercenários etc). Tais exceções não os impedem de serem admirados como heróis; no entanto, serão melhor representados no arquétipo do anti-herói.
Através das histórias em quadrinhos, do cinema e de outras mídias, a cultura de massa popularizou a figura do super-herói, que são indivíduos dotados de atributos físicos extraordinários como corpo à prova de balas, capacidade de voar etc. Merecem explicação à parte (vide super-herói).


bookmark_borderO que é gigante

gigante | s. m. | adj. 2 g.
gi·gan·te
(latim Gigas, -antis, cada um dos Gigantes [seres monstruosos filhos da Terra, que queriam destronar Júpiter], do grego Gígas, -antos )
substantivo masculino

1. Pessoa de estatura muitíssimo alta.

2. [Figurado]   [Figurado]   Pessoa eminente pelo talento, pelo valor, pela importância, etc.

3. Animal muito grande.

4. [Arquitectura]   [Arquitetura]   [Arquitetura]   O mesmo que contraforte.adjectivo de dois géneros adjetivo de dois géneros

5. Excessivamente alto.

6. [Figurado]   [Figurado]   Admirável, portentoso.

7. Magnânimo.

8. De grandes dimensões. = COLOSSAL, DESMEDIDO, IMENSO

a passos de gigante • Muito depressa.


adjetivo, substantivo masculino Diz-se de, ou pessoa, animal ou vegetal etc., de crescimento descomunal.
Extraordinário, de grandes dimensões, portentoso: obra gigante.
Raça de seres que se assemelhavam aos homens, mas eram muito maiores, conhecidos na mitologia grega e romana.
Os antigos gregos e romanos acreditavam que as pessoas ficaram menores com o passar do tempo. Pensavam que os seus antepassados eram seres enormes, de grande força e energia.


Gigantes são figuras comuns em folclores e lendas, sendo caracterizados como humanos ou humanoides de grande tamanho, que varia em cada lenda. Graças à sua grande estatura são atribuídos a gigantes grande força e resistência, algumas vezes são retratados como burros e ignorantes e outras como inteligentes e até amigáveis. Um conceito simples, gigantes aparecem em lendas e histórias de todo o mundo, até mesmo sendo citados na Bíblia.
Os gigantes para a mitologia nórdica são os inimigos dos deuses supremos, como Geirröd, que trava uma batalha mortal com Thor, o qual é filho do poderoso deus Odin.
Estes seres são enormes em suas proporções físicas e têm a capacidade de se transformarem em quaisquer criaturas (animada ou inanimada) dos quatro cantos do mundo. Assim, tendo o poder de enganar qualquer um que passar pelos seus caminhos.
Gigantes são mencionados na Bíblia, No livro do Gênesis, capítulo 6, lê-se:

Viram os filhos de Deus que as filhas dos homens eram formosas; e tomaram para si mulheres de todas as que escolheram. Então disse o SENHOR: Não contenderá o meu Espírito para sempre com o homem; porque ele também é carne; porém os seus dias serão cento e vinte anos. Havia naqueles dias gigantes na terra; e também depois, quando os filhos de Deus entraram às filhas dos homens e delas geraram filhos; estes eram os valentes que houve na antiguidade, os homens de fama.


bookmark_borderO que é ingênua

ingénua ingênua | s. f. Será que queria dizer ingénua?
in·gé·nu·a in·gê·nu·a
substantivo feminino

Actriz que representa personagens de pouca idade e muita candura.• Grafia no Brasil: ingênua. • Grafia no Brasil: ingênua. • Grafia em Portugal:ingénua. • Grafia em Portugal:ingénua.


adjetivo Que possui inocência e simplicidade.
substantivo feminino Aquela que possui uma inocência franca e simples; que não possui malícia.
Teatro. Atriz que realiza papéis definidos pela pouca idade e/ou excesso de ingenuidade.
Etimologia (origem da palavra ingênua). Feminino de ingênuo.


A ingênua ou Ingénue, é um arquétipo ou personagem modelo, na literatura, cinema, teatro, e mídias em geral. É uma menina ou jovem mulher que é carinhosamente inocente e bondosa. A Ingênua pode também se referir a uma jovem atriz ou tipo de papel no elenco. O termo também pode implicar uma falta de sofisticação e inteligência.
Normalmente, a ingênua é bela, amável, gentil, doce, virginal, e ingênua, em perigo fisicamente ou emocionalmente, geralmente alvo do mulherengo; a quem ela pode ter se confundido com o Herói. Devido à falta de independência, a ingênua geralmente vive com seu pai, marido, ou uma figura paterna. A vamp (femme fatale) é muitas vezes usada como contraponto para a ingênua (ou a donzela em perigo).
A ingênua é muitas vezes acompanhada por um enredo romântico. Este romance é, geralmente, considerado puro e inofensivo para ambos os participantes. Em muitos casos, mas não todos, o par do sexo masculino é tão inocente como a ingênua. A ingênua é também semelhante ao arquétipo americano de garota da porta ao lado .
Em ópera eteatro musical, a ingênua geralmente é cantada por uma soprano lírico. O estereótipo de ingênua tem geralmente olhos claros e a inocência de uma criança, mas sutil apelo sexual.


bookmark_borderO que é paladino

paladino | s. m. paladino | adj.
pa·la·di·no 1
(francês paladin, cavaleiro )
substantivo masculino

1. Cavaleiro andante.

2. [Figurado]   [Figurado]   Fidalgo de estirpe nobilíssima.

3. Homem intrépido e cavaleiroso.

4. Defensor obstinado.

Sinónimo Sinônimo Geral: PALADIM
pa·la·di·no pa·la·di·no 2
(latim palatinus, -a, -um, do Palatino, do palácio )
adjectivo adjetivo

Que é do conhecimento de todos. = COMUM, NOTÓRIO, PÚBLICO


substantivo masculino Cavaleiro andante.
[História] Cavaleiro que acompanhava Carlos Magno, imperador romano, em suas guerras.
[Figurado] Indivíduo que defende com ardor as grandes causas, conhecido por seu esforço e coragem para ajudar pessoas oprimidas ou lutar por boas causas.
[História] Cavaleiro em busca de aventuras que pudessem comprovar seu valor e honra.
Etimologia (origem da palavra paladino). Do latim palatinus; pelo francês paladin.
adjetivo [Antigo] Conhecido por um grande número de pessoas; vulgar, sabido, comum, público.
Etimologia (origem da palavra paladino). Do castelhano paladino.
substantivo masculino Palácio pequeno; palacete.
Etimologia (origem da palavra paladino). Do latim palatium.


Um paladino é um herói cavalheiresco, errante e destemido, de carater inquestionável que segue sempre o caminho da verdade, lei e ordem, sempre disposto a proteger os fracos e lutar por causas justas. A palavra Paladino vem do latim palatinus (relativo a palácio), por sua vez derivado do Palatino, uma das sete colinas de Roma.
Os paladinos originais foram os 12 pares de Carlos Magno que aparecem no poema La Chanson de Roland (A Canção de Rolando) que conta a historia de Rolando e Os Doze Pares da França na batalha de Roncesvalles.
Também podem ser considerados paladinos os lendarios Rei Artur e Os Cavaleiros da Távola Redonda das lendas celticas.
Paladino também é um tipo de personagem na ficção muito conhecido em épocas mediévais na qual o mesmo tinha total disposição de poder sagrado onde seu lema é proteger os fracos, seguir a ordem e levar luz onde haja escuridão
O Paladino pode também ser conhecido como uma classe jogável em diversos jogos RPG’s, sendo aquele herói clássico, cheio de bondade e justiça, viajando por entre os lugares mais escuros do mundo pronto para dar sua vida para proteger os fracos e/ou seus companheiros, e acabar com a escuridão trazendo a luz e esperança para os corações de quem esta ao lado dessa figura de resplandecente.