bookmark_borderO que é polinizador

polinizador | adj. s. m.
po·li·ni·za·dor |ô| po·li·ni·za·dor |ô|
(polinizar + -dor )
adjectivo e substantivo masculino adjetivo e substantivo masculino

Que ou o que faz polinização; que ou o que poliniza.


adjetivo, substantivo masculino Diz-se de, ou animal (especialmente inseto) que poliniza.
Etimologia (origem da palavra polinizador). Polinizar + dor.


Polinizador é um vetor animal – fator biótico – responsável pela transferência de pólen das anteras de uma flor masculina para o estigma de flores femininas, acidentalmente ou não, permitindo que aconteça a união do gameta masculino presente no grão de pólen com o gameta feminino do óvulo, processo conhecido como fecundação ou singamia. A consequência esperada é a produção de semente(s) fértil(eis).
A polinização realizada por vetor biótico, biofilia, é responsável por 80% de todos os tipos de polinização , sendo muito importante para a agricultura e a biodiversidade.
Algumas espécies de plantas são generalistas, ou seja, apresentam flores preparadas para ser polinizadas por qualquer tipo de animal, assim como há animais capazes de recolher recursos da maior parte das flores. Mas a relação entre polinizadores e plantas pode alcançar níveis de especificidade surpreendentes. Relações muito específicas podem ser observadas em figueiras e orquídeas. O processo de polinização é, normalmente, acidental, resultado da movimentação do animal sobre a flor liberando o pólen sobre seu corpo.


bookmark_borderO que é nectário

nectário | s. m.
nec·tá·ri·o
(néctar + -io )
substantivo masculino

Parte da flor que segrega o suco de que as abelhas fazem o mel.


substantivo masculino [Botânica] Glândula que produz o néctar, situada comumente no interior de uma flor. (Os esporões de certas flores, como as orquídeas, os amores-perfeitos etc., são nectários.).


Nectário, ou glândula nectarífera, é toda glândula em um organismo vegetal a princípio capaz de produzir e secretar néctar. São comuns nectários em flores, oferecendo uma fonte de líqüido e carboidratos a animais, que assim podem atuar na polinização das plantas, mas também ocorrem nectários em diversos outros órgãos, com as mais diferentes finalidades.


bookmark_borderO que é quimiotropismo

Palavra não encontrada. Se procurava uma das palavras seguintes, clique nela para consultar a sua definição. quimiotactismo (norma brasileira) quimiotatismo (norma brasileira) quimiotípico (norma brasileira)
Caso a palavra que procura não seja nenhuma das apresentadas acima, sugira-nos a sua inclusão no dicionário.


substantivo [Medicina] Orientação do crescimento de plantas sob a ação de substâncias químicas; quimiotaxia.


Quimiotropismo é o crescimento de organismos como bactérias e plantas, navegados por estímulo químico de fora do organismo ou parte do organismo. A resposta do organismo ou parte do organismo é denominada “positiva” se o crescimento for em direção ao estímulo, ou “negativo” se o crescimento estiver distante do estímulo. O tubo polínico, também, por um estímulo químico cresce em direção ao óvulo.


bookmark_borderO que é polinização

polinização | s. f. derivação fem. sing. de polinizar
po·li·ni·za·ção
substantivo feminino

Acto ou efeito de polinizar.
po·li·ni·zar po·li·ni·zar – Conjugar
(latim pollen/pollis, -inis + -izar )
verbo transitivo

1. Transportar o pólen das anteras para o estigma da flor.

2. Fecundar uma flor com o pólen.


substantivo feminino Passagem do pólen de um estame para o estigma da flor, feita naturalmente por agentes externos (vento, água, insetos etc.) ou, artificialmente, por interferência humana.
expressão Polinização Cruzada. Método segundo o qual muitas plantas produzem sementes que vão dar origem a novas plantas; o pólen masculino, produzido nas anteras dos estames, e os óvulos femininos, produzidos nos ovários dos pistilos, formam essas sementes.
Etimologia (origem da palavra polinização). Polinizar + ção.


Polinização é o ato da transferência de células reprodutivas masculinas (núcleos espermáticos) através dos grãos de pólen (espermatozoides das plantas) que estão localizados nas anteras de uma flor, para o receptor feminino (estigma) de outra flor (da mesma espécie), ou para o seu próprio estigma. Pode-se dizer que a polinização é o ato sexual das plantas espermatófitas, já que é através deste processo que o gameta masculino pode alcançar o gameta feminino e fecundá-lo.


bookmark_borderO que é néctar

néctar | s. m.
néc·tar
substantivo masculino

1. Bebida dos deuses.

2. [Por extensão]   [Por extensão]   Bebida excelente.

3. [Figurado]   [Figurado]   Delícia.

4. O suco doce de algumas flores.


substantivo masculino Líquido açucarado produzido pelas flores.
Os insetos voam de uma flor a outra alimentando-se do néctar. As glândulas produtoras de néctar ficam, em geral, no interior da flor, e o inseto é obrigado a passar pelo pólen para alcançá-las. Assim, o pólen que adere ao corpo do inseto é levado para a próxima flor a ser visitada. As abelhas colhem o néctar e o transformam em mel.


Néctar é uma substância aquosa secretada pelos vegetais através de glândulas especializadas. Sua constituição química geralmente inclui açúcares em quantidades variáveis de acordo com a espécie.


bookmark_borderO que é calcar

calcar | v. tr. calçar | v. tr. Será que queria dizer calçar?
cal·car – Conjugar
(latim calco, -are )
verbo transitivo

1. Pisar com o pé ou com os pés.

2. Esmagar.

3. Contundir.

4. Moer.

5. Comprimir.

6. Desprezar.

7. Decalcar.

8. Atropelar.Confrontar: calçar.

cal·çar cal·çar – Conjugar
(latim calceo, -are )
verbo transitivo

1. Aplicar o calçado ou as meias ao pé.

2. Vestir, pôr (calças, ceroulas, luvas ou esporas).

3. Prover de calçado.

4. Empedrar.

5. Pôr calço em.

6. Acerar, revestir de aço (ferramentas).

7. Chegar e conchegar terra (ao tronco da planta).

8. Usar luvas ou calçado de determinado número de pontos da craveira.Confrontar: calcar.


verbo transitivo direto Pressionar esmagando com os pés: calcava as uvas maduras.
[Figurado] Fazer com que alguém se sinta humilhado: a falta de dinheiro calcou a vida do vizinho.
Comportar-se de modo a menosprezar algo ou alguém: os alunos calcavam as regras da escola.
Ter o controle de; possuir domínio sobre; subjugar: calcou uma vontade maléfica.
verbo transitivo direto e bitransitivo Fazer compressão; apertar intensamente; comprimir: calcava a farinha com o pilão; calcou o livro sobre a mesa.
verbo bitransitivo Utilizar como padrão (modelo) ou fundamento; apoiar: calcou sua obra nas influências clássicas.
Fazer a reprodução idêntica ou a cópia de; copiar: calcou o discurso presidencial no Manifesto Comunista.
Etimologia (origem da palavra calcar). Do latim calcare.
substantivo masculino [Botânica] Em algumas plantas, o apêndice que se localiza na corola ou no cálice, constituído pela sépala ou pétala; espora.
[Zoologia] Nos artrópodes, processo móvel que tem o aspecto de um espinho.
[Zoologia] Em certos insetos, o esporão mais forte, localizado na tíbia.
Etimologia (origem da palavra calcar). Do latim calcar.aris.


Calcar ou esporão é um termo botânico que designa um apêndice mais ou menos alongado existente em algumas flores cuja principal finalidade é auxiliar no mecanismo de polinização. O calcar pode ou não conter nectar. Prolongamento oco, cónico, cilíndrico ou saciforme, invertido e fechado no ápice que se encontra na base de pétalas ou de sépalas livres (ex. Aquilegia) ou de corolas simpétalas (ex. Linaria).


bookmark_borderO que é pólen

pólen | s. m.
pó·len
(latim pollen, -inis ou pollis, -inis, farinha-flor; pó de farinha; pó muito fino )
substantivo masculino

[Botânica]   [Botânica]   Conjunto dos grãos minúsculos produzidos pelas flores das angiospérmicas ou pelas pinhas masculinas das gimnospérmicas, e que constituem os elementos reprodutores masculinos, que fecundam os óvulos e originam as sementes.Plural: pólenes ou polens. Plural: pólenes.


substantivo masculino [Botânica] Conjunto de grãos microscópicos de cor amarela que, formados pelos estames, são os elementos masculinos no processo de reprodução dos vegetais.
Etimologia (origem da palavra pólen). Do latim Pollen.


O pólen (do grego “pales” = “farinha” ou “pó”) é o conjunto dos minúsculos grãos produzidos pelas flores das angiospermas (ou pelas pinhas masculinas das gimnospermas), que são os elementos reprodutores masculinos ou microgametófitos, onde se encontram os gâmetas que vão fecundar os óvulos, que posteriormente irão se transformar em sementes. O estudo do pólen é a palinologia.


bookmark_borderO que é hercogamia

Palavra não encontrada. Se procurava uma das palavras seguintes, clique nela para consultar a sua definição. errogaria (norma brasileira)
Caso a palavra que procura não seja nenhuma das apresentadas acima, sugira-nos a sua inclusão no dicionário.


substantivo feminino [Botânica] Impossibilidade ou quase impossibilidade de polinização direta, em muitas flores, proveniente da disposição dos estames e carpelos, uns em relação aos outros.
Etimologia (origem da palavra hercogamia). Herco + gamo + ia.


Hercogamia é uma estratégia seguida pelas angiospérmicas hermafroditas para reduzir a interferência sexual entre a função masculina (anteras) e feminina (estigma) através da separação espacial entre as anteras e o estigma.


bookmark_borderO que é heterostilia

Palavra não encontrada. Se procurava uma das palavras seguintes, clique nela para consultar a sua definição. heteronímia heterocromia heteróclita heterocíclica heterogenia heterometria heterodoxia halterofilia heterocronia (norma brasileira) heterofílica (norma brasileira) heterorexia (norma brasileira, na grafia pós-Acordo Ortográfico) heteróscia (norma brasileira)
Caso a palavra que procura não seja nenhuma das apresentadas acima, sugira-nos a sua inclusão no dicionário.


substantivo feminino [Botânica] Desigualdade que certas plantas, nos seus dois ou três tipos de flores, apresentam na proporção entre o comprimento dos estames e respectivo estilete.
Etimologia (origem da palavra heterostilia). Hétero + estilo + ia.


Heterostilia é uma forma específica de polimorfismo e hercogamia que ocorre nas flores de determinadas espécies de angiospérmicas (ditas heterostílicas). Numa mesma população de uma espécie heterostílica ocorrem, em indivíduos diferentes, dois ou três tipos morfológicos de flores, designados por “morfos”. Em cada indivíduo (espécime) todas as flores pertencem ao mesmo morfo. Os morfos florais diferem no comprimento do pistilo e estames (em geral no comprimento dos filetes ou pela inserção a alturas diferentes nas corolas simpétalas a que acresce, por vezes, anteras de tamanho diferente), sendo estas características fenotípicas descontínuas. Cada morfo é um fenotipo com ligação genética aos genes responsáveis pelo sistema de auto-incompatibilidade das plantas, designado por auto-incompatibilidade heteromórfica, que assegura que o pólen de uma flor pertencente a um morfo não consegue fertilizar uma flor do mesmo morfo.