bookmark_borderO que é generosidade

generosidade | s. f.
ge·ne·ro·si·da·de
substantivo feminino

1. Qualidade daquele ou daquilo que é generoso; acção generosa.

2. Liberalidade.

3. Magnanimidade.


substantivo feminino Característica da pessoa generosa, de quem se sacrifica em benefício de outra pessoa; bondade: ele expressa sua generosidade ajudando crianças.
Ação generosa; comportamento que expressa bondade.
Em que há prodigalidade, abundância, fartura; liberalidade: falava com generosidade; escrevia com generosidade.
Etimologia (origem da palavra generosidade). Do latim generositas.atis.


Generosidade é a virtude em que a pessoa tem quando acrescenta algo ao próximo. Ela se aplica também quando a pessoa que dá algo a alguém tem o suficiente para dividir ou não. Não se limita apenas em bens materiais. Generosos são tanto as pessoas que se sentem bem em dividir um tesouro com mais pessoas porque isso as fará bem, tanto quanto aquela pessoa que dividirá um tempo agradável para outros sem a necessidade de receber algo em troca.[carece de fontes?]Já segundo René Descartes, em Tratado das paixões e também nos Princípios de filosofia, a generosidade é apresentada como uma despertadora do real valor do eu e ao mesmo tempo como mediadora para que a vontade se disponha a aceitar o concurso do entendimento, acabando assim a causa do erro. Neste caso, passa a ser um conceito de mediação entre a vontade e o entendimento.


bookmark_borderO que é castidade

castidade | s. f.
cas·ti·da·de
substantivo feminino

1. Virtude reguladora da natural inclinação para os prazeres sexuais (com relação à moral).

2. Pureza.

3. [Religião católica]   [Religião católica]   Abstinência total de pensamentos, palavras e obras sensuais.


substantivo feminino Virtude daquele que é casto.
Voto de castidade, voto que impõe abstinência total de contatos amorosos.


Castidade é a pureza espiritual em relação ao sexo, significando, assim, a abstenção de conduta sexual desviante, conforme definido pelos padrões morais e diretrizes de uma cultura, civilização ou religião. O termo pode ser associado com a abstinência sexual, especialmente no contexto do sexo pré-marital e extraconjugal (e pode ser usado de forma intercambiável). Nas religiões abraâmicas, a castidade é uma das regras para manter-se ao lado de Deus. Nas religiões e crenças orientais, como o Budismo, a castidade é vista como o caminho para atingir a libertação ou iluminação dos sofrimentos e decepções humanas.


bookmark_borderO que é temperança

temperança | s. f.
tem·pe·ran·ça
nome feminino

1. Hábito de moderar os apetites sensuais, os desejos, as paixões.

2. Sobriedade no comer e no beber.

3. Comedimento, moderação.

4. Economia; parcimónia ; modéstia.


substantivo feminino Característica da pessoa que consegue equilibrar suas próprias vontades.
Particularidade de quem é comedido; moderado.
Que come ou bebe com moderação; sobriedade.
Tendência para economizar; em que há economia; parcimônia.
Etimologia (origem da palavra temperança). Do latim temperantia.ae.


A temperança (em latim: temperantia de em latim: temperare “guardar o equilíbrio”) é uma das quatro virtudes cardinais, caracterizada pelo domínio de si e pela moderação dos desejos. As noções de virtude e vício da ética clássica grega, presentes nos trabalhos de Hobbes e Platão, foram sistematizadas por Aristóteles (384 a.C-322 a.C.) em Ética a Nicômaco, texto dirigido ao seu próprio filho.


bookmark_borderO que é caridade

caridade | s. f.
ca·ri·da·de
substantivo feminino

1. Boa disposição do ânimo para com todas as criaturas.

2. Qualquer manifestação dessa disposição.

3. Pena que se sente pelos sofrimentos alheios.

4. Esmola.

5. [Irónico]   [Irônico]   Dano, ofensa.


substantivo feminino Amor a Deus e ao próximo: a caridade é uma das três virtudes teologais.
Disposição para ajudar o próximo; tendência natural para auxiliar alguém que está numa situação desfavorável; benevolência, piedade.
[Popular] Amor ao próximo: agir por pura caridade.
Aquilo que se oferece a; esmola, favor, benefício: fazer a caridade.
Expressão de bondade; compaixão: cedeu-lhe a vaga por caridade.
Etimologia (origem da palavra caridade). Do latim carĭtas.ātis, ternura, amor.


Caridade, é a doação voluntária de ajuda aos necessitados, como um ato humanitário.


bookmark_borderO que é paciência

paciência | s. f. | interj.
pa·ci·ên·ci·a
(latim patientia, -ae )
substantivo feminino

1. Capacidade de tolerar contrariedades, dissabores, infelicidades. = RESIGNAÇÃO ≠ IMPACIÊNCIA

2. Sossego com que se espera uma coisa desejada.

3. Perseverança.

4. Demora nas coisas que se deviam executar prontamente.

5. Sofrimento em pontos de honra.

6. Passatempo ou jogo de uma pessoa só.

7. [Botânica]   [Botânica]   Labaça.interjeição

8. Designativa de resignação, conformidade.

paciência de Job • O mesmo que paciência de santo.

paciência de santo • Grande paciência.


substantivo feminino Característica de paciente, de quem não perde a calma ou suporta algo sem reclamar: a paciência me fez vencer na vida.
Virtude que faz suportar algo sem perder a calma; que aguenta com tranquilidade uma eventualidade, tristeza, ação maldosa; resignação.
Faculdade de não desistir facilmente de; perseverança, constância.
[Ludologia] Nome de certo jogo de cartas.
[Botânica] Erva proveniente da América do Norte, com flores verdes e folhas comestíveis, pertence à família das poligonáceas Rumex patientia.
expressão Perder a paciência. Deixar de suportar, de esperar, de aguentar algo sem reclamar: estou perdendo a paciência com essa demora!
Revestir-se de paciência. Esperar com calma.
Etimologia (origem da palavra paciência). Do latim patientia.ae.


Paciência é uma característica de manter um controle emocional equilibrado, sem perder a calma, ao longo do tempo. Consiste basicamente na tolerância a erros ou factos indesejados. É a capacidade de suportar incómodos e dificuldades de toda a ordem, de qualquer hora ou em qualquer lugar. É a capacidade de persistir numa actividade difícil, mantendo uma acção tranquila e acreditando que irá conseguir o que quer, de ser perseverante, de esperar o momento certo para certas atitudes, de aguardar em paz a compreensão que ainda não se tenha obtido, capacidade de ouvir alguém, com calma, com atenção, sem ter pressa, capacidade de se libertar da ansiedade.


bookmark_borderO que é humildade

humildade | s. f.
hu·mil·da·de
(latim humilitas, -atis, pequenez, modéstia )
substantivo feminino

1. Qualidade de humilde.

2. Capacidade de reconhecer os próprios erros, defeitos ou limitações. = MODÉSTIA ≠ ALTIVEZ, ARROGÂNCIA, ORGULHO

3. Sentimento de inferioridade. = REBAIXAMENTO

4. Demonstração de respeito, submissão. = DEFERÊNCIA, REVERÊNCIA ≠ DESRESPEITO

5. Ausência de luxo ou sofisticação. = SIMPLICIDADE, SOBRIEDADE ≠ OSTENTAÇÃO

6. Pobreza, penúria.


substantivo feminino Qualidade de quem é modesto, simples, humilde; simplicidade.
Qualidade de quem tem consciência de suas limitações; modéstia.
Em que há ou demonstra fraqueza diante de algo ou alguém; inferioridade.
Que expressa submissão em relação aos seus superiores; acatamento.
Escassez de luxo; falta de brilho; sobriedade: a humildade de suas vestes.
Que não possui uma boa condição financeira; pobreza.
Etimologia (origem da palavra humildade). Do latim humilitas.atis.


Humildade vem do latim humilitas, e é a virtude que consiste em conhecer as suas próprias limitações e fraquezas e agir de acordo com essa consciência. Refere-se à qualidade daqueles que não tentam se projetar sobre as outras pessoas, nem mostrar ser superior a elas. A Humildade é considerada pela maioria das pessoas como a virtude que dá o sentimento exato do nosso bom senso ao nos avaliarmos em relação às outras pessoas. Características como cordialidade, respeito, simplicidade e honestidade, embora sejam frequentemente associadas à humildade, são independentes. Portanto, quem as possui não precisa necessariamente ser humilde.No livro a Linguagem dos Deuses, de Antônio Carlos Farjani, humildade provém também da palavra humus, relativo à terra. “A fórmula latina homo-humus-humilis é altamente esclarecedora: assim como o universo advém do Caos e a ele retorna no final de cada ciclo, o homem, produto da terra, a ela retornará no fim da sua existência, quando então será ‘humilhado’, isto é, baixado ao húmus, por ocasião de seu sepultamento, e passará a fazer parte do elemento fértil subjacente ao solo. Do ponto de vista esotérico, esse retorno ao seio da terra não coincide com a morte do corpo, mas com a morte do eu profano ocorrida na iniciação. Descer ao húmus, nesse contexto, equivale a descer ao Hades, ou seja, os Infernos ou o Reino dos Mortos; essa ‘descida’ é feita em vida pelo iniciado, e consiste numa viagem interior.”Muito confundida com a Modéstia, sendo esta o sentimento de velar-se quanto às qualidades intelectuais e morais (em oposição a um exibicionismo vaidoso).
Diz-se que a humildade é uma virtude de quem é humilde; quem se vangloria mostra simplesmente que humildade lhe falta. É nessa posição que talvez se situe a humilde confissão de Albert Einstein quando reconhece que “por detrás da matéria há algo de inexplicável”.
Uma das caraterísticas de Jesus Cristo foi a humildade, pois a Bíblia diz que Ele “sendo em forma de Deus, não teve por usurpação ser igual a Deus, mas esvaziou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, fazendo-se semelhante aos homens; e, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até à morte, e morte de cruz” (Filipenses 2:6-8).
As religiões tendem a associar a humildade ao reconhecimento da superioridade divina. Todos os seres humanos são iguais aos olhos de Deus, devendo agir e comportar-se como tal. Porem somente a religião, não define o assunto humildade ou o que é ser humilde.

Para o budismo, a humildade é a consciência que se tem do caminho a levar para se libertar do sofrimento.
Do ponto de vista da filosofia, Immanuel Kant afirma que a humildade é a virtude central da vida, uma vez que dá uma perspectiva apropriada da moral.
Para Friedrich Nietzsche, em contrapartida, a humildade é uma falsa virtude que dissimula as desilusões que uma pessoa esconde dentro de si.Para além das diferenças em termos de conceito, as pessoas partilham da mesma visão sobre a humildade como sendo a característica que levam as pessoas a realizarem uma acção sem proclamar os seus resultados. Suponhamos, por exemplo, que um homem joga bem futebol e que é humilde, este não deverá apresentar-se aos outros na qualidade de “melhor jogador” nem como sendo “o jogador que sempre marcou a diferença graças ao seu talento”.
Humildade também não significa ter de se rebaixar para as outras pessoas, mas sim reconhecer ou admitir as suas falhas.