bookmark_borderO que é fleuma

fleuma | s. f.
fleu·ma
(latim phlegma, -atis, do grego flégma, -atos, chama, fogo, calor )
substantivo feminino

1. [Antigo]   [Antigo]   [Medicina]   [Medicina]   Um dos quatro humores corporais admitidos na Antiguidade , a par da bílis amarela, da bílis negra e do sangue.

2. [Antigo]   [Antigo]   Humor aquoso. = PITUÍTA, SEROSIDADE

3. [Figurado]   [Figurado]   Qualidade ou atitude de quem não mostra emoção ou perturbação; qualidade ou atitude de quem se mostra pachorrento, paciente, frio. = IMPASSIBILIDADE, IMPERTURBABILIDADE

4. Aguardente não rectificada .

ter fleuma • Não se alterar; mostrar impassibilidade ou indiferença.

Sinónimo Sinônimo Geral: FLEGMA, FLEIMA, FLEUGMA, FREUMA


substantivo feminino Modo de agir da pessoa apática, calma, indolente, indiferente; mansidão: manteve a fleuma diante dos problemas.
[Figurado] Característica, natureza, modo de agir de quem não demonstra sentimentos, emoções; qualidade de quem não se perturba; frieza.
Humor ou líquido secretado pelo corpo; um dos quatro humores naturais, de acordo com a antiga medicina.
Resultado impuro da fermentação do sumo da cana-de-açúcar.
Etimologia (origem da palavra fleuma). Do latim phlegma; flegma.atis; pelo grego phlégma.atos.


A fleuma ou flegma ou ainda fleugma é um muco secretado pelas membranas mucosas de humanos e outros animais. Sua definição é limitada aos mucos produzidos pelo sistema respiratório, excluindo as “cacas de nariz” e o fluido da tosse.
Sua composição varia, dependendo do clima, da genética, e do estado do sistema imunológico, mas é basicamente um gel d’água consistindo de glicoproteínas, leucócitos, lipídeos. A fleuma pode ter muitas cores.


bookmark_borderO que é garganta

garganta | s. f.
gar·gan·ta
(origem duvidosa )
substantivo feminino

1. [Anatomia]   [Anatomia]   Parte situada entre o esófago e a boca.

2. [Anatomia]   [Anatomia]   Parte anterior do pescoço.

3. Órgão que produz a voz.

4. [Figurado]   [Figurado]   Voz de cantor.

5. Acto ou dito de quem exibe feitos inventados ou exagerados. = BAZÓFIA, FANFARRONICE, GABAROLICE

6. Abertura estreita.

7. [Geografia]   [Geografia]   Passagem estreita e profunda entre montanhas; vale muito encaixado. = CANHÃO, DESFILADEIRO, ESTREITO

8. Boca de poço.

9. Parte superior de um candeeiro, da lanterna, etc.

10. [Agricultura]   [Agricultura]   Parte do timão do arado que se fixa ao dente pela teiró e cunha.

11. [Agricultura]   [Agricultura]   Gomo situado perto do olho (da cana-de-açúcar) que cresceu pouco antes da maturação e ainda está verde.

molhar a garganta • [Informal]   • [Informal]   Tomar uma pequena porção de bebida, geralmente alcoólica. = MOLHAR A GOELA, MOLHAR O BICO


substantivo feminino Conjunto de órgãos localizados no pescoço, adiante da coluna vertebral.
As partes que a compõem são importantes para as funções da respiração e deglutição. Na garganta se incluem a faringe, a laringe, parte do esôfago e da traquéia. Quando qualquer dessas partes inflama, o indivíduo sente dor de garganta.


Na anatomia, a garganta é a parte do pescoço anterior à coluna vertebral. Ela é formada pela faringe e laringe. Uma estrutura importante da garganta é a epiglote, que separa o esôfago da traqueia e previne a inalação de alimentos ou bebidas.


bookmark_borderO que é faringe

faringe | s. f.
fa·rin·ge
(grego fárugks, -ugos, garganta )
substantivo feminino

[Anatomia]   [Anatomia]   Canal que vai da parte posterior da boca e do nariz até ao esófago e à laringe.


substantivo feminino [Anatomia] Região situada entre a boca e a parte superior do esôfago.


Faringe (do Novo Latim pharynx, por sua vez do Grego Antigo φάρυγξ, phárunx, “garganta”) é a porção da anatomia que faz parte do fundo da boca e do nariz e vai até a laringe e ao esôfago. É um canal comum ao aparelho digestivo e ao aparelho respiratório. De modo geral entre os mamíferos a faringe é ponto de encontro entre estes dois aparelhos.Na faringe ocorre o fenômeno da deglutição. Ao entrar na faringe, o próprio peso do alimento e a musculatura do pescoço, que é chamada de hióidea, movimentam a epiglote para baixo, tampando a entrada da traqueia. Em seguida o alimento desce para o esófago.
A faringe humana é dividida em nasofaringe, localizada posteriormente à cavidade nasal; orofaringe, posterior à cavidade oral. A parte inferior da faringe, onde esta comunica com o esôfago, chama-se laringofaringe ou hipofaringe.


bookmark_borderO que é boca

boca | interj. boça | s. f. boca | s. f. | interj.
bo·ca |ó| bo·ca |ó| 2
(forma do verbo bocar )
interjeição

Voz com que se chamam cães , especialmente para comerem ou apanharem qualquer objecto com a boca.
bo·ça |ó| bo·ça |ó|
substantivo feminino

[Náutica]   [Náutica]   Cabo que sustenta a verga no gurupés.
bo·ca |ô| bo·ca |ô| 1
(latim bucca, -ae )
substantivo feminino

1. Orifício e cavidade entre os lábios e a faringe, que forma a primeira parte do aparelho digestivo e na qual estão contidos .

2. Parte exterior dessa cavidade, formada pelos dois lábios.

3. Abertura anterior.

4. Entrada (ex.: boca do metro).

5. Foz.

6. Cada uma das partes de um fogão onde se pode colocar um recipiente para cozinhar (ex.: boca de gás; boca eléctrica; fogão de quatro bocas).

7. Mossa, recorte ou falha num rebordo ou numa superfície (ex.: louça com bocas).

8. Cratera.

9. [Figurado]   [Figurado]   Proscénio .

10. Pessoa a sustentar.

11. Pessoa que protesta.

12. [Portugal, Informal]   [Portugal, Informal]   Comentário provocatório ou crítico (ex.: ele gosta muito de mandar bocas).

13. [Portugal, Informal]   [Portugal, Informal]   Comentário ou opinião sem fundamento ou sem pertinência (ex.: que boca tão parva!). = BITAITE, BITATE

14. [Armamento]   [Armamento]   Orifício circular por onde sai o projéctil de uma arma de fogo.

15. [Culinária]   [Culinária]   Apêndice de diversos crustáceos (ex.: bocas de caranguejo, bocas de sapateira).

16. [Náutica]   [Náutica]   Parte mais larga do navio.

17. [Brasil, Informal]   [Brasil, Informal]   Ocasião propícia para algo. = OPORTUNIDADE

18. [Brasil, Informal]   [Brasil, Informal]   Local onde se vende droga ilegalmente. = BOCA-DE-FUMO

19. [Angola, Informal]   [Angola, Informal]   Pessoa muito faladora ou intrometida.interjeição

20. [Brasil, Informal]   [Brasil, Informal]   Expressão usada para impor silêncio. = CALUDA

à boca cheia • Em voz alta, sem rebuço.

à boca pequena • Em privado ou em voz baixa.

abrir a boca • Bocejar.

• Falar.

adoçar a boca • Agradar.

boca da noite • O anoitecer.

boca de cena • Frente do palco, junto à ribalta. = PROSCÉNIO

boca de siri • [Brasil, Informal]   • [Brasil, Informal]   Exclamação que visa impor silêncio ou impedir que se fale sobre determinado assunto. = BICO, CALUDA, PSIU

boca do corpo • [Informal]   • [Informal]   Conjunto das partes genitais femininas. = VULVA

boca do estômago • Região do tórax acima do estômago, à frente do coração. (ex.: levou um soco na boca do estômago). = ANTICÁRDIO, PRECÓRDIO

com a boca na botija • Em flagrante.

de boca • De viva voz; verbalmente.

fazer boca • Comer um bocado para beber.

na boca de • Na opinião de.

na boca do lobo • No lugar mais perigoso.

rijo de boca • Que não obedece bem ao freio.

tirar à boca • Privar-se, passar mal.


substantivo feminino Cavidade anatômica que compõe a parte inicial do tubo digestivo, através da qual é possível ingerir alimentos.
[Por Extensão] Parte externa dessa cavidade composta pelos lábios.
O que se assemelha a uma boca (cavidade): boca de vulcão.
Abertura de uma superfície, objeto, recipiente: boca de garrafa.
Buraco através do qual a bala é lançada (numa arma de fogo): boca de fuzil.
Abertura do fogão por meio da qual o fogo é expelido: fogão de 4 bocas.
Parte inicial de uma rua: boca da avenida, de rua.
[Figurado] Pessoa que depende de outra: lá em casa são 6 bocas famintas!
[Popular] Excelente oportunidade, com benefícios.
[Gíria] Local onde é possível comprar e vender drogas.
[Geografia] Embocadura de rio.
[Geografia] Parte inicial de uma baía, canal etc.
Abertura por onde sai o ar (num órgão, instrumento etc.).
interjeição Modo usado para pedir ou dar uma ordem de silêncio.
Etimologia (origem da palavra boca). Do latim buccam.


A boca faz parte do sistema digestivo como abertura anterior do tubo digestivo dos animais e onde inicia-se o processo da digestão no homem. Geralmente localiza-se na parte frontal da cabeça do animal. A boca é formada pelos dentes, língua, gengiva, palato – céu da boca –, bochecha e lábios. Esse grupo é responsável pelo início da digestão. Um adulto tem 32 dentes e uma criança tem em sua dentição decídua ou primária 20 dentes . A função dos quatro incisivos, que ficam na parte da frente da arcada, é cortar a comida.


bookmark_borderO que é laringe

laringe | s. f.
la·rin·ge
substantivo feminino

Parte superior da traqueia .


substantivo masculino e feminino Cavidade cartilaginosa, situada entre a parte superior da traqueia e a porção inferior da faringe, disposta em peças que sustentam as cordas vocais: a laringe é o órgão da fonação.
Etimologia (origem da palavra laringe). Do grego árynks, láryngos.


Laringe é um órgão do sistema respiratório situado no plano mediano e anterior ao pescoço que, além de via aerifica é órgão da produção de som. Esse órgão se estende da faringe a traqueia e é composto por cartilagens revestidas por uma membrana mucosa que fica dobrada, formando as pregas vocais.


bookmark_borderO que é sistema respiratório

substantivo feminino [Anatomia] O conjunto de orgãos que possibilita a respiração dos seres vivos; nos seres humanos e vertebrados terrestres é formado por fossas nasais, boca, faringe, laringe, traqueia, brônquios, bronquíolos, pulmões e alvéolos pulmonares.


O sistema respiratório é o conjunto de órgãos responsáveis pelas trocas gasosas entre o organismo dos animais e o meio ambiente, ou seja, a hematose pulmonar, possibilitando a respiração celular.Nos vertebrados terrestres, o sistema respiratório é fundamentalmente formado por dois pulmões. Mas nos animais aquáticos, como peixes e moluscos, o sistema baseia-se nas brânquias, enquanto que nos artrópodes terrestres, a respiração é assegurada por um sistema de traqueias.
Nos organismos unicelulares e em alguns animais, como as esponjas e celenterados, assim como nas “plantas” (no sentido da taxonomia de Lineu), não existe um verdadeiro sistema respiratório, sendo a respiração celular assegurada por trocas gasosas diretas entre as células do organismo e o meio ambiente.


bookmark_borderO que é pulmão

pulmão | s. m.
pul·mão
(latim pulmo, -onis )
substantivo masculino

1. [Anatomia]   [Anatomia]   Cada uma das duas partes que constituem o órgão da respiração.

2. [Anatomia]   [Anatomia]   Aparelho pulmonar.

3. [Figurado]   [Figurado]   Intensidade da voz.

4. [Portugal: Minho, Trás-os-Montes]   [Portugal: Minho, Trás-os-Montes]   Tumor ou excrescência em qualquer parte do corpo.

5. Voz forte.

pulmão de aço • Espécie de cofre hermeticamente fechado, onde se provoca a respiração de certos doentes por meio de um aparelho pneumático. (O tronco e os membros do paciente ficam no interior do cofre, a cabeça no exterior.)Confrontar: polmão.


substantivo masculino Cada um dos dois órgãos que, compondo o sistema respiratório, é responsável pelas trocas gasosas, fornecendo oxigênio ao corpo e eliminando gás carbônico.
[Figurado] Algo que funciona como purificador de ar, eliminando o gás carbônico.
[Zoologia] Parte muito vascularizada dos moluscos gastrópodes que os permite viver também ao ar livre.
expressão Pulmão de aço ou pulmão artificial. Caixa hermeticamente fechada em que variações alternadas e rítmicas da pressão substituem a ação dos músculos incapacitados de promover os movimentos aspiratório e expiratório da respiração normal.
Etimologia (origem da palavra pulmão). Do latim pulmonem.


O pulmão é o órgão do sistema respiratório, responsável pelas trocas gasosas entre o ambiente e o sangue. Sua principal função é oxigenar o sangue e eliminar o dióxido de carbono do corpo.Em 2016, uma equipe da Universidade da Califórnia observou que, em roedores, o órgão também está envolvido na produção de plaquetas sanguíneas e, em certas condições, na regeneração da medula óssea. Os pesquisadores acreditam que a descoberta se estenderá à anatomia humana.


bookmark_borderO que é traqueia

traqueia traquéia traqueia | s. f. 3ª pess. sing. pres. ind. de traquear 2ª pess. sing. imp. de traquear
tra·quei·a tra·quéi·a tra·quei·a
(grego trakhús, -eía, -ú, áspero, rude, recortado )
substantivo feminino

1. [Anatomia]   [Anatomia]   No homem, e nos animais que têm pulmões, canal que conduz o ar aos pulmões. = TRAQUEIA-ARTÉRIA

2. [Zoologia]   [Zoologia]   Órgão respiratório dos animais articulados.

3. [Botânica]   [Botânica]   Vaso cercado por fios enrolados em espiral.• Grafia no Brasil: traquéia. • Grafia alterada pelo Acordo Ortográfico de 1990:traqueia. • Grafia anterior ao Acordo Ortográfico de 1990:traquéia
• Grafia em Portugal:traqueia.
tra·que·ar tra·que·ar – Conjugar
verbo transitivo e intransitivo

Traquejar.


substantivo feminino Zoologia Aparelho respiratório da maioria dos artrópodes terrestres (por isso chamados traqueados), que consiste em tubos ramificados nas extremidades, os quais levam diretamente o ar a todas as células do corpo.
[Botânica] Vaso que serve à condução da seiva bruta e cujo conjunto, associado às fibras e células lenhosas, constitui o lenho dos vegetais.


A traqueia é um órgão do aparelho respiratório dos mamíferos, de forma tubular e, no ser humano, com aproximadamente 10 a 12 cm de comprimento e 1,5 cm de diâmetro. A traqueia é mantida aberta devido a vários semicírculos de cartilagem hialina, internamente ela é revestida por um epitélio ciliado mucoso, importante para reter partículas sólidas, micro-organismos e outras substâncias, evitando que elas cheguem aos pulmões. Ao final a traqueia tem uma bifurcação onde se originam os brônquios.


bookmark_borderO que é brônquio

brônquio | s. m.
brôn·qui·o
(grego brógkhion, -ou )
substantivo masculino

[Anatomia]   [Anatomia]   Cada um dos dois canais, prolongamentos da traqueia , que levam o ar aos pulmões.


substantivo masculino Cada um dos condutos que se seguem à traquéia, e pelos quais o ar se introduz nos pulmões e deles sai. A traquéia divide-se em dois brônquios lobulares (três à direita, dois à esquerda); essas divisões ramificam-se, no interior do pulmão correspondente, em brônquios extralobulares e, depois, em intralobulares, ou bronquíolos.


Nos mamíferos, os brônquios são os tubos que levam o ar aos pulmões. A traqueia humana divide-se em dois brônquios (direito e esquerdo). Estes apresentam estrutura muito semelhante à da traqueia e são denominados brônquios de primeira ordem. Cada brônquio principal dá origem a pequenos brônquios lobares ou de segunda ordem, que ventilam os lobos pulmonares. Estes, por sua vez, dividem-se em brônquios segmentares ou de terceira ordem, que vão ter os segmentos broncopulmonares. Os brônquios, por sua vez, se ramificam várias vezes até se transformarem em bronquíolos, um para cada alvéolo pulmonar, ao que se designa de árvore bronquial. Os brônquios têm a parede revestida internamente por um epitélio ciliado e externamente encontra-se reforçada por anéis de cartilagem, irregulares que, nas ramificações se manifestam como pequenas placas ou ilhas.Brônquios são condutos cartilaginosos localizados na porção mediana do tórax, abaixo da região inferior da traqueia; e se estendem desde o ponto da ramificação desta até o hilo pulmonar. O brônquio direito é mais vertical, curto e largo que o esquerdo.
Tal como a traqueia, estes são constituídos por anéis incompletos de cartilagem e fibras musculares, conferindo mobilidade. Além disso, são também revestidos por epitélio ciliado, rico em células caliciformes (produtoras de muco).
Essas estruturas, também chamadas de brônquios primários, subdividem-se nos brônquios lobares (ou de segunda ordem). À direita, há três destes: superior, médio e inferior; e, à esquerda, somente o brônquio superior e o inferior.
Dos brônquios lobares seguem os brônquios segmentares (ou de terceira ordem). Esses vão se ramificando em porções cada vez menores, chamadas bronquíolos.
A partir destas últimas estruturas citadas, a constituição de suas paredes passa a ser de músculo liso, sem cartilagem. A nova estrutura, desta forma, confere mais rigidez e a capacidade móvel, encontrada nos brônquios, deixa de existir.
Os bronquíolos terminam em estruturas denominadas ductos alveolares, que se finalizam nos microscópicos alvéolos pulmonares. Estes, graças a uma rede de vasos sanguíneos, efetuam as trocas gasosas (hematose).


bookmark_borderO que é pleura

pleura | s. f.
pleu·ra
(grego pleurá, -as, lado )
nome feminino

[Anatomia]   [Anatomia]   Membrana serosa que reveste a superfície interna do tórax e a externa dos pulmões.


substantivo feminino Membrana serosa que forra o tórax e envolve os pulmões.


Pleura é uma membrana dupla, semelhante a um saco, que envolve o pulmão. É uma fina capa membranosa formada por dois folhetos:

Pleura central da meridional , que recobre internamente a parede costal da cavidade, está intimamente ligada com a caixa torácica, sendo subdividida em quatro partes:pleura costal, que cobre as faces internas da parede torácica.
pleura mediastinal, que cobre as faces laterais do mediastino.
pleura diafragmática, que cobre a face superior do diafragma.
cúpula pleural, que recobre o ápice pulmonar. Pleura visceral, que recobre os pulmões.A pleura é, portanto, uma membrana envoltória intra-torácica, em cujo interior há um espaço laminar , também denominado de cavidade pleural que contém pequena quantidade de líquido lubrificante, secretado pelas túnicas. Esse líquido reduz o atrito entre as túnicas, permitindo que elas deslizem facilmente uma sobre a outra, durante a respiração.