bookmark_borderO que é decocção

substantivo feminino Ação de ferver plantas num líquido, a fim de lhes extrair os princípios ativos.
O produto dessa ação; cozimento.


Decocção é uma técnica de laboratório para análise química, que consiste em manter um material vegetal em contato durante certo tempo com um solvente (normalmente água) em ebulição. Existem semelhanças com o procedimento doméstico para preparo de alimentos.
É uma técnica de emprego restrito, pois muitas substâncias ativas são alteradas por aquecimento prolongado, costuma-se empregá-las com materias vegetais duros e de natureza lenhosa. O produto obtido chama-se decocto.


bookmark_borderO que é cristalização

cristalização | s. f. derivação fem. sing. de cristalizar
cris·ta·li·za·ção
substantivo feminino

Acto ou efeito de cristalizar.
cris·ta·li·zar cris·ta·li·zar – Conjugar
(cristal + -izar )
verbo transitivo, intransitivo e pronominal

1. Converter ou converter-se em cristal.

2. Dar ou tomar forma de cristal.

3. Manter ou ficar parado em determinado estado.


substantivo feminino Ação de cristalizar, de transformar em cristais.
[Química] Aparecimento de cristais em uma solução, pode efetuar-se por fusão e solidificação (enxofre, bismuto); por sublimação e condensação (iodo, arsênico); por dissolução e evaporação (sal marinho); por dissolução a quente e resfriamento (nitrato de potássio).
Aglomeração de cristais: uma gruta com cristalizações.
Na fabricação do açúcar, operação destinada a extraí-lo (dissolvido na garapa cozida) sob forma cristalizada.
[Culinária] Processo pelo qual passam alguns doces que ficam com uma camada cristalizada de açúcar.
[Figurado] Ação de se concentrar, de fixar-se em torno de um sentimento, de uma ideia, de um assunto etc.: a cristalização da atenção.
[Figurado] Fenômeno psicológico, descrito por Stendhal, segundo o qual, no início de uma paixão, todos os acontecimentos, mesmo os mais insignificantes, são mentalmente relacionados pelo amante ao objeto de sua paixão, que resulta engrandecido e transfigurado dessa operação do espírito.
Etimologia (origem da palavra cristalização). Cristalizar, de cristal + izar + ção.


A cristalização é empregada para separar com segurança os componentes de misturas homogêneas constituídas por sólidos dissolvidos em líquidos. Se o aglomerado não atinge a estabilidade necessária ele redissolve. É no estágio de nucleação que os átomos se arranjam de uma forma definida e periódica que define a estrutura do cristal.
O crescimento do cristal é o subsequente crescimento do núcleo que atingirá o tamanho crítico do aglomerado. A nucleação e o crescimento continuam a ocorrer simultaneamente enquanto a supersaturação existir, porém se o equilíbrio for quebrado o cristal se dissolve novamente . A saturação é a força motriz da cristalização, portanto, a velocidade de nucleação e de crescimento é comandada pela existência de supersaturação na solução. Dependendo das condições, tanto a nucleação quanto o crescimento podem ser predominantes um sobre o outro, e consequentemente, são obtidos cristais com tamanhos e formatos diferentes dependendo das substancias apresentadas (o controle do tamanho e da forma dos cristais constitui um dos principais desafios da industria de manufaturação, como as farmacêuticas). Quando a supersaturação é ultrapassada, o sistema sólido-liquido atinge o equilíbrio e a cristalização está completa, a menos que as condições de operação forem modificadas do equilíbrio de forma a supersaturar a solução novamente.


bookmark_borderO que é nefelometria

Palavra não encontrada. Se procurava uma das palavras seguintes, clique nela para consultar a sua definição. heterometria heterometrias heterométrica nefelomântica nefelomancia (norma brasileira, na grafia pós-Acordo Ortográfico) nefelométrica (norma brasileira) nefelométricas (norma brasileira) nefelométrico (norma brasileira)
Caso a palavra que procura não seja nenhuma das apresentadas acima, sugira-nos a sua inclusão no dicionário.


substantivo feminino Processo de medida da concentração de uma emulsão por comparação de sua transparência com a de uma preparação padrão.


Nefelometria é um método analitico de laboratório que se baseia na diminuição da intensidade pela difracção da luz.
É utilizada na medicina para o controle dos níveis de proteína C-reativa no organismo, responsável pelo aumento no acúmulo de placas de gordura na parede das artérias e pelo desencadeamento de processos inflamatórios nos vasos sangüíneos.


bookmark_borderO que é titulação

titulação | s. f. derivação fem. sing. de titular
ti·tu·la·ção
(titular + -ção )
nome feminino

1. Acto ou efeito de titular.

2. [Química]   [Química]   Técnica de análise química quantitativa para medir a concentração de uma substância numa solução. = TITULOMETRIA
ti·tu·lar ti·tu·lar 1- Conjugar
(latim titulo, -are )
verbo transitivo

1. Dar título a. = INTITULAR

2. Registar , basear em título.

3. Registar em títulos autênticos.
ti·tu·lar ti·tu·lar 2
(título + -ar )
adjectivo de dois géneros adjetivo de dois géneros

1. Que tem título de nobreza.

2. Que ocupa função, cargo ou posição de forma efectiva .

3. Que tem título ou nome, mas sem posse real. = HONORÁRIO, NOMINALnome de dois géneros

4. Pessoa nobre. = FIDALGO

5. Membro de um ministério.

6. Pessoa que ocupa função, cargo ou posição de forma efectiva .

7. [Direito]   [Direito]   Pessoa de detém um direito.


substantivo feminino Ação ou efeito de titular, de atribuir um título a; titulagem.
[Química] Determinação das quantidades de certas matérias contidas em alguns compostos; medica da concentração das soluções; titulometria.
Operação cujo objeto é indicar a grossura, ou título, dos fios têxteis.
Etimologia (origem da palavra titulação). A palavra titulação deriva da junção do verbo titular e do sufixo -ção.


Titulação (por vezes referida como analise volumétrica, volumetria ou titrimetria) é uma técnica de laboratório utilizada para determinar a quantidade de uma determinada espécie química em uma amostra. O processo é realizado por meio da adição gradual de um reagente (geralmente uma solução padrão) à amostra, o qual deve reagir completamente com a substância de interesse.A substância de interesse em qualquer determinação recebe o nome de analito. A espécie química com a maior concentração definida recebe o nome de titulante, que é, em geral, uma solução obtida a partir de um padrão primário, podendo ser um sal ou uma substância gerada na solução que se deseja valorar. A solução a ter sua concentração determinada recebe o nome de titulado. A adição de solução padronizada até que se complete a reação é chamada de titulação. O volume exato para se completar a reação é chamado de ponto de equivalência ou estequiométrico, este é detectado através de modificação física, podendo ela ser intrínseca da equação ou proveniente de um indicador adicionado (mudança de cor/turbidez). Para que se tenha uma titulação ideal o ponto de equivalência teórico e prático devem ser correspondentes, caso haja discrepância é chamado de erro de titulação, podendo este ser erro sistemático ou aleatório.
Para que seja possível realizar a titulação existem alguns requisitos mínimos que as reações devem atender: O titulado deve reagir em proporção estequiométrica ou equivalente com o titulante; A reação deve ser rápida; Em alguns casos à necessidade de adição de catalisador para acelerar a reação; No ponto de equivalência deve haver alteração física ou química da solução que seja perceptível. Caso não haja mudança em aspecto visual, existem maneiras de determinar o ponto de equivalência além da titulação simples, estas são definidas como, titulação potenciométrica, titulação coulométrica e titulação amperométrica.
Existem vários tipos de titulação, destacando-se a titulação ácido-base, titulação de oxidação-redução e titulação de complexação
O grande passo para a produção, análises e estudos sobre titulometria ocorreu durante o período de revolução industrial onde foram fabricados diversos ácidos e bases. Sendo como principal o ácido sulfúrico, cujo já fora indicador de economia de uns pais e continua sendo o mais fabricado por diversos países. Os processos relacionados aos ácidos e bases, necessitam de métodos analíticos confiáveis para analisar suas purezas, acarretando em procuras de melhores métodos, surgindo assim o método de Titulometria.
Em Medicina, titulação é o processo de ajustar, gradualmente, a dosagem da medicação até se conseguir o efeito desejado com êxito. Mas no tema aqui delimitado, estamos utilizando a definição de titulação como uma ferramenta Analítica de determinação da concentração de uma Substância Química, comum nas áreas das Ciências Biológicas, Farmácia e Química.


bookmark_borderO que é centrífuga

fem. sing. de centrífugo Será que queria dizer centrifuga?
cen·trí·fu·go
(francês centrifuge )
adjectivo adjetivo

1. Que se afasta do centro.

2. Que faz afastar do centro.

Sinónimo Sinônimo Geral: AXÍFUGO
Antónimo Antônimo Geral: AXÍPETO, CENTRÍPETO


substantivo feminino Aparelho que imprime movimentos rotatórios a certos objetos.


As chamadas centrífugas são aparelhos construídos a fim de permitirem a separação de substâncias que possuam densidades diferentes em uma mistura via decantação. É utilizada, a exemplo, na separação dos elementos sanguíneos.


bookmark_borderO que é acidimetria

acidimetria | s. f.
a·ci·di·me·tri·a
nome feminino

Aplicação do acidímetro para avaliar a acidez de um líquido.


substantivo feminino Medida da concentração de um ácido. O mesmo que oximetria.


A acidimetria é o conjunto de métodos volumétricos utilizados em química para a determinação da acidez de uma solução. Um instrumento que avalie a acidez de uma solução é um acidímetro.
Acidimetria é a determinação da concentração de um ácido através da reação deste com uma BASE CONHECIDA.
É sempre um método quantitativo de análise, em que se determina o valor desejado através da adição gradual de uma solução, cuja concentração é conhecida, sobre a solução analisada até que se complete a reacção que se prevê, medindo a quantidade gasta da primeira solução. Através de cálculos proporcionais, chega-se ao valor pretendido.l


bookmark_borderO que é filtração

filtração | s. f. derivação fem. sing. de filtrar
fil·tra·ção
(filtrar + -ção )
nome feminino

Acto ou efeito de filtrar. = FILTRAGEM, FILTRAMENTO
fil·trar fil·trar – Conjugar
(filtro + -ar )
verbo transitivo e intransitivo

1. Passar (um líquido) pelo filtro; escoar; cair gota a gota.

2. [Figurado]   [Figurado]   Insinuar, incutir (lentamente).


substantivo feminino Passagem de um líquido através de um filtro que retém as partículas sólidas.
Ação de passar, de filtrar através do solo, da areia, falando-se de águas. O mesmo que filtragem.


Filtração ou filtragem é um método utilizado para separar sólido de líquido ou fluido que está suspenso, pela passagem do líquido ou fluido através de um meio permeável capaz de reter as partículas sólidas. Existem filtrações de escala de laboratório e filtrações de escala industrial.
Numa filtração qualitativa, é usado o papel de filtro qualitativo,placas de vidro sinterizados ou de porcelana sinterizada mas, dependendo do caso, o meio poroso poderá ser uma camada de algodão, tecido, polpa de fibras quaisquer, que não contaminem os seres humanos
Em qualquer dos casos indicados há uma grande gama de porosidades e esta deverá ser selecionada dependendo da aplicação em questão.


bookmark_borderO que é levigação

levigação | s. f.
le·vi·ga·ção
(latim levigatio, -onis )
nome feminino

[Farmácia, Química]   [Farmácia, Química]   Acto ou efeito de levigar.


substantivo feminino Fisioquímica. Procedimento caracterizado pela dissolução de alguma substância em água, fazendo com que seus componentes sejam separados em partículas menos densas.
Procedimento através do qual são reduzidas a pó quaisquer substâncias, através da utilização de pórfiro.
Etimologia (origem da palavra levigação). Do latim laevigatio.onis.


Levigação é um método de separação de misturas heterogêneas de sólidos. Quando uma mistura se forma por substâncias sólidas de densidades diferentes, pode-se utilizar uma corrente de água para separá-las. É o caso do ouro, que nos garimpos normalmente é encontrado junto a uma porção de terra ou areia.Usa-se uma rampa de madeira ou uma bacia em que se passa uma corrente de água que serve para separar essas substâncias. A parte mais leve a terra é carregada pela água, enquanto a com maior densidade (o ouro) fica depositada no fundo. Esse processo de separar substâncias de maior densidade de outras de menor densidade utilizando água (ou outro líquido) corrente é a levigação.
Geralmente é mais comum ocorrer entre metais pesados, por isso cita-se acima o ouro.
Outro exemplo que pode ser citado, é a separação de pedras e folhas. Utilizando a água, as folhas, por possuírem menor densidade, flutuam sobre a água, separando-se das pedras.
Um método de levigação que é conhecido pelos garimpeiros é a churragem, no qual eles adicionam mercúrio ao invés de água. O uso de Hg, no entanto, é ecologicamente incorreto porque é tóxico.
Este processo é utilizado nos garimpos onde o garimpeiro com uma peneira procura o ouro no fundo dos rios. O ouro fica misturado com a terra ou areia, e com a ajuda da água corrente, geralmente rios, a terra (menos denso) vai embora com a água e o ouro fica retido na peneira (mais denso).