bookmark_borderO que é monergismo

monergismo | s. m.
mo·ner·gis·mo
(mono-+ grego érgon, -ou, trabalho + -ismo )
nome masculino

[Teologia]   [Teologia]   Doutrina segundo a qual a regeneração espiritual dos homens depende apenas do Espírito Santo, independentemente da vontade humana.


substantivo masculino Doutrina ou ideologia religiosa que atribuí somente ao Espírito Santo a capacidade de regeneração e de conversão humana, sendo Ele o único responsável pela salvação e união com Deus, excluindo a responsabilidade do indivíduo na sua própria salvação.
Etimologia (origem da palavra monergismo). Mono “único” + do grego érgon.ou “trabalho” + ismo.


Monergismo significa na teologia cristã a doutrina de que o Espírito Santo sozinho pode atuar num ser humano e propiciar a conversão.Em uma manifestação simplificada o monergismo comumemente afirma que a salvação emana toda ela de Deus mas Deus não usa nenhuma condição libertária para aplicá-la, opondo-se ao sinergismo, o qual afirma que a totalidade da salvação em si vem somente de Deus mas no processo de recepção da salvação o meio pelo qual Deus aplica-a é a fé voluntária do homem que recebeu a graça capacitadora . Segundo o monergismo a um pecador é concedido o perdão quando da morte de Jesus e por isso estaria implícita a comunhão com o Cristo, e a fé em Jesus pelo Espírito Santo. Assim, para uns a santificação viria instantaneamente, ou para outros como algo progressivo. Mas segundo o monergismo a santificação advém inteiramente de Deus, dentro do conceito de graça irresistível apesar disto também ser crido por muitos sinergistas mas divergindo quanto a irresistibilidade.
Monergismo (regeneração monergística) é uma benção redentora adquirida por Cristo para aqueles que o Pai lhe deu (1Pe 1.3; Jo 6.37-39). Ela comunica aquele poder na alma caída pela qual a pessoa que deve ser salva é eficazmente capacitada a responder ao chamado do evangelho (Jo 1.13). Ela é aquele poder sobrenatural de Deus somente pelo qual nos é concedida a capacidade espiritual para cumprir as condições do pacto da graça; isto é, para apreender o Redentor por uma fé viva, para se achegar aos termos da salvação, se arrepender dos ídolos e amar a Deus e o Mediador supremamente. O Espírito Santo, ao vivificar a alma, misericordiosamente capacita e inclina o eleito de Deus ao exercício espiritual da fé em Jesus Cristo. Este processo é o meio pelo qual o Espírito nos traz à viva união com Ele.


bookmark_borderO que é tradição

tradição | s. f.
tra·di·ção
substantivo feminino

1. Via pela qual os factos ou os dogmas são transmitidos de geração em geração sem mais prova autêntica da sua veracidade que essa transmissão.

2. O facto ou o dogma assim transmitido.

3. Transmissão de uma notícia, boato, rumor.

4. Símbolo, memória, recordação, uso, hábito.

5. Entrega, acto pelo qual se entrega alguma coisa a alguém.

6. Transmissão, transferência de bens ou de direitos.


substantivo feminino Costume transmitido de geração a geração ou aquilo que se faz por hábito; costume: as tradições de uma região.
Herança cultural, legado passado de uma geração para outra: não concordava com tradições que violavam os direitos dos animais.
Transmissão oral de doutrinas, de lendas, de costumes etc., durante longo espaço de tempo, de geração para geração.
Religião.Transmissão oral, às vezes registrada por escrito, dos fatos ou das doutrinas religiosas.
[Jurídico] Entrega material de um bem móvel, objeto de uma transferência de propriedade.
Ação ou efeito de transmitir, de fazer a transferência entre uma coisa e outra.
Etimologia (origem da palavra tradição). Do latim traditio.onis, “ato de entregar”.


Tradição (do latim traditio, tradere = “entregar”, “passar adiante”) é a continuidade ou permanência de uma doutrina, visão de mundo, costumes e valores de um grupo social ou escola de pensamento.Ao nível da etnografia, a tradição revela um conjunto de costumes, comportamentos, memórias, rumores, crenças, lendas, música, práticas, doutrinas e leis que são transmitidos para pessoas de uma comunidade, sendo que os elementos passam a fazer parte da cultura.O italiano Julius Evola, citando António Sardinha em nota que consta de sua obra “Os homens e as ruínas”, salienta que o pensador português acertou ao afirmar que a Tradição não é apenas o Passado, mas, antes, a “permanência no desenvolvimento”, a “permanência na continuidade'”.


bookmark_borderO que é má-fé

mafé | s. 2 g. má-fé | s. f.
ma·fé
(do crioulo da Guiné-Bissau )
nome de dois géneros

[Guiné-Bissau]   [Guiné-Bissau]   [Culinária]   [Culinária]   Molho ou caldo, geralmente feito de carne, peixe ou marisco (ex.: o mafé serve de acompanhamento à bianda).
má·-fé má·-fé
nome feminino

Intenção de quem, de forma dissimulada e consciente, pretende causar dano. = FALSIDADE, PERFÍDIA ≠ BOA-FÉPlural: más-fés. Plural: más-fés.


Ainda não temos o significado de mafe. Mas você pode ajudar a melhorar o Dicio sugerindo uma definição.


Má-fé (da expressão latina mala fides) é um conceito associado à ideia de fraude ou intenção dolosa.Pode envolver engano intencional dos outros ou da própria pessoa (autoengano). Uma expressão de utilização comum é: assumir a má-fé; aqui, vê-se, nas ações de outra pessoa, motivações negativas, quer essas motivações de facto existam ou não existam.
É um procedimento utilizado para enganar. Por isso, é caracterizado como crime.
Quando uma pessoa inventa uma mentira e a conta como se fora um fato verídico, mesmo que não cause prejuízo financeiro, apenas a utilização de história fraudulenta, caracteriza crime punível civil e criminalmente.


bookmark_borderO que é consubstanciação

consubstanciação | s. f. derivação fem. sing. de consubstanciar
con·subs·tan·ci·a·ção
(consubstanciar + -ção )
nome feminino

1. União de dois ou mais corpos na mesma substância.

2. Presença de Cristo na Eucaristia.

3. [Figurado]   [Figurado]   Identificação (de ideias , opiniões).
con·subs·tan·ci·ar con·subs·tan·ci·ar – Conjugar
(con- + substanciar )
verbo transitivo e pronominal

1. Unir ou unir-se numa única substância.

2. Tornar ou ficar unido ou consolidado. = UNIFICARverbo transitivo

3. Converter em substância; dar forma. ≠ DESSUBSTANCIAR


substantivo feminino Coexistência na Eucaristia do sangue e do corpo de Cristo, na consagração do pão e do vinho.
[Figurado] Concretização; existência real do que é abstrato.
Junção de dois corpos numa mesma substância.
[Figurado] Agrupamento de múltiplos elementos num só corpo material, numa só substância etc.: obra poética que traz a consubstanciação de tudo o que é trágico.
Ver também: transubstanciação.
Etimologia (origem da palavra consubstanciação). Consubstanciar + ção.


Consubstanciação é o termo que indica a crença na união local das substâncias do corpo e do sangue de Cristo, com a substância do pão e do vinho.
Assim sendo, o verdadeiro corpo e sangue de Cristo se encontram presentes real e localmente em, com e sob a substância do pão e do vinho sem modificá-las (transformá-las). Este conceito opõe-se a definição de transubstanciação na qual se crê que a substância do pão e do vinho sejam transformadas na substância do corpo e sangue de Jesus.Na consubstanciação, as substâncias do Corpo e do Sangue de Cristo, se unem a substância do pão e do vinho.
Na transubstanciação, não estão mais presentes a substância do pão e vinho , pois estas são transformadas na substâncias do corpo e sangue de Jesus, permanecendo entretanto os acidentes do pão e do vinho.
A consubstânciação também é chamada de empanação e pode ser definida através da seguinte concomitância teológica: “Assim como Jesus Cristo é Deus que se fez carne através da união hipostática da natureza divina e humana, na Consubstânciação Deus se faz Pão através da união (hipostase) da substância de Cristo com a substância do Pão e do Vinho”.
Um dos primeiros defensores da doutrina da consubstanciação foi Berengário de Tours, que defendia que o pão consagrado conservava sua substância anterior, porém ao mesmo tempo adquiria a nova substância do corpo de Cristo (“Panis sacratus in altari, salva sua substantia, est Corpus Christi, non amittens quod erat sed assumens quod non erat”.). Suas posições teológicas foram condenadas por diversos Concílios.(Roma 1050, 1059, 1078, 1079; Vercelli 1050; Poitiers 1074).
Durante a pré-reforma inglesa no século XIV, a consubstânciação foi adotada como doutrina por Lollardos e seus seguidores.
A reforma Luterana excluiu a doutrina da empanação adotando o conceito de União Sacramental. Segundo o pensamento de Lutero, durante a consagração, a substância do corpo e sangue de Cristo se une a substância do pão e do vinho, permanecendo unidos unicamente após a consagração e durante o uso do sacramento.


bookmark_borderO que é graça

graça | s. f. | s. f. pl. | interj.
gra·ça
(latim gratia, -ae, reconhecimento, agradecimento, favor, graça, estima, encanto, beleza )
substantivo feminino

1. Favor.

2. Perdão.

3. Benevolência.

4. Dito ou comentário que provoca ou pretende provocar o riso. = CHISTE, GRACEJO, PIADA

5. Acto ou dito que alegra e faz rir.

6. Dom de pessoa graciosa.

7. Agrado.

8. Airosidade, garbo.

9. Privança.

10. Elegância no estilo.

11. Dom sobrenatural, como meio de salvação ou satisfação.

12. O nome de uma pessoa (ex.: por gentileza, qual é a sua graça?).

13. Tratamento honorífico em Inglaterra.
graçassubstantivo feminino plural

14. Agradecimento (ex.: dê graças aos céus; dar graças pelo fim da guerra).

15. Benefícios espirituais, indulgências concedidas pela Igreja (ex.: vivo as graças que o Senhor me deu).

16. Designação de três deusas do paganismo.interjeição

17. Interjeição que indica agradecimento ou gratidão. = BEM HAJA, OBRIGADO

graças a Deus • Felizmente (ex.: graças a Deus, estão todos de boa saúde).Confrontar: garça, grança.


substantivo feminino Oferta ou favor que se oferece ou se recebe de alguém; dádiva.
[Por Extensão] De graça. Aquilo que se faz ou se recebe de modo gratuito, sem custos; cujo preço não é alto; que não possui motivo nem razão: fui ao cinema de graça; comprei um computador de graça; bateram-me de graça!
[Religião] De acordo com o Cristianismo, ajuda que Deus oferece aos homens para que eles alcancem a salvação; bênção divina: a graça do perdão.
[Religião] Condição da pessoa desprovida de pecados; pureza.
[Religião] A compaixão divina que presenteia os indivíduos com favores: refez sua vida com a graça de Deus.
[Por Extensão] Que é engraçado; em que há divertimento: o palhaço faz graça.
[Por Extensão] Equilíbrio e delicadeza de formas, ações: ela atua com graça.
[Por Extensão] Qualidade atrativa: este rapaz é uma graça.
[Gramática] Tipo de tratamento formal: Vossa Graça.
Etimologia (origem da palavra graça). Do latim gratia.ae.


O vocábulo graça provém do latim gratia, que deriva de gratus (grato, agradecido) e que em sua primeira acepção designa a qualidade ou conjunto de qualidades que fazem agradável a pessoa que as têm. No começo do século XX, costumava-se dizer: “qual é a sua graça?” para perguntar “como você se chama?”. Este costume, que ainda hoje se mantém em alguns lugares, vinha da cerimônia de batismo dos católicos, na qual o indivíduo se torna cristão e, segundo a doutrina católica, recebe a graça de Deus e, junto com a graça, o nome. A palavra graça provém também de grátis, derivado do latim gratiis (pelas graças, gratuitamente) e gratificar, que desde o século XV equivalia a agradecer.


bookmark_borderO que é heterodoxia

heterodoxia | s. f.
he·te·ro·do·xi·a |cs| he·te·ro·do·xi·a |cs|
nome feminino

Oposição aos sentimentos ortodoxos.


substantivo feminino Caráter daquilo que se opõe aos padrões tradicionais, à doutrina ortodoxa.
Condição da pessoa contrária às regras, aos dogmas e às opiniões estabelecidas por um grupo.
Comportamento ou ideologia de quem pratica heresia, de quem nega a fé cristã.
Etimologia (origem da palavra heterodoxia). Do francês hétèrodoxie.


Heterodoxia (do grego heteródoxos, “de opinião diferente”) inclui “quaisquer opiniões ou doutrinas que discordem de uma posição oficial ou ortodoxa”. Como adjetivo, heterodoxo é usado para descrever um assunto como “caracterizado por desvio de padrões ou crenças aceitos” (status quo).


bookmark_borderO que é redenção

redenção | s. f.
re·den·ção
(latim redemptio, -onis, aluguer , arrendamento; compra, negócio; resgate )
substantivo feminino

1. Acto ou efeito de redimir.

2. Salvação.

3. Resgate.

4. Libertação.

5. Auxílio.


substantivo feminino Ação ou efeito de redimir; ato de se redimir; salvação.
[Figurado] Amparo que auxilia em circunstâncias muito difíceis; salvação.
[Teologia] Salvação da humanidade por Jesus Cristo.
[Antigo] Esmola que se ofertava ao indivíduo que estava preso.
Etimologia (origem da palavra redenção). Do latim redemptio.onis.


Redenção, no cristianismo, é a crença na libertação do homem por meio do sacrifício de Jesus Cristo.


bookmark_borderO que é ousia

ousia | s. f.
ou·si·a
(talvez do latim *absidia, do latim absis, -idis, arco, abóbada ou do grego osía ou ousía, substância, essência )
nome feminino

[Arquitectura]   [Arquitetura]   [Arquitetura]   Capela principal de uma igreja, onde está o altar-mor. = CAPELA-MOR


feminino O mesmo que osia.


Ousía (οὐσία, pronúncia moderna “ussía”) é um substantivo da língua grega formado a partir do feminino do particípio presente do verbo “ser”, εἶναι, einai. A palavra é, por vezes, traduzida para português como substância ou essência, devido à sua vulgar tradução para latim como substantia ou essentia. É termo utilizado em Filosofia e em Teologia.


bookmark_borderO que é antidogmatismo

antidogmatismo | s. m.
an·ti·dog·ma·tis·mo
nome masculino

Doutrina oposta ao dogmatismo.


substantivo masculino Sistema que se opõe ao dogmatismo, à ideologia dos que aceitam e creem em algo como verdade absoluta, não admitindo contestação ou discussão em relação ao que acreditam.
Etimologia (origem da palavra antidogmatismo). Anti + dogmatismo.


Antidogmatismo é a ideia filósofo-religiosa que tem por base a anulação total do dogmatismo.
Pode ser compreendido como a ideia ou suposição da possibilidade da continuação de uma ou mais crenças e/ou religiões sem a afirmação de conceitos, preceitos e valores dogmáticos – ou seja, a possibilidade de crer nos fundamentos mais elementares de uma crença ou religião levando suas bases de afirmações para a gama das possibilidades válidas, porém questionáveis, assim como os adeptos do teísmo agnóstico o fazem.
Ironicamente, por se basear na convicção absoluta de que dogmas não existem, o antidogmatismo também se origina de uma postura dogmática.


bookmark_borderO que é asseidade

asseidade | s. f.
as·sei·da·de
(latim eclesiástico aseitas, -atis )
nome feminino

[Filosofia, Religião]   [Filosofia, Religião]   Qualidade do ser que existe por si mesmo.


substantivo feminino Em filosofia escolástica, natureza de um ser que existe por si mesmo e não precisa de outro para existir.
Etimologia (origem da palavra asseidade). Do latim escol aseitate.


Asseidade (do latim a se, “por si”) ou aseidade (forma não-preferível) é atributo divino essencial e fundamental, que consiste precisamente em derivar sua existência de si mesmo, ou, identicamente, existir por si próprio, sem qualquer nexo exigível ou necessário de causalidade e efetividade, e vem a ser, na compreensão teológica, prerrogativa exclusiva de Deus, em razão do que é um dos atributos incomunicáveis.