bookmark_borderO que é contratempo

contratempo | s. m.
con·tra·tem·po
(contra- + tempo )
substantivo masculino

1. Contrariedade, obstáculo imprevisto, dificuldade que surge.

2. Compasso musical apoiado nos tempos fracos.


substantivo masculino Situação inesperada; acontecimento imprevisto.
Aquilo que impede a realização normal de alguma coisa.
[Por Extensão] O que atrapalha; obstáculo, estorvo.
[Por Extensão] O que é capaz de aborrecer; aborrecimento, desgosto.
[Telecomunicação] Intervalo de tempo que ocorre entre as falas dos atores que estão em cena.
[Música] Num compasso musical, a parte fraca, ou seja, as notas que são executadas sem acentuação nem intensidade.
[Música] Numa banda popular, um dos instrumentos que fazem parte da sua bateria.
Etimologia (origem da palavra contratempo). Contra + tempo.


Na música, contratempo é um deslocamento do acento métrico natural do compasso.onde o acento que seria no tempo forte (naturalmente) acontece no tempo fraco através de um sinal de dinâmica como o sforzato. Outra maneira de caracterizar o contratempo é com o uso de ligaduras de portamento nos locais devidos que desloquem a métrica.Vale reforçar que contratempo não é síncope.
No caso do sforzato, a nota é acentuada e desloca o forte (para o lugar do fraco). No caso da ligadura, a nota de onde parte a linha recebe mais acento que a seguinte.Contratempo pode ser regular e irregular. O Contratempo é regular quando a nota e a pausa têm a mesma duração. É Irregular quando a nota e a pausa não têm a mesma duração.


bookmark_borderO que é bordão

bordão | s. m.
bor·dão
(latim burdo, -onis, macho, mula )
substantivo masculino

1. Pau que serve para apoio de quem caminha (ex.: um dos peregrinos passou agarrado a um bordão). = CAJADO, VARAPAU

2. [Figurado]   [Figurado]   Aquilo que ajuda. = ARRIMO, AUXÍLIO

3. [Armamento]   [Armamento]   Corda de arco de atirar.

4. [Linguística]   [Lingüística]   [Linguística]   Palavra ou locução esvaziada de sentido e sem função morfossintáctica , que se usa ou repete no discurso, geralmente de forma inconsciente ou automática, por vezes como forma de apoio em momentos de hesitação, esquecimento ou reformulação do pensamento (ex.: os bordões portanto e é assim são característicos do registo coloquial).

5. [Música]   [Música]   Corda grossa de certos instrumentos.

6. [Música]   [Música]   Tom invariável que serve de baixo na gaita-de-foles , sanfona, etc.

7. [Música]   [Música]   Cano de gaita-de-foles que é geralmente colocado sobre o ombro do gaiteiro. = RONCÃO

8. [Música]   [Música]   Registo de diapasão grave do órgão.

9. [Botânica]   [Botânica]   Espécie de palmeira de que se faz o maluvo.


substantivo masculino Palavra, expressão ou frase que alguém repete excessivamente.
[Por Extensão] Dito repetido para ser engraçado ou emotivo.
Vara com extremidade em formato de gancho, usado para dar apoio.
[Figurado] Algo ou alguém que presta ajuda, ampara ou socorre.
Etimologia (origem da palavra bordão). Do latim burdo.onis.
substantivo masculino [Música] Corda espessa que produz um som grave; o som grave.
[Música] Corda que, em instrumentos musicais, emite o som mais grave.
[Música] Corda localizada na parte inferior dos tambores.
[Por Extensão] Corda que atira as flechas, num arco.
Etimologia (origem da palavra bordão). Do francês bourdon.
substantivo masculino Palmeira de seiva doce usada para produzir maluvo (bebida fermentada).
Etimologia (origem da palavra bordão). Talvez de bordo.


Bordão é uma expressão comumente repetida por alguém, ou algo, sempre em uma determinada situação. Na música, bordão refere-se a determinado tema musical, marcado por notas graves, recorrente em determinada melodia.O termo também pode se referir as cordas vibrantes da sanfona que emitem continuamente a mesma nota ou o apoia ombral utilizado pelos gaiteiros, também conhecido por ronco.