bookmark_borderO que é alienação

alienação | s. f. derivação fem. sing. de alienar
a·li·e·na·ção
(latim alienatio, -onis )
nome feminino

1. Acto ou efeito de alienar ou de se alienar. = ALIENAMENTO

2. Cessão ou transmissão de bens ou direitos. ≠ INALIENAÇÃO

3. Arroubamento de espírito.

alienação fiduciária • [Direito]   • [Direito]   Transferência de um bem, feita pelo devedor à entidade ou empresa financiadora, até que seja feito o pagamento da dívida.
a·li·e·nar a·li·e·nar – Conjugar
(latim alieno, -are )
verbo transitivo

1. Transferir para domínio alheio (por venda, troca, doação, etc.).

2. Alucinar.

3. Malquistar.verbo pronominal

4. Enlouquecer; alhear-se.


substantivo feminino Transferência de propriedade ou de direito: alienação de bens.
Resultado do abandono ou efeito da falta de um direito: alienação paternal.
[Informal] Desinteresse por questões políticas ou sociais: alienação política.
[Psicologia] Perda da razão; loucura: alienação mental.
[Psicologia] Estado da pessoa que, tendo sido educada em condições sociais determinadas, se submete cegamente aos valores e instituições dadas, perdendo assim a consciência de seus verdadeiros problemas.
[Psicologia Patologia] No desenvolvimento de um sintoma clínico algumas pessoas ou situações comuns tornam-se estranhas ou perdem sua natureza familiar.
[Filosofia] Segundo o hegelianismo, momento em que a consciência se torna desconhecida a si própria ou a sua própria essência.
Ação ou efeito de alienar: alienação de uma propriedade.
expressão Alienação Fiduciária. Contrato entre o devedor (fiduciante) e o credor (fiduciário) em que a posse do bem só é transferida pelo credor ao devedor, após o pagamento completo do valor em dívida.
Alienação Parental. Situação em que um dos progenitores é impedido de estar com o(s) filho(s), sendo afastado do convívio com a criança.
Etimologia (origem da palavra alienação). Do latim alienatione.m.


Alienação (do latim alienatione) nas Ciências sociais, é um conceito que designa indivíduos que estão alheios a si próprios ou a outrem tornando-se escravos de atividades ou instituições humanas, devido a questões econômicas, sociais ou ideológicas. Desta forma, refere-se também à diminuição da capacidade dos indivíduos em pensarem e agirem por si próprios. Há quem defina a alienação como “a falta de consciência por parte do ser humano de que ele possui um grau de responsabilidade na formação do mundo a seu redor, e vice-versa”.Deste conceito filosófico-sociológico, derivaram-se outros usos da palavra, como por exemplo, na psiquiatria, pode ser usada como um sinônimo de loucura. No Direito, existem a alienação de um bem, a Alienação parental e a Alienação fiduciária. Ainda que a alienação seja um conceito a priori filosófico, existe o conceito de alienação mais propriamente na Filosofia Marxista.