bookmark_borderO que é vale-transporte

vale-transporte | s. m.
va·le·-trans·por·te
nome masculino

[Brasil]   [Brasil]   Vale que a entidade empregadora atribui ao funcionário para usar em despesas de deslocamento de casa para o trabalho e vice-versa, no sistema de transporte colectivo público.Plural: vales-transporte ou vales-transportes. Plural: vales-transporte ou vales-transportes.



No Brasil, o vale-transporte se constitui em benefício que o empregador antecipará ao trabalhador para utilização efetiva em despesas de deslocamento da residência para o trabalho e vice-versa.Entende-se como deslocamento a soma dos segmentos componentes da viagem do beneficiário, por um ou mais meios de transporte, entre sua residência e o local de trabalho.
Não existe determinação legal de distância mínima para que seja obrigatório o fornecimento do vale-transporte, então, o empregado utilizando-se de transporte coletivo, por mínima que seja a distância, o empregador será obrigado a fornecê-los.
O vale-transporte é utilizável em todas as formas de transporte coletivo público urbano ou, ainda, intermunicipal e interestadual com características semelhantes ao urbano, operado diretamente pelo poder público ou mediante delegação, em linhas regulares e com tarifas fixadas pela autoridade competente.
Excluem-se das formas de transporte mencionadas os serviços seletivos e os especiais.
Para os brasileiros, este benefício foi incorporado aos encargos contratuais na década de 1980, sendo criado pelo então Ministro dos Transportes Affonso Camargo Neto.


bookmark_borderO que é absenteísmo

absenteísmo | s. m.
ab·sen·te·ís·mo
(francês absentéisme )
nome masculino

1. Processo de exploração agrícola em que há um gerente ou feitor intermediário entre o cultivador e o proprietário ausente.

2. Hábito de não comparecer, de estar ausente (ex.: absenteísmo escolar, absenteísmo laboral).

Sinónimo Sinônimo Geral: ABSENTISMOConfrontar: absintismo.


substantivo masculino Hábito de se ausentar com frequência, de não comparecer.
[Política] Não participar de votações obrigatórias; abstencionismo.
Circunstância em que uma pessoa habitualmente deixa de realizar as obrigações referentes ao seu trabalho.
Costume do proprietário que reside fora dos limites de sua propriedade rural; absentismo.
Sistema que faz com que os trabalhadores prestem contas de seus serviços ao intermediário e não ao proprietário rural.
Absenteísmo Escolar. Ausência prolongada e recorrente das atividades realizadas na escola.
Etimologia (origem da palavra absenteísmo). De francês absentisme.


O absenteísmo ou absentismo é um padrão habitual de ausências no processo de trabalho, dever ou obrigação, seja por falta ou atraso, falta de motivação ou devido a algum motivo interveniente.É usado também para designar a soma dos períodos de ausência de um funcionário de seu ambiente de trabalho.


bookmark_borderO que é profissão

profissão | s. f.
pro·fis·são
(latim professio, -onis, declaração, manifestação, profissão, emprego, estado, ensino )
nome feminino

1. Declaração pública.

2. Solenidade na qual alguém se liga por votos a uma ordem religiosa.

3. Ofício; emprego; ocupação; mister.

de profissão • Por estado: Um sábio de profissão; por hábito: Um mentiroso de profissão.

profissão de fé • Declaração pública da sua fé religiosa ou das suas opiniões políticas.

profissão liberal • Profissão intelectual cuja remuneração deve estar isenta de qualquer especulação.


substantivo feminino Ofício especializado que legitima alguém a fazer alguma coisa, pode ser, ou não, o meio de vida dessa pessoa.
Trabalho habitual de uma pessoa através do qual ela consegue os meios necessários à sua sobrevivência; emprego, ofício.
Declaração ou confissão pública de um sentimento, opinião, ponto de vista, religião etc.
Ação ou efeito de professar, de fazer o reconhecimento público de algo.
Etimologia (origem da palavra profissão). Do latim professio.onis.


Profissão é um trabalho ou atividade especializada dentro da sociedade, geralmente exercida por um profissional. Algumas atividades requerem estudos de um dado conhecimento, como as profissões de médico, advogado, engenheiro, biólogo, ou arquiteto, por exemplo. Outras dependem de habilidades práticas, como as profissões de faxineiro ou jardineiro, por exemplo.
No sentido mais amplo da palavra, portanto, o conceito de profissão tem a ver com ocupação profissional, ou seja, uma atividade produtiva/profissional que o indivíduo desempenha perante a sociedade onde está inserido.


bookmark_borderO que é mão de obra

substantivo feminino Trabalho, atividade manual de um operário na execução de uma obra.
Conjunto de operários necessários para execução de determinada obra: este projeto necessitará de mão de obra especializada.
Custo do trabalho por eles executado: a China é conhecida por oferecer mão de obra barata.
[Popular] Atividade excessivamente complicada, difícil, árdua: esse vestibular vai ser a maior mão de obra!
Etimologia (origem de mão de obra). Mão + de + obra.


O termo mão de obra tradicionalmente designa o emprego manual direto na produção industrial. Para efeito de apuração de custos, distingue-se a mão de obra direta (o trabalho diretamente empregado na fabricação de um bem ou serviço), e a mão de obra indireta (o trabalho realizado em atividades frequentemente indivisíveis, de supervisão ou apoio à produção, tais como a manutenção de máquinas e equipamentos, limpeza ou vigilância).O custo da mão de obra designa a parcela correspondente ao trabalho dentro do custo total de um objeto fabricado ou de um serviço prestado.
Segundo Manel dos Santos Costa Rocha, “quando o tempo de trabalho do operário pode ser identificado com o produto, lote de produtos, processo fabril ou centro de custos, o salário correspondente é considerado como mão de obra direta.” Ou seja: mão de obra direta é o salário do operário cuja ocupação está diretamente relacionada ao produto que está sendo fabricado. Os demais operários (. . .) embora imprescindíveis à tarefa de produzir, não se encontram diretamente identificados com um determinado produto ou centro de custos. Nesse caso, serão considerados como mão de obra indireta”.Por metonímia, a palavra pode designar também o conjunto dos trabalhadores de uma fábrica, de uma empresa ou, no sentido de população ativa, os trabalhadores de uma determinada área geográfica.


bookmark_borderO que é proletarização

proletarização | s. f. derivação fem. sing. de proletarizar
pro·le·ta·ri·za·ção
substantivo feminino

Acto de reduzir uma categoria de produtores independentes (cultivadores agrícolas, artesãos, comerciantes) à necessidade de colocarem a sua força de trabalho ao dispor dos proprietários dos meios de produção ou de troca.
pro·le·ta·ri·zar pro·le·ta·ri·zar – Conjugar
verbo transitivo

Dar o carácter de proletário a.


substantivo feminino Ação ou efeito de proletarizar-se; modificação para o proletário.
Em que há empobrecimento da classe média, fazendo com que esta se aproxime ao estado de vida dos proletários; declínio da classe média.
Etimologia (origem da palavra proletarização). Proletarizar + ção.


A proletarização refere-se ao processo social pelo qual pessoas auto-empregadas ou empregadoras (e inclusive desempregadas que não precisavam trabalhar) passam a ser mão de obra assalariada por parte de um empregador. Para a teoria marxista, a proletarização tem sido uma das formas mais importantes de mobilidade social descendente.


bookmark_borderO que é acidente de trabalho

substantivo masculino Lesão corporal, perturbação funcional ou doença que ocorre no local de trabalho, no exercício da atividade profissional, ou por motivo dela, causando a morte ou a perda, total ou parcial, permanente ou temporária, da capacidade de trabalho. Nesses casos, a Constituição Federal garante ao trabalhador o seguro contra acidentes do trabalho, a cargo do empregador, além de potencial indenização no caso de dolo ou culpa da empresa.


Um acidente de trabalho é aquele que se verifique no local e no tempo de trabalho, produzindo lesão corporal, perturbação funcional ou doença de que resulte redução na capacidade de trabalho, ou de ganho, ou a morte. Além dos acidentes típicos de trabalho, segundo o artigo 20 da lei nº 8213/91 algumas doenças relacionadas ao exercício da função equiparam-se com acidentes de trabalho. Entre elas encontra-se as doenças profissionais, que são aquelas derivadas do exercício de uma determinada função. Também temos a doença do trabalho, que é ocasionada pelas condições em que o trabalho é realizado.
Outras situações que também podem ser equiparadas com o acidente de trabalho podem ser observadas no artigo 21 da lei de nº 8213/91, dentre elas encontram-se: acidentes ocorridos no local e hora de trabalho (derivados de agressão sofrida por companheiros de trabalho, imprudência, ofensa física intencional, inundações, desabamentos, incêndios,etc.), doenças acarretadas por contaminações acidentais no exercício do trabalho, acidente relacionado ao trabalho que mesmo não sendo motivo único tenha contribuído diretamente para a lesão ou morte do funcionário. Acidentes sofridos pelo segurado mesmo que fora do ambiente ou horário de trabalho. Situações onde o acidente ocorre derivado de uma ordem de serviço, prestação de serviços em prol da empresa,e também no percurso da residência para o ambiente de trabalho ( independente do meio de locomoção utilizado pelo segurado ) e por ultimo em viagem a serviço da organização contratante.


bookmark_borderO que é greve

greve | s. f.
gre·ve
(francês grève )
nome feminino

1. Interrupção temporária, voluntária e colectiva de actividades ou funções, por parte de trabalhadores ou estudantes, como forma de protesto ou de reivindicação (ex.: o sindicato convocou uma greve de três dias).

greve de fome • Recusa em ingerir qualquer alimento como forma de protesto ou de reivindicação.

greve de zelo • Realização de um serviço com meticulosidade e lentidão excessivas, causando deliberadamente atraso ou redução no rendimento do trabalho, como forma de protesto ou de reivindicação.

greve geral • Paralisação concertada de actividades a nível nacional, em protesto contra determinadas políticas governamentais ou institucionais.


substantivo feminino Paralisação; interrupção que, feita de modo voluntário e determinada pelo trabalhador ou pelos trabalhadores, reivindica direitos ou protesta contra ameaças ou situações desvantajosas no trabalho.
[Por Extensão] Interrupção passageira do trabalho, de atividades pagas, em quaisquer circunstâncias para protestar contra alguma coisa; parede.
Etimologia (origem da palavra greve). Do francês gréve.


Greve é a cessação coletiva e voluntária do trabalho realizado por trabalhadores com o propósito de obter direitos ou benefícios, como aumento de salário, melhoria de condições de trabalho ou direitos trabalhistas, ou para evitar a perda de benefícios. Por extensão, pode referir-se à cessação coletiva e voluntária de quaisquer atividades, remuneradas ou não, para protestar contra algo (de conformidade com a “Consolidação das Leis do Trabalho).


bookmark_borderO que é empregado

empregado | s. m. | adj. masc. sing. part. pass. de empregar
em·pre·ga·do
(particípio de empregar )
substantivo masculino

1. Aquele que exerce qualquer emprego. = FUNCIONÁRIO

2. Pessoa que presta serviço na casa de outrem. = CRIADO, DOMÉSTICOadjectivo adjetivo

3. Que se usou ou empregou. = APLICADO, EMPREGUE, USADO

4. Que tem emprego. ≠ DESEMPREGADO

empregado de mesa • Funcionário que serve os clientes nas mesas ou ao balcão em restaurantes, cafés, hotéis e estabelecimentos semelhantes. = GARÇOM
em·pre·gar em·pre·gar 1- Conjugar
(latim implico, -are, enlaçar, envolver, embaraçar, perturbar, ligar, enviar )
verbo transitivo

1. Dar emprego a.

2. Nomear para exercer emprego em.

3. Aplicar a; ocupar.

4. Fazer uso de; servir-se de; gastar, despender; preencher.verbo pronominal

5. Colocar-se; ocupar-se.
em·pre·gar |è| em·pre·gar |è| 2- Conjugar
(em- + prega + -ar )
verbo transitivo

1. O mesmo que preguear.

2. [Portugal: Beira]   [Portugal: Beira]   O mesmo que entrevar.


substantivo masculino Pessoa que exerce funções em estabelecimento público ou particular: empregado de escritório.
Empregado doméstico, o que recebe paga por trabalhos caseiros.


Empregado é a pessoa contratada para prestar serviços para um empregador, numa carga horária definida, mediante salário O serviço necessariamente tem de ser subordinado, qual seja, o empregado não tem autonomia para escolher a maneira como realizará o trabalho, estando sujeito às determinações do empregador. No Brasil, o conceito de empregado encontra-se previsto no art. 3.º da Consolidação das Leis do Trabalho. A aa entre o empregado e o empregador é denominada relação de emprego.
Apesar da subordinação, o empregado tem uma série de direitos, como por exemplo, as férias, a gratificação natalina (também chamado 13º salário), o aviso prévio, licença maternidade, entre outros.


bookmark_borderO que é abono

abono | s. m. | s. m. pl. 1ª pess. sing. pres. ind. de abonar
a·bo·no |ô| a·bo·no |ô|
(derivação regressiva de abonar )
nome masculino

1. Acto ou efeito de abonar ou de se abonar. = ABONAÇÃO, ELOGIO, LOUVOR

2. Adiantamento de dinheiro ou de géneros .

3. Ajuda ou subsídio em dinheiro (ex.: pediu um abono pecuniário).
abonosnome masculino plural

4. [Jogos]   [Jogos]   Tentos para pagas, nos jogos de vaza.

abono de família • [Portugal]   • [Portugal]   Remuneração adicional atribuída a um trabalhador em função dos seus dependentes. (Equivalente no português do Brasil: salário-família.)

• [Portugal, Informal]   • [Portugal, Informal]   Órgão sexual masculino.

em abono da verdade • Usa-se para confirmar o que é dito.Plural: abonos |ô|. Plural: abonos |ô|.
a·bo·nar a·bo·nar – Conjugar
(talvez de a- + latim bonus, -a, um, bom + -ar )
verbo transitivo

1. Dar por bom.

2. Responder por.

3. Adiantar, fazer abono.

4. [Contabilidade]   [Contabilidade]   Creditar, descontar no débito.

5. Aumentar um pouco (à medida) ao peso, etc.verbo pronominal

6. Gabar-se.

7. Valer-se.


substantivo masculino Abonação, autenticação.
Garantia, fiança.
Adiantamento em dinheiro por conta de vencimentos.
Defesa, elogio, aprovação: falar em abono de alguém.
[Brasil] Gratificação: abono de Natal.
(RS) Adubo.


Abono é um benefício (normalmente monetário) providenciado a alguma pessoa ou entidade que tenha direitos adquiridos. Seja de uma forma social, comercial ou política.
Na Legislação Trabalhista brasileira, “abono” é o nome que se dava a antecipações salariais, a maioria em função da perda provocada pela alta inflação. Essas antecipações deveriam ser abatidas no futuro, mas acabavam sendo incorporadas nos salários e descontadas nos reajustes que levavam em conta novas perdas inflacionárias.Devem estar claras no título concessor a expressão: “abono compensável, adiantamento dedutivel ou expressão equivalente”, devendo também estar destacada a parcela de adiantamento no respectivo documento de quitação.[carece de fontes?]Não confundir com abono de férias (abono pecuniário) que não tem natureza jurídica salarial. Este na verdade é a conversão in pecunia, a requerimento do empregado, de 1/3 (10 dias, se for mensalista) de suas férias.


bookmark_borderO que é trabalhador

trabalhador | adj. | s. m.
tra·ba·lha·dor |ô| tra·ba·lha·dor |ô|
(trabalhar + -dor )
adjectivo adjetivo

1. Que gosta de trabalhar; laborioso.substantivo masculino

2. Pessoa que trabalha.

3. Jornaleiro.

4. Aquele que trabalha de enxada.


adjetivo Que desenvolve algum tipo de trabalho; que é capaz de trabalhar; que trabalha.
Que demonstra excesso de dedicação na realização de alguma coisa.
[Por Extensão] Uso Regional. Rio Grande do Sul. Diz-se do jumento utilizado como reprodutor de éguas.
substantivo masculino Indivíduo que trabalha; empregado ou operário.
Trabalhador autônomo. Aquele cujo trabalho não é permanente nem tem vínculo empregatício.
Trabalhador migratório. Aquele que acaba por trabalhar ocasionalmente em diferentes lugares.
Etimologia (origem da palavra trabalhador). Trabalhar + dor.


Trabalhador é um termo amplo que inclui todo aquele que vive do seu trabalho – isto inclui o escravo, o servo, o artesão, o proletário. Na atualidade, o trabalhador é considerado legalmente (formalmente) como todo aquele realiza tarefas baseadas em contratos, com salário acordado e direitos previstos em lei. No caso de voluntariado, trabalha-se em instituições sem fins lucrativos, não sendo, portanto, assalariados.