bookmark_borderO que é amnésia

amnésia | s. f.
am·né·si·a
(grego amnêsía, -as )
substantivo feminino

Perda (total ou parcial) da memória.


substantivo feminino Condição médica de quem apresenta ausência, diminuição ou perda completa da memória, podendo ser causada por trauma (físico ou psíquico), doenças degenerativas (Alzheimer), lesão física na área cerebral responsável pela retenção de informações, estresse, envelhecimento ou outros fatores.
[Por Extensão] O que denota ou representa qualquer tipo de falta de memória; esquecimento: o ditador foi exaltado pelo povo, provavelmente acometido por algum tipo de amnésia histórica.
Etimologia (origem da palavra amnésia). Do grego amnesia.as.


Amnésia é a perda de memória que pode ser total ou parcial, constante ou episódica, temporária ou permanente dependendo das causas.


bookmark_borderO que é perversão

perversão | s. f.
per·ver·são
(latim perversio, -onis, inversão )
substantivo feminino

1. Acto ou efeito de perverter.

2. Mudança para um estado ou situação considerado pior. = CORRUPÇÃO

3. Depravação.

4. [Psicologia, Psiquiatria]   [Psicologia, Psiquiatria]   Desvio patológico do comportamento considerado normal.


substantivo feminino Ação ou efeito de perverter, de contrariar as leis da natureza e da vida moral.
[Medicina] Alteração que, sendo de teor psíquico, perturba uma função normal.
Estado da pessoa que apresenta devassidão (obscenidade): perversão sexual.
Ação que faz com que o bem se torne mal; corrupção.
Alteração de uma condição normal: perversão da visão.
[Antigo] Termo que se referia ao comportamento ou prática sexual que não eram considerados normais.
Etimologia (origem da palavra perversão). Do latim perversio.onis, “alteração, depravação”.


Perversão vem do latim pervertere que corresponde o ato ou efeito de perverter, tornar-se perverso, corromper, desmoralizar, depravar, alterar. É um termo usado para designar o desvio, por parte de um indivíduo ou grupo, de qualquer dos comportamentos humanos considerados normais e/ou ortodoxos para um determinado grupo social. Os conceitos de normalidade e anormalidade, no entanto, variam no tempo e no espaço, em função de várias circunstâncias.
A perversão distingue-se da neurose e da psicose como modo de funcionamento e organização defensiva do aparelho psíquico. O termo é também frequentemente utilizado com o sentido específico de perversão sexual, ou desvio sexual.


bookmark_borderO que é estereotipia

estereotipia | s. f.
es·te·re·o·ti·pi·a
(estereótipo + -ia )
nome feminino

1. Arte de estereotipar.

2. [Artes gráficas]   [Artes gráficas]   Imprimir com o estereótipo.

3. [Patologia]   [Patologia]   O mesmo que estereótipo.


substantivo feminino Tipografia. Ação de reproduzir, uma composição tipográfica, numa chapa por meio de um molde feito em matriz sólida.
[Por Extensão] Tipografia. A chapa com a qual pode ser realizada essa ação; estereótipo.
Tipografia. Parte situada numa oficina tipográfica em que esse tipo de ação e/ou composição pode ser feita.
Psicopatologia. Modo de agir caracterizado pela repetição verbal ou motora; comportamento automático desprendido de uma realidade palpável.
Etimologia (origem da palavra estereotipia). Estereo + tip(o) + ia.


A estereotipia é uma ação repetitiva ou ritualística, proveniente do movimento, postura, ou fala. Estereótipos podem ser movimentos simples, como balançar o corpo, ou complexos, como a auto-carícia, cruzamento e descruzamento de pernas, e posição de marcha. A estereotipia pode ser encontrada em pessoas com deficiência intelectual, transtornos do espectro autista, discinesia tardia e transtorno do movimento estereotipado. Alguns estudos mostram estereotipias associadas a alguns tipos de esquizofrenia. A demência frontotemporal é também uma causa neurológica na qual comportamentos repetitivos e estereotipias é característica comum. Várias causas têm sido propostos para a estereotipia, e várias opções de tratamento estão disponíveis.Estereotipia é às vezes chamada de stimming no autismo, ou comportamento de auto-estimulação, sob a hipótese de que os sentidos do indivíduo são estimulados. Medicamentos também podem influenciar com efeitos colaterais. Entre as pessoas com degeneração lobar frontotemporal, mais da metade (60%) apresentaram estereotipias.


bookmark_borderO que é melancolia

melancolia | s. f.
me·lan·co·li·a
substantivo feminino

1. Tristeza profunda e duradoura.

2. Hipocondria.


substantivo feminino Tristeza vaga e indefinida: a melancolia da tarde.
Estado de tristeza intensa, traduzido pelo sentimento de dor moral e caracterizado pela inibição das funções motoras e psicomotoras.
[Psicologia] Condição insalubre de enfraquecimento mental e/ou físico, que ocasiona certas complicações psiquiátricas; psicose maníaco-depressiva.
Etimologia (origem da palavra melancolia). Do latim melancholia.


Melancolia (do grego μελαγχολία — melagcholía; de μέλας — mélas, “negro” e χολή — cholé, “bílis”) é uma tristeza vaga, permanente e profunda, que leva o sujeito a sentir-se
triste e a não desfrutar dos prazeres da vida. Ela pode surgir devido a causas físicas e/ou morais.Os especialistas consideram que a melancolia, à semelhança da tristeza e de outras emoções, passa a ser patológica a partir do momento em que altera o pensamento normal do indivíduo e dificulta o seu desempenho social. Por exemplo: é considerado normal uma pessoa sentir-se melancólica uma tarde qualquer e, assim, ficar em casa sem fazer nada. Em contrapartida, se esse comportamento se repetir durante vários dias e o sujeito abandonar a sua vida social ou as suas obrigações, a melancolia passa a ser um tipo de depressão que requer tratamento.


bookmark_borderO que é disortografia

disortografia | s. f.
di·sor·to·gra·fi·a
(dis- + ortografia )
nome feminino

1. [Medicina]   [Medicina]   Dificuldade na aprendizagem da ortografia.

2. [Medicina]   [Medicina]   O mesmo que disgrafia.


substantivo feminino Défice na capacidade de compor textos escritos, especialmente na codificação da escrita que, não associada a uma deficiência intelectual, se caracteriza pelo excesso de erros gramaticais e ortográficos.
Etimologia (origem da palavra disortografia). Dis + ortografia.


Disortografia é a dificuldade do aprendizado e do desenvolvimento da habilidade da linguagem escrita expressiva. Esta dificuldade pode ocorrer associada ou não a dificuldade de leitura, isto é, a dislexia. Considera-se que 90% das disortografias têm como causa um atraso de linguagem; estas são consideradas disortografias verdadeiras. Os 10% restantes têm como causa uma disfunção neuro-fisiológica.


bookmark_borderO que é drogadição

Palavra não encontrada. Se procurava uma das palavras seguintes, clique nela para consultar a sua definição. droga dicção drogarias drogariam drogaria drogarão droga dição (norma brasileira) drogadão (norma brasileira) drogadinho (norma brasileira) drogadonas (norma brasileira)
Caso a palavra que procura não seja nenhuma das apresentadas acima, sugira-nos a sua inclusão no dicionário.


substantivo feminino Dependência física e psicológica de drogas; vício.
Consumo excessivo e insistente de drogas, de substâncias entorpecentes e alucinógenas, que causa dependência.
Etimologia (origem da palavra drogadição). Droga + adição, do inglês addiction “consumo excessivo”.


Toxicodependência (português brasileiro) ou toxicodependência (português europeu) são termos genéricos que designam toda e qualquer modalidade de vício bioquímico por parte de um ser humano ou a alguma droga (substância química) ou à superveniente interação entre drogas (substâncias químicas), causada ou precipitada por complexo de fatores genéticos, biofarmacológicos e sociais, incluídos os econômico-políticos.