tirso




tirso | s. m.
tir·so
(latim thyrsus, -i, haste das plantas )
nome masculino

1. Curto venábulo adornado de pâmpanos e hera e terminado em pinha que as bacantes traziam na mão.

2. Insígnia de Baco.

3. [Botânica]   [Botânica]   Disposição das flores em forma de pirâmides ou panícula cónica como no castanheiro, no lilás, etc.


substantivo masculino Bastão encimado por uma pinha e rodeado de pâmpanos e de hera, atributo de Dioniso e das Mênades.
[Botânica] Espécie de cacho de flores, de forma piramidal (lilá, castanheiro-da-índia).


Um tirso (em grego: thyrsos; em latim: thyrsus) era um bastão envolvido em hera e ramos de videira e encimado por uma pinha.
Nas mitologia grega (assim como na romana), era usado pelo deus Dioniso (ou Baco) e pelas seguidoras do deus, as ménades (ou bacantes). A hera e a videira eram de resto as plantas emblemáticas deste deus. Segundo os textos gregos, as ménades utilizariam os tirsos como uma espécie de arma, sendo conhecidos os cortejos frenéticos em honra a Dionísio (os tíasos) aos quais estas se entregavam.
Tem sido sugerido que o tirso teria um carácter fálico, sendo a pinha um símbolo para o sémen.