unha

unha | s. f. | s. f. pl. 3ª pess. sing. pres. ind. de unhar 2ª pess. sing. imp. de unhar
u·nha
(latim ungula, -ae, diminutivo de unguis, -is, unha )
nome feminino

1. [Anatomia]   [Anatomia]   Lâmina córnea que reveste a extremidade dorsal dos dedos.

2. Garra de certos animais.

3. [Zoologia]   [Zoologia]   Casco dos paquidermes e ruminantes.

4. [Entomologia]   [Entomologia]   Extremidade curva do pé dos insectos .

5. Calosidade no dorso das bestas.

6. Pisadura produzida nas cavalgaduras pelos arreios.

7. Pé do caranguejo.

8. Nome dado a diversos opérculos das conchas.

9. [Viticultura]   [Viticultura]   Pedaço da cepa ou do tronco da videira que vai preso ao pé do bacelo que se cortou.

10. Parte recurva ou pontiaguda de alguns instrumentos ou de outros objectos (ex.: unha do martelo).

11. [Botânica]   [Botânica]   Parte interior, mais alongada e mais estreita, da pétala ou da tépala.
unhasnome feminino plural

12. [Informal]   [Informal]   Mão.

13. Domínio, poder.

à unha • Com as mãos. (Usa-se para estimular, nas praças de touros, os moços-de-forcado a fazerem pegas ou para incitar a vias de facto indivíduos que estão altercando.)

a unhas de cavalo • A toda a pressa, a bom correr; à rédea solta.

com unhas e dentes • Com grande esforço, energia ou trabalho. = AFINCADAMENTE

cortar as unhas rentes • Ser sovina.

dar à unha • Trabalhar afincadamente, com muito cuidado.

enterrar a unha • Vender muito caro.

fazer as unhas • Apará-las.

lamber a unha • Regozijar-se; apreciar.

por uma unha negra • Por um triz.

ser unha com carne • Ser íntimo de alguém.

ter na unha • Estar na posse de, ter em seu poder.

ter unha • [Brasil]   • [Brasil]   Ser perito na viola.

ter unhas na palma da mão • Ter o hábito de furtar.

unha da âncora • Extremidade aguçada do braço que coincide com um dos vértices da pata da âncora (os outros chamam-se orelhas).

unha do martelo • A parte oposta à cabeça do martelo (também se lhe chama dente e orelha).

untar as unhas de • Corromper alguém com dinheiro ou dar gorjeta ou gratificação para obter favores. = PEITAR, SUBORNAR
u·nhar u·nhar – Conjugar
(unha + -ar )
verbo transitivo e pronominal

1. Ferir ou ferir-se com a unha. = AGATANHAR, ARRANHARverbo transitivo

2. Riscar com a unha.

3. [Viticultura]   [Viticultura]   Mergulhar o bacelo colocando-o na manta e aconchegando-o com terra.

4. [Brasil, Informal]   [Brasil, Informal]   Roubar ou furtar.verbo transitivo e intransitivo

5. [Náutica]   [Náutica]   Aferrar âncoras. = FUNDEARverbo intransitivo

6. [Portugal: Minho]   [Portugal: Minho]   Ficar tão preso ao chão que é difícil aplicar-lhe algo para levantar (ex.: esta pedra unha).

7. [Brasil, Informal]   [Brasil, Informal]   Partir depressa ou às escondidas (ex.: o cavalo unhou). = DISPARAR, FUGIR


substantivo feminino Lâmina transparente de queratina que recobre a extremidade das falanges, nos dedos, dos pés e das mãos.
Saliência membranosa do ângulo interno do olho; úngula.
Ponta aguda, curvada ou tipo de fenda em alguma coisa.
Machucado no lombo de certos animais; matadura.
Protuberância no tronco das bestas.
Marca de uso que os arreios fazem nas cavalgaduras.
[Botânica] Base das pétalas; pé da planta.
[Botânica] Tronco da videira que está grudado no pé da muda.
Porção de areia que segue mar adentro.
substantivo masculino e feminino Pessoa que é sovina, agarrada ao dinheiro; avarento.
Etimologia (origem da palavra unha). Do latim ungula.ae.


A unha é uma estrutura composta por queratina presente na ponta dos dedos da maioria dos vertebrados terrestres. É produzida por glândulas em sua base que secretam grossas camadas de queratina, que se mantêm aderidas à pele até a sua extremidade.
As unhas assumem formas e funções diferentes nas várias espécies animais. Na forma de garras, servem para cavar ou agarrar um substrato ou um alimento. Na forma de cascos, atuam absorvendo o impacto dos membros durante corridas ou para absorver o peso do animal. Nos humanos e em muitos primatas, as unhas são reduzidas, arredondadas e quadradas, o que favorece a precisão na manipulação de objetos com a ponta dos dedos, além de facilitar a ação de segurar galhos ou objetos com as mãos e pés. No ser humano, as dos dedos das mãos crescem aproximadamente 4 vezes mais rápido que as dos dedos dos pés, sendo que as das mãos crescem, por mês, cerca de 3 milímetros.