velamento

velamento | s. m. derivação masc. sing. de velar
ve·la·men·to
nome masculino

Acto ou efeito de velar.
ve·lar ve·lar 1- Conjugar
(latim vigilo, -are )
verbo transitivo

1. Estar de vigia a, estar de guarda a, geralmente durante as horas habitualmente dadas ao sono. = VIGIAR

2. [Figurado]   [Figurado]   Proteger.

3. Proteger.

4. Não abandonar.

5. Interessar-se com vigilante zelo.

6. Exercer vigilância sobre.verbo intransitivo

7. Passar a noite ou parte dela sem dormir.

8. Fazer serão prolongado.

9. Conservar-se aceso (ex.: uma luz velava).

10. Estar sempre vigilante.

11. [Figurado]   [Figurado]   Conservar-se no constante exercício das suas funções.verbo pronominal

12. Vigiar-se, acautelar-se.
ve·lar ve·lar 2- Conjugar
(latim velo, -are )
verbo transitivo

1. Cobrir com véu.

2. Tapar com alguma coisa a modo de véu.

3. Não deixar ver, interceptar .

4. [Pintura]   [Pintura]   Cobrir com cor leve para deixar transparecer a superfície ou a tinta inferior.verbo pronominal

5. Cobrir-se com véu.

6. Encobrir-se, ocultar-se.

7. Anuviar-se.

8. Toldar-se, perder a sonoridade.
ve·lar ve·lar 3
(latim velum, -i, pano, cortina, máscara, véu + -ar )
adjectivo de dois géneros adjetivo de dois géneros

1. [Anatomia]   [Anatomia]   Relativo ao palato mole ou véu palatino.

2. [Fonética]   [Fonética]   Que se articula com aproximação da língua ao palato mole (ex.: [g] e [k] são consoantes oclusivas velares). = LINGUOVELAR


substantivo masculino Ato ou efeito de velar, de esconder ou encobrir com véu ou algo parecido; encobrimento.
[Por Extensão] Ação de ocultar ou dissimular pensamentos, sentimentos, desejos etc.; ocultação.
Ação de ficar ao pé de algo ou de alguém, sem dormir, cuidando; zelo, vigília.
Etimologia (origem da palavra velamento). Velar + mento.